conecte-se conosco


Várzea Grande

Policia prende três por roubo de veículos no São Matheus

Publicado

em

Nivaldo Junior Toledo Santana, 26 anos, Ailton Barbosa da Silva, 19 anos  e o menor M.S.M  de 17 anos foram  presos no  bairro São Matheus na noite desta segunda feira (05),  acusados de receptação ,porte ilegal de arma de fogo, adulteração  de sinal  identificador de veículo  e corrupção  de menores em Várzea Grande.

 

Policiais   do 4º Batalhão de Polícia Militar foram informados que na tarde desta segunda-feira, 05,  havia ocorrido roubo de veículo, onde três homens teriam subtraído uma Picap Strada de cor branca.

Segundo informações,  dois elementos renderam a vítima com  arma de fogo com apoio de um veículo Gol de cor preta, imagens de câmeras nas imediações do local do roubo captaram a placa do veículo .

 

 

O veículo Gol foi localizado transitando pelo bairro São Matheus em Várzea Grande, abordado e feito checagem o veículo apresentou sinais de adulterações, que em checagem aprofundada constou ser produto de roubo e sua placa original seria NPI-7994.

 

Foi dada voz de prisão ao suspeito Ailton e indagado sobre o roubo ocorrido o suspeito apresentou diversas versões sobre o fato, alegando inocência.

Após a PM mostrar imagem de Ailton e do veículo no local do crime, ele e assumiu que mais dois comparsas deram reforço na ação criminosa, Nivaldo e um menor que estaria de posse da arma de fogo, no momento do crime.

 

Com os suspeitos foram apreendidos um veículo Fiat Strada de cor branca placa qbe-7541,  um veículo Gol de cor preta placa NPI-7994, R$ 233 reais, um  revolver sem marca cal.22 sem munições.

 

 

Diante dos fatos os suspeitos foram entregues a Delegacia para registro do boletim da ocorrência   sem lesões e os veículos foram apreendidos.

Fonte: Joacir Luis- MT de Fato

Comentários Facebook

Várzea Grande

Vereador Rogerinho é favorável a redução de número de vereadores e do duodécimo para Câmara de Várzea Grande

Publicado

em

O vereador por Várzea Grande, Rogério França Martins, o Rogerinho da Dakar (PV), usou a tribuna durante a sessão ordinária na Câmara Municipal, na manhã da última terça-feira (13), para propor uma emenda ao projeto do vereador Fábio Tardin, o Fabinho (DEM), eleito no mês passado para comandar a Câmara de Vereadores pelo próximo biênio (2019/2020), que visa reduz o número de vereadores da Cidade, de 21 para 17.

Rogerinho explicou que com a redução haverá uma economia considerável, que pode ser devolvida ao município. Segundo o parlamentar o recurso deve ser destinado à Saúde, principalmente para custear mamografias, para isto os vereadores precisam especificar no projeto e aprová-lo.

Martins frisou que hoje o legislativo recebe de duodécimo de 6% do valor total da arrecadação municipal e que a redução do número de vereadores permitirá sobra. Ele sugeriu que a prefeitura faça o repasse de 5% e 1% seja direcionado para a Saúde, um dos setores que mais necessita de recursos.

“Vamos formatar o projeto e já solicitar a redução do repasse no duodécimo e garantir para a Saúde o que restar nos cofres do legislativo, está é minha opinião”.

 

O projeto visa alterar o artigo 16 da Lei Orgânica do Município. Na justificativa, Fabinho explica que a emenda constitucional nº 58/2009, que trata da recomposição das câmaras municipais, impõe como limite máximo de 21 vereadores nos municípios que tiverem mais de 160 mil e até 300 mil habitantes, mas que esse teto não é obrigatório.

“Acredito que 15 vereadores já contemplam a necessidade de nossa Cidade, até porque a lei não estipula obrigando um número X de vereadores”, argumenta.

 

Para o presidente eleito, Fábio Tardin, o gasto com vereadores engessou o orçamento da Casa de Leis, que não tem mais condições de fazer reforma administrativa ou discutir possibilidade de plano de carreira dos servidores.

Ele pede que os colegas votem favorável e atendam ao anseio popular de reduzir os gastos. Destaca ainda a importância da pressão dos cidadãos para que o projeto será aprovado e se diz otimista, apesar de alguns vereadores questionarem a constitucionalidade do projeto.

Fonte: Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana