conecte-se conosco



Polícia

Polícia Civil prende autor de homicídio que vitimou garota de programa

Publicado

em

O autor do homicídio cometido contra uma garota de programa, ocorrido em Rondonópolis (212 km ao Sul), teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta terça-feira (12.03).

Com a ordem de prisão preventiva decretada por homicídio qualificado, Leandro Rodrigues dos Santos, 29, foi preso pelos policiais civis da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) de Rondonópolis.

O crime aconteceu no dia 30 de julho de 2018, em um imóvel no centro de Rondonópolis, local insalubre e popularmente conhecido pela presença de garotas de programa que utilizam o endereço para realizar suas atividades.

Na ocasião, a vítima Kamila Oliveira de Moraes Silva, 27, foi encontrada sem vida e a perícia apontou esganadura como a causa morte.

Durante as investigações para apurar o crime, os policiais civis conseguiram chegar ao responsável, identificado como Leandro Rodrigues dos Santos. Com base nos indícios de autoria a Polícia Civil representou pelo pedido de prisão preventiva contra o suspeito.

Diante da ordem de prisão decretada pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Rondonópolis, o suspeito foi localizado e preso na manhã desta terça-feira (12) em um via pública do bairro Vila Operária.

Após cumprimento do mandado, Leandro Rodrigues dos Santos foi conduzido para delegacia, onde foi interrogado a cerca dos fatos e assumiu o crime. Em seguida ele foi apresentado para audiência de custódia ficando à disposição da Justiça.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

Governo autoriza nomeação de 1.047 policiais federais aprovados em concurso

Publicado

em

Diário Oficial da União (DOU) publica, nesta sexta-feira (24/5), decreto presidencial que autoriza a nomeação de candidatos aprovados em concurso para a Polícia Federal. Ao todo, serão nomeados 1.047 servidores para o órgão, incluindo delegados, peritos, agentes, escrivãs e papiloscopistas. 

A nomeação dos servidores havia sido anunciada pelo Planalto em abril na comemoração dos 100 dias de governo do presidente Jair Bolsonaro, como uma das ações para reforçar o combate ao crime organizado e à corrupção no País.
De acordo com o decreto, o provimento dos cargos ficará condicionado à existência de vagas na data da nomeação e à declaração do ordenador de despesa sobre a adequação orçamentária e financeira da nova despesa com a Lei Orçamentária Anual e a sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias, “demonstrada a origem dos recursos a serem utilizados”.
As condições para a nomeação dos candidatos serão verificadas pelo diretor-geral da Polícia Federal. “As despesas resultantes da aplicação do disposto neste decreto correrão à conta das dotações orçamentárias consignadas à Polícia Federal do Ministério da Justiça e Segurança Pública”, cita o decreto.
Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana