conecte-se conosco


Cuiabá

Piracema da madeira está em vigor

Publicado

em

Começou a valer em todo o Brasil, no dia 01 de fevereiro e se estende até 31 de março, o período proibitivo da madeira – também chamado de “piracema da madeira”. Trata-se de uma pausa, obrigatória nas atividades de exploração nos Planos de Manejo Florestal. Com isso, ficam proibidos o corte e o arraste de toras nessas áreas, sendo permitido pelos órgãos ambientais apenas o transporte e a comercialização da madeira em estoque na esplanada principal.

A proibição foi instituída pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), através da Resolução n° 406/2009, com o objetivo é proteger o solo no período mais chuvoso, por isso, se repete anualmente.

A medida foi definida após pesquisas feitas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) sobre o período e o volume de chuvas nos principais estados produtores de madeira nativa. Com isso, constatou-se que há acúmulo de água nas áreas florestais e, com isso, aumenta o risco de haver degradação do solo pelo uso contínuo de máquinas e caminhões utilizados na derrubada e arraste da madeira.

Apesar de ter um período de proibição instituído, o engenheiro florestal atuante na área poderá fazer um pedido de prazo extra, de acordo com as necessidades de cada Plano de Manejo, caso verifique, por exemplo, que ainda há encharcamento do solo.

Dados do setor florestal em Mato Grosso

– 3,4 milhões de hectares de florestas manejadas, com potencial para chegar a 6 milhões de hectares até 203, apenas em áreas privadas;

– Representa a 4º economia no estado, 5,4% no PIB de Mato Grosso, presente em mais de 40 municípios;

-Gera cerca de 90 mil empregos diretos e indiretos;

– É composto por cerca de 6 mil empreendimentos florestais, dos quais quase 2 mil são indústrias e comércios;

– Movimentação aproximada de R$ 2 bi em vendas de produtos florestais.

– Arrecadou, aos cofres públicos, em 2018 (dados SEFAZ-MT):

* R$ 23 mi através do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab);

* R$ 540 mi através do Fethab Diesel, cerca de 25% do montante total do estado;

* R$ 53 mi de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS);

Fonte: Daniela Torezzan – Assessoria de Comunicação do Cipem

Cuiabá

‘Mutirão de Raio-x’ da Prefeitura de Cuiabá recebe mais de 300 pessoas neste sábado

Publicado

em

Assessoria SMS

Os ‘Mutirões de Consultas e Exames Especializados’, organizados pela Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), vem garantindo celeridade, respeito e humanização às pessoas que aguardam por procedimentos na fila da Central de Regulação do Sistema Único de Saúde (SUS) da Capital.

Exemplo de sucesso desses avanços proporcionados pela gestão Emanuel Pinheiro, está o ‘1º Mutirão de Raio-X’ de tórax e coluna. A ação, que está sendo realizada desde o último sábado (09) pela SMS em parceria com o Hospital Universitário Julio Müller, tinha como programação inicial, atender 300 pessoas, subdivididas em três sábados. Entretanto, já contemplou 450 pessoas, pois 300 delas buscaram o Mutirão apenas na manhã deste sábado (16).

De acordo com a coordenadora da Central de Regulação, Lileine Silva, o montante era o esperado para os três sábados de mutirão, mas devido a procura, toda a demanda espontânea que buscou o ‘Mutirão de Raio-X’ neste sábado serão atendidos no decorrer dessas duas semanas.

“Começamos o Mutirão de Raio-X no passado e, às 10h30 já havíamos atendido todos os pacientes do período da manhã. Depois disso, gentilmente  a equipe do Júlio Müller nos propôs convocar mais pacientes da fila para comparecer. Foi esse precedente que trouxe essas 300 pessoas hoje e fez com que a ação superasse nossas expectativas. Lembrando que nesta ação especificamente, só atenderemos as demandas espontâneas que já estão na fila pelo procedimento. Ou seja, as pessoas que estão aguardando pelo procedimento em nossa fila que não receberam a ligação da Central, mas querem vir podem procurar o ambulatório de enfermagem aqui do hospital que iremos atendê-los”, frisou.

De acordo com o Gerente de Atenção em Saúde do Hospital Universitário Julio Müller, Cassiano Falleiros receber os pacientes do Mutirão foi uma satisfação para todos que compõem a equipe da unidade hospitalar.  “Trata se de uma parceria com a SMS de extrema importância para atender às demandas do SUS uma vez que o Hospital é 100% público e mais uma vez contribui para os atendimentos de quem depende exclusivamente dos serviços públicos em Cuiabá. Esperamos que haja novas propostas como estas, pois o HUJM está disposto a obter novas parcerias e novas iniciativas como estas junto à SMS. Afinal quem  ganha é o povo e o SUS”, finalizou.

Fonte: Assessoria

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana