conecte-se conosco


Eventos

Perito criminal que levou à prisão o Embaixador do Tráfico participa de evento em Cuiabá

Publicado

em

O perito criminal Paulo Max Innocencio Reis, que desvendou imagens que levaram à identificação de um dos maiores traficantes da América do Sul, Luiz Carlos da Rocha, então sob o nome falso de Vitor Luís de Moraes, o conhecido “Cabeça Branca”. Ele participa do 9º Seminário Nacional de Perícias de Informática, cujo tema central é “A perícia nos meios digitais e no auxílio ao combate à corrupção”. O evento é aberto a estudantes e outros profissionais da área do Direito, assim como a pesquisadores, e ocorre no Hotel Mato Grosso Palace, na Avenida Joaquim Murtinho, Sala Ipê.

“É muito importante essa atualização dos peritos e outros agentes da área forense em relação a novas tecnologias, assim como às doutrinas e formatos das novas ferramentas. Essas tecnologias é que nos levam a identificar, junto às outras corporações policiais, criminosos que podem foragidos há anos, como foi o caso do Cabeça Branca”, afirma Paulo Max.

 O caso “Cabeça Branca” prendeu Luiz Carlos da Rocha, traficante de 58 anos, conhecido como o embaixador do tráfico. Foram 18 meses de investigação sigilosa, que culminaram na prisão do investigado, que estava morando em Sorriso, interior de Mato Grosso, em 2017. Ele apresentou detalhes de como chegou ao reconhecimento facial do traficante, cuja fama pode ser comparada a do colombiano Pablo Escobar.

“Analisamos imagens antigas, tanto as que tínhamos na nossa base de dados, quanto aquelas divulgadas pela imprensa, com imagens mais recentes que partiram do Detran de Mato Grosso e do de São Paulo. Constatamos que, apesar de várias cirurgias plásticas, traços fundamentais da fisionomia nos levariam a identificar o traficante com absoluta certeza”, explicou.

 O perito criminal também é um dos autores do laudo de perícia que identificou o envolvimento de vários políticos na esfera federal, durante a Operação Lava Jato, que desbaratou um enorme esquema de corrupção e desvios do erário público, assim como lavagem de dinheiro. Neste caso, é um dos responsáveis pela análise das gravações entregues pelo empresário Joesley Batista, do grupo JBS.

“Cada caso é um caso, mas há ferramentas que permitem demonstrar que aquela prova de áudio esteja rígida. Que não passou por nenhuma edição. São várias etapas até termos esse laudo concluso e as tecnologias nos permitiram comprovar os fatos no que nos cabia.”

Sobre a palestra desta quinta-feira, às 11horas, sobre “Verificação de Edição de fonte em registros de áudio e imagens: análise de um caso prático”, o perito irá abordar a edição e verificação de fontes em registros de áudio e imagem.

“Vou apresentar um caso prático em que trabalhamos, mostrando quais são os subprodutos que aquele material traz ao pessoal técnico. Vamos analisar a riqueza de detalhes necessária para desenvolvermos os laudos de áudio e vídeo que chegam a nós”, finalizou.

Sobre Paulo Max Innocencio Reis

Paulo Max Reis é graduado em Engenharia de Comunicações pelo Instituto Militar de Engenharia, possui Especialização (MBA) em Telecomunicações pelo CEFET/RJ e Mestrado em Engenharia Elétrica na área de concentração em Informática Forense e Segurança da Informação pela Universidade de Brasília.

Possui extensão em Didática do Ensino Superior, Aperfeiçoamento em Conhecimentos Militares e Capacitação em Fonética Forense. Tem experiência na área de Telecomunicações, com ênfase em Redes de Voz e Dados, atuando por quatro anos na implantação, manutenção e expansão da rede de voz e dados corporativa da Presidência da República e Exército Brasileiro.

Exerce desde 2006 o cargo de Perito Criminal Federal do Departamento de Polícia Federal, atuando desde então na análise forense de evidências multimídia. Foi Chefe Substituto do Serviço de Perícias em Audiovisual e Eletrônicos do Instituto Nacional de Criminalística.

Também atua como professor em cursos de pós-graduação em Computação Forense e Perícia digital, ministrando disciplinas de Processamento Digital de Sinais de Áudio, Processamento Digital de Imagens e Análise Forense de Imagens nos cursos de especialização em perícias em evidências multimídia, oferecidos pelo Instituto Nacional de Criminalística aos Peritos Criminais de todo Brasil.

Eventos

Cestas básicas são entregues aos funcionários da Santa Casa de Cuiabá

Publicado

em

Devido ao atraso nos salários dos servidores da Santa casa de Misericórdia de Cuiabá há mais de 4 meses, o vereador Toninho de Souza (PSD), por meio de sua esposa Eliane de Souza, mobilizou uma Campanha com o objetivo de arrecadar cestas básicas para serem entregues aos funcionários da Santa Casa.
Por meio de amigos e com a colaboração da 1ª Dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, a entrega das cestas básicas aos funcionários foi realizada na manhã desta quinta-feira (14). A entrega foi  alinhada com a direção da instituição que organizou quem receberia as doações neste primeiro momento.  A esposa do parlamentar Eliane de Souza, agradeceu às pessoas que ajudaram na arrecadação das doações. “Gostaria de agradecer todos aquelas pessoas que nos ajudaram na doação das cestas básicas, a Dona Márcia Pinheiro, que nos atendeu prontamente e aos nossos amigos que fizeram com muito carinho as doações”, disse.
Cinquenta cestas básicas foram doadas aos servidores, a expectativa é de que as doações continuem, pois esta quantidade ainda não é suficiente. “Ainda precisamos continuar com a Campanha, pois não conseguimos atender todos aqueles funcionários que precisam das cestas básicas”, explicou Eliane de Souza.
As doações foram retribuídas com gratidão pelos funcionários. “Obrigado a vocês por terem lembrado de nós, que Jesus dê em dobro a todos que ajudaram”, disse uma funcionária da Instituição que recebeu a cesta básica.
O vereador Toninho de Souza abraçou a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, criando o Movimento “Santa Casa de Portas Abertas”. A entidade passa por dificuldades, inclusive, financeira. “Estou buscando meios de reabrir as portas da Santa Casa, muitas pessoas dependem do atendimento da Instituição. Esta ação foi um meio de ajudar os servidores, que neste momento estão sem receber os salários”, explicou.
Eliane de Souza lembrou ainda da importância de ajudar o próximo. “Sou Assistente Social e estou sempre cuidando ao lado do meu esposo Toninho de Souza ajudando na parte social, olhar para o outro é nossa responsabilidade. Contamos com a colaboração de todos, quem não puder doar uma cesta básica, pode divulgar a nossa Campanha”, agradeceu.
 
Reunião com os Funcionários
O vereador Toninho de Souza esteve na tarde desta quinta-feira (14), juntamente com o vereador Luiz Cláudio, reunido com os funcionários da Santa Casa de Cuiabá. O objetivo do encontro foi explicar todos os alinhamentos que estão sendo realizados pelo Movimento “Santa Casa de Portas Abertas”.
“Hoje estivemos aqui na Santa Casa, justamente para explicar os encaminhamentos que estão sendo dados com este Movimento, por causa dele, estamos conseguindo juntamente com a Câmara de Cuiabá e o executivo, buscar meios de fazer com que a Santa Casa,com a nova direção à sua frente, possa novamente voltar a atender a população. Estamos trabalhando com o grupo formado por funcionários, direção, Câmara e Conselho de Saúde, buscando alinhar decisões. Em um primeiro momento já conseguimos a R$1 milhão de reais para a compra emergencial de medicamentos para os pacientes que estão internados aqui, agora vamos,assim que receber o Plano de Trabalho da diretoria, buscar recursos para pagamento de salários”, explicou.
A próxima reunião deve acontecer assim que o Plano de Trabalho da Santa Casa for entregue para avaliação.
Verônica Rakel
Assessoria de Imprensa

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana