conecte-se conosco



Várzea Grande

Pai e filho são presos suspeito de comercializar drogas e munições no Jardim Eldourado

Publicado

em

Pai e filho foram presos na noite desta terça-feira (16) acusados de tráfico de drogas no bairro Jardim Eldourado em Várzea Grande.
De acordo com as informações, Joaldo Gonçalo Ferreira Gomes Neto, 28 anos e Aquelino Ferreira Gomes Neto, 45 anos, foram presos após uma denúncia,a guarnição do 4º Batalhão de Polícia Militar (4ºBPM) se dirigiu até as proximidades de um mercado em busca de um suspeito de comercializar entorpecentes na região, ao ser abordado, Joaldo passou pela revista pessoal e com o mesmo foram encontrados duas porções de substância análoga a cocaína.
Segundo o Boletim de Ocorrência, após uma conversa com o suspeito ele confessou que fazia o comercio de drogas, disse ainda, que em sua residência estaria mais uma certa quantidade de drogas, assim como apetrechos que são utilizados no tráfico.
Na residência do suspeito, foi feita a busca no interior foram encontradas quatro porções da mesma substância, além de uma balança de precisão, várias munições de arma de fogo de diferentes calibres dentro de uma caixa vermelha, também foram encontrados um simulacro de arma de fogo confeccionado com madeira.
Ao ser questionado sobre as munições, o suspeito afirmou que faz o comercio do material e que ali estavam várias munições de calibre 22, calibre 38, calibre 9mm e um carregador de pistola.
A suspeita é que o carregador seja de propriedade da Secretaria de Segurança Pública do Estado, já que o local onde ficaria o brasão da instituição estava raspado.
Joaldo, faz uso da tornozeleira eletrônica e já possui diversas passagens pela polícia.
O pai do suspeito também foi conduzido porque tentou obstruir o trabalho da Polícia Militar.
Ambos estão a disposição da justiça onde serão tomadas as medidas cabíveis.

 

Redação

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Várzea Grande

Prefeita dá posse aos novos membros do Conselho Municipal de Saúde

Publicado

em

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, deu posse nessa manhã (12), aos novos membros do Conselho Municipal de Saúde (CMS) para o biênio 2020-2021. A nova gestão será presidida pelo conselheiro Marcos de Castro Quaresma, membro da entidade há oito anos e assistente social atuante no Sistema Único de Saúde (SUS) há 26 anos.

O Conselho é um órgão deliberativo na formulação e execução da política municipal de saúde. Inclusive nos aspectos econômicos e financeiros, nas estratégias, promoção e controle social. São 20 membros titulares e outros 20 membros suplentes. O funcionamento do Conselho prevê reuniões plenárias mensais e extraordinárias, comissão executiva, comissões permanentes e temáticas. Sua composição é sempre paritária.

Além de contribuir para formulação de políticas públicas para o melhor atendimento à população, o Conselho deve exercer o controle, o planejamento e a fiscalização do Fundo Municipal de Saúde, fundo esse para onde são destinados os recursos a serem gastos com a saúde no Município. O Conselho é um órgão deliberativo na formulação e execução da política municipal de saúde.

Marcos disse assim que assinou a ata de homologação da posse, que fará de sua gestão uma gestão ainda mais atuante e participativa. “Tivemos uma eleição limpa em setembro. O SUS é para todos e o Conselho tem a obrigação de ser um agente motivador, conciliador e articulador junto aos poderes constituídos. Vou cobrar a dedicação e o empenho de cada membro voluntário a partir de janeiro de 2021, quando faremos nossa primeira reunião”.

A prefeita Lucimar destacou que a atuação de um Conselho, como o de Saúde, é importante para alinhavar ações públicas que estejam em linha com as reais demandas da população. “O controle social, exercido pelo Conselho, é essencial para que investimentos e ações sejam resolutivos. Hoje, por exemplo, temos um Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos, o Cadim, onde existem medicamentos armazenados que distribuímos para todas as nossas unidades de saúde com controle rígido e sem faltar medicamentos. Nunca se viu tanto produto à disposição da saúde pública de Várzea Grande como se tem atualmente. Se isso é uma realidade hoje é graças a um trabalho conjunto, que envolve servidores, secretários, sociedade conselhos e especialmente a população que participa das conferências, como a de Saúde, que realizamos esse ano e foi a maior de todos os tempos. Sem esse trabalho alinhado, não haveria êxito, não teríamos obras e tão pouco equipamentos de última geração”.

O secretário de Saúde, Diógenes Marcondes, também citou a Conferência Municipal de Saúde de 2019, que completou no Município sua 7ª edição. “Mais de 87% das deliberações da Conferência foram ou estão em pleno cumprimento em Várzea Grande. Nunca se atingiu um percentual de efetividade como esse. Isso foi possível porque há um Conselho que zela pela execução de políticas públicas que chegam de fato à população, seja por meio de atendimento médico e ou odontológico, pela oferta de exames, medicamentos ou insumos”. O Conselho, como frisou, acompanha a prestação de contas quadrimestral da saúde e avalia como os recursos públicos estão sendo revertidos em melhoria à população, como completou Diógenes.

Diante de todos os novos membros do Conselho, o secretário de Saúde, aproveitou o momento da posse para reforçar que os avanços da Pasta estão sendo reconhecidos em nível estadual e passam a servir de modelo para outras gestões. “O próprio Tribunal de Contas do Estado (TCE) afirmou que as mudanças implementadas pela prefeitura de Várzea Grande com a finalidade de aperfeiçoar o armazenamento e a distribuição de medicamentos da rede pública de saúde do Município são um exemplo. Várzea Grande, na gestão da prefeita Lucimar Sacre de Campos, cumpriu todas as recomendações previstas no acórdão firmado com o TCE”, comemorou o secretário.

Os Conselhos Municipais de Saúde são responsáveis por:

• Controlar o dinheiro da saúde.

• Acompanhar as verbas que chegam pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e os repasses de programas federais.

• Participam da elaboração das metas para a saúde.

• Controlam a execução das ações na saúde.

• Devem se reunir pelo menos uma vez por mês.

Quem faz parte:

• Representantes das pessoas que usam o Sistema Único de Saúde.

• Profissionais da área de saúde (Farmacêuticos, médicos, enfermeiras e outros).

• Representantes de prestadores de serviços de saúde (hospitais particulares).

• Representantes da prefeitura.

Por: Marianna Peres

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana