conecte-se conosco


Cultura

Nos palcos do The Voice Brasil cuiabana ganha destaque

Publicado

em

A capital mato-grossense tem revelado diversos talentos nos últimos anos no reality show musical The Voice Brasil, da Rede Globo. Quando se fala em Cuiabá, a presença feminina nos palcos tem sido predominante e nesta 7ª temporada, não foi diferente.

Dona de uma técnica de canto inegável, com afinação e timbre únicos, a cuiabana Laís Yasmin é a personagem desta quinta-feira (13) da coluna “Orgulho Cuiabano”.

Lais Yasmin nasceu em Cuiabá, tem 27 anos e canta desde os 5 anos de idade. Em sua trajetória já gravou quatro álbuns com reportórios variados entre regravações de artistas consagrados e belas canções autorais, a mais conhecida “Eu só queria te amar” cantou em sua estreia no programa levando os jurados e o público ao delírio. Laís foi a primeira escolha do cantor Michel Teló, seu capitão na disputa.

A música escolhida para sua primeira apresentação tem mais de nove milhões de visualizações no Youtube e foi tema de abertura da novela turca “Mil e Uma Noites” – reproduzida em mais de 50 países -, veiculada no Brasil pela Band, em 2015.

Atento aos verdadeiros talentos regionais em todos os segmentos, o prefeito Emanuel Pinheiro elogiou a performance da cantora e a parabenizou por levar o nome de Cuiabá em rede nacional.

“Agora o Brasil tem a oportunidade de conhecer a encantadora voz de Laís e Cuiabá entra em evidência mais uma vez na diversidade de talentos sendo descobertos pelo programa. Para nós é motivo de orgulho saber que nossa gente vem sendo representada nacionalmente cada vez mais em programas de televisão. Esperamos que todo o mundo descubra o quão bom é a nossa Capital e que temos muito o que mostrar”, orgulha-se o prefeito.

Para representar bem a disputa, Laís garante que as referências adquiridas aqui fazem a diferença em sua performance nos palcos.

“Minhas raízes estão em Cuiabá, cresci ouvindo música sertaneja junto com minha família, a cidade e o estado sempre me acolheram. Tenho muito amor por essa cidade e por suas belezas naturais. Eu cresci pescando no Pantanal e lá é onde me imagino quando quero acalmar meu coração, naquele pôr do sol espetacular e um lindo céu estrelado que não existe em nenhum outro lugar do mundo”.

Mesmo morando em São Paulo, Laís leva a bandeira cuiabana pelos lugares onde passa e agradece aos cuiabanos por todo apoio em sua trajetória. ”Quero agradecer a todos da minha terra amada, obrigada pelo carinho e pela torcida, eu amo vocês! Está sendo a realização de um sonho, cada dia que subo naquele palco é uma experiência nova e meu coração se enche de gratidão por estar ali. Estamos juntos! Desejo um ótimo mandato ao prefeito Emanuel Pinheiro. Tudo que eu quero é que minha cidade cresça sempre mais em todas as áreas, segurança, saúde, educação. O futuro de Cuiabá promete ser lindo, com a graça de Deus”, conclui Laís.

 

 

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cultura

Professor de Cuiabá ganha prêmio nacional de literatura

Publicado

em

O professor de Língua Portuguesa, Felipe Holloway é o ganhador do Prêmio Sesc de Literatura 2019 na categoria romance. O anúncio foi feito pelo Sesc nesta quarta-feira (12). A obra premiada “O legado de nossa miséria” será publicada pela editora Record e o escritor será incluído nas programações literárias do Sesc.

Felipe Holloway é natural de Canindé, no Ceará, mas vive em Cuiabá. Formado pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) em Letras e mestrando em Estudos Literários pela mesma instituição. O escritor bateu 1.042 inscritos em sua categoria.

“A gente passa a vida adulta inteira ensaiando para o dia em que isso (talvez) vai acontecer, o dia chega e tudo o que a gente consegue dizer é: EEIITA!”, comentou Felipe em seu perfil no Facebook.

Emocionado, o escritor agradeceu a todas as pessoas que passaram em sua vida e que, de alguma forma contribuíram para a realização desse sonho, que já vinha tentando alcançar desde 2015, quando foi pré-selecionado no prêmio que acaba de vencer com o romance “Spoiler”.

“Eu jamais conseguiria elencar todas essas pessoas aqui sem que minha memória acabasse sendo injusta com algumas ou várias delas. Mas vocês sabem quem são, sabem o que fizeram. E eu quero que saibam também que eu não teria conseguido sem vocês. Obrigado. Obrigado”, finalizou o escritor em sua rede social.

O Prefeito Emanuel Pinheiro recebeu a notícia com alegria e empolgação. “É Cuiabá sendo reconhecida por seus talentos. Eu sempre fiz questão que a cultura tivesse um destaque na minha gestão. No fim do ano passado, nós lançamos um edital que comtempla a literatura com R$ 300 mil. Foram mais de 2 milhões do Fundo Municipal de Apoio e Estímulo à Cultura em Cuiabá de 2019 para projetos neste ano dos 300 anos de Cuiabá. É importante que nossos talentos tenham apoio necessário e sejam reconhecidos”, comentou o prefeito.  

O livro

Em “O legado de nossa miséria”, um crítico de literatura e professor universitário é convidado para um evento sobre Jornalismo Literário numa fictícia cidade do interior de Minas Gerais, onde conhece pessoalmente um famoso escritor cuja obra sempre havia admirado. No evento, os personagens rememoram suas respectivas carreiras – uma trajetória em que a paixão pela arte foi muitas vezes empregada como atenuante para condutas imorais, e na qual os fracassos éticos e estéticos se alternam.

(Com informações do Prêmio Sesc de Literatura)

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana