conecte-se conosco


Artigos

Natal de Jesus!

Publicado

em

Paiva Netto

Duas datas significativas preparam o espírito dos povos para as comemorações de mais um Natal de Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista. Refiro-me ao Dia Internacional da Solidariedade (20/12) e ao dedicado, no Brasil, aos órfãos (24/12).

Quando de Sua primeira vinda visível ao planeta, o Provedor Celeste exemplificou com a própria vida o valor da Solidariedade sem fronteiras, sejam elas de idioma, cor da pele, opinião política etc. É Dele também uma postura ecumênica de amparo aos desfavorecidos da Terra.

Refletindo sobre o amplo e irrestrito significado do Natal de Jesus para a Legião da Boa Vontade (LBV) e para os que com ela cerram fileiras na construção “de um Brasil melhor e de uma humanidade mais feliz”, recordo trecho de circular que escrevi em Brasília/DF, datada de 4 de junho de 1997. Faz parte dos originais de minha obra Liderar sob a proteção de Deus. Dedico-a a todos os corações de Boa Vontade:

(…) Elevemos uma fervorosa Prece ao Cristo, nosso Senhor, porquanto este é o caminho seguro que nos conduzirá à vitória. No Cristo, venceremos, sempre, sempre e sempre! Que queremos nós senão oferecer aos deserdados do mundo uma Ceia Especial que nutra, para todo o sempre, os seus Espíritos sequiosos de um alimento que vem do Alto: Jesus, o Pão vivo que desceu do Céu? E esse Pão que desceu do céu igualmente é promover Desenvolvimento Social e Sustentável, Educação e Cultura, Arte e Esporte, com Espiritualidade Ecumênica, para que haja Consciência Socioambiental, Alimentação, Segurança, Saúde e Trabalho para todos os seus componentes, despertando neles a Cidadania Planetária!

Um sonho que nos vem do Cristo de Deus, de forma que o tornemos uma instituição em toda a Terra, para o que precisamos desenvolver um sentido realista, a fim de infalivelmente conduzir multidões pelas estradas da Alma. Isso porque nestes tempos de avançada tecnologia, é urgente que a humanidade seja mais sensível aos sentimentos generosos, que impulsionam a Fraternidade Ecumênica, a Generosidade e a Solidariedade Social, que andam fazendo bastante falta nos dias que correm. (…)

Um Feliz Natal a todos, e um ano-novo próspero em realizações no Bem!

José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.

paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com

Artigos

Conheça a bandeira de Várzea Grande e suas peculiaridades

Publicado

em

Foi após 27 anos de emancipação, que na administração do então prefeito Júlio José de Campos, em 13 de maio de 1975 que foi editada a Lei nº 580/75 que dispõe sobre a forma e a apresentação dos símbolos do município de Várzea Grande. Já a Lei 1.212/92 de 04 de maio de 1992 do então prefeito Carlos Augusto de Arruda Gomes fez algumas modificações e deu outras providências.

A Bandeira do Município de Várzea Grande é de autoria do heraldista professor Arcinoé Antonio Peixoto de Faria, da Enciclopédia Heráldica Municipalista.

E de acordo com o artigo 6º da Lei municipal de sua criação, será terciada (dividida em três partes) em faixas, seguirá o formato geométrico de um retângulo, sendo que a faixa superior e inferior deste retângulo terá cada uma, por medida de altura o equivalente a cinco módulos (o módulo é igual a 6,25 cm).

A faixa superior (parte de cima) terá a cor verde e a faixa inferior terá a cor vermelha. A faixa central do retângulo terá por medida de altura o equivalente a quatro módulos, e sua cor é branca. O retângulo terá altura de catorze por largura de vinte módulos, seguindo o padrão nacional. (As regras para a confecção da Bandeira encontram-se definidas no Art 5º da Lei nº 5.700/71. O desenho é modular, o que facilita a sua reprodução e feitura. Para o cálculo das dimensões, toma-se por base a largura desejada, dividindo esta em 14 partes iguais. Cada uma das partes será considerada uma medida ou módulo. O comprimento da bandeira será de 20 módulos).

A apresentação do desenho das faixas e figuras geométricas da bandeira, sua distribuição especial, segue dentro do retângulo, a seguinte discriminação: o trapézio superior compreendido pela faixa verde ocupará a área superior do retângulo; o trapézio inferior, compreendido pela faixa vermelha, ocupará a área inferior do retângulo.

A Bandeira Municipal de Várzea Grande obedece à regra geral, sendo por opção terciada em faixas.

 

SIGNIFICADOS

O Brasão aplicado na Bandeira representa o Governo Municipal e a faixa do triângulo isósceles onde é contido representa a própria edificação da Cidade, sede do município. O triângulo é símbolo heráldico de liberdade, igualdade e fraternidade, e a cor branca é representação que simboliza o espírito laborioso, pacífico e ordeiro do provo várzea-grandense.

A faixa vermelha é símbolo de dedicação, com amor pátrio, audácia, intrepidez, coragem e valentia, representada por si só o município em sua origem, durante a Guerra do Paraguai.

A faixa verde traz à lembrança as propriedades rurais existentes no território municipal, assim como simboliza a honra civilidade, cortesia, e alegria, é esta cor a esperança e a verdade. É representação da primavera, a mais bela das estações do ano, representa fartura propiciada pelas boas colheitas.

 

Wilson Pires de Andrade é jornalista em Mato Grosso.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana