conecte-se conosco


Galeria de Fotos

Musa da Gaviões da Fiel, revela seus segredos para ter disposição no dia a dia e na academia

Publicado

em

Musa da Gaviões da Fiel, Milla Summers conta seus segredos para ter disposição para os treinos, ensaios técnicos, família e para a vida
 
Não é nada fácil ter pique para as atividades e rotina de trabalho e do cotidiano, familia, filhos, vida social, e ainda render bem nos treinos e levar uma vida fitness. Qual seria o segredo para manter a boa forma e a disposição para encarar todos esses desafios?
Milla Summers, que além de musa fitness e advogada, virá este ano como  musa do carnaval na Gaviões da Fiel, revelou o seu segredo para ter energia para todas as suas atribuições: “É muito comum no meio dos fisiculturistas o uso de produtos, ingeridos em forma líquida e oral, chamados “pré treino”, que prometem dar energia para andar a “milha extra” na malhação. No meu caso, eu opto principalmente por alternativas  naturais, que me dão mais energia para levar meus treinos até o fim e cuidar da minha família, filhas e trabalhos”.
Milla Summers ensina quatro receitas de seu pré treino natural, para ajudar você a ter mais pique e disposição para ir a luta:
Pré treino natural de pepino: Indicado para quem pratica corrida e exercícios aeróbicos, esse suco de pepino e repolho ajuda a ter mais disposição e é fonte de vitaminas A, B e C, que fortalecem o sistema imunológico.
Ingredientes
2 pepinos
1 repolho roxo inteiro
250ml de água
1 copo de brotos de alfafa
Preparo: bater no liquidificador
Bomba de energia de gengibre: O gengibre tem propriedade anti-inflamatória e poder de aumentar a circulação do sangue.
Ingredientes
1 limão
3 maças
5 cenouras
um pedaço de gengibre
2 maços de salsa
250ml de água
Preparo: bater no liquidificador.
Revitalizante de pepino e aipo: reduz a dor muscular, as inflamações e os espasmos, e ajuda na hidratação do corpo.
Ingredientes
1 pepino
1 pera
3 talos de aipo
meio limão
250ml de água
Preparo: bater no liquidificador.
Booster de banana e amêndoas: aumenta a energia, acelera o metabolismo, e ainda é rico em potássio e proteínas.
Ingredientes
1/2 banana congelada
3/4 de copo americano de leite de amêndoas
1/4 de copo americano de café gelado sem acúcar
1 scoop de proteína de chocolate (whey protein)
1 porção de gelo
Preparo: bater no liquidificador.

Fonte:

Fabiano de Abreu – Assessoria

Galeria de Fotos

Mãe solteira, Alyne Lary, conta como venceu a depressão e o preconceito

Publicado

em

A modelo Alyne Lary tem 29 anos e acumula uma legião de fãs nas redes sociais, que a todo tempo, a cada foto postada, elogiam sua beleza e suas curvas, o que tem atraído diversas marcas e parcerias pelo . Por trás do sucesso como modelo e de chegar a estampar a capa de uma famosa revista masculina, existe a história de uma mãe solteira, que venceu a depressão, o preconceito e hoje é um sex symbol, referencial de beleza, auto estima e empoderamento.
Alyne é nascida e criada na cidade de Chapecó, em Santa Catarina, mas precisou mudar-se para Balneário Camboriú devido à situação econômica do país: “Eu fui bancária por 10 anos, mas há dois anos atrás, quando a economia do Brasil estava no pior momento da crise, e também devido a muita pressão no ambiente de trabalho, resolvi voltar para a profissão que sempre amei, que é a de modelo. Saí do banco e vim para Camboriú, e comecei a investir meu tempo na rede social, com fotos e vídeos no Instagram. Assim, acumulei muitos seguidores e surgiu o convite para a Revista Sexy”, revela.
No passado, a modelo já foi campeã de concursos de beleza na região sul, e por isso decidiu voltar a investir na carreira de modelo. No entanto, Alyne relata que foi vítima de preconceito por essa escolha: “Após minha separação, e o fim de um casamento que durou 7 anos, tive depressão e voltar a modelar me ajudou a dar a volta por cima. Superar os meus medos e angústias foi mais um motivador para vir para Balneário Camboriú e retomar a carreira. Fui muito criticada, tanto por ser uma mulher separada e consequentemente mãe solteira, como por ter decidido abraçar a profissão de modelo”.
Alyne mudou-se com seus dois filhos em busca de uma nova vida e conta como conseguiu vencer a depressão: “meus filhos foram minha motivação, e por eles aprendi a lidar com o preconceito de cabeça erguida. Não tive apoio de ninguém. Corri atrás, me formei em gestão, paguei sozinha pelos meus estudos na faculdade, segui a carreira de bancária, mas hoje trabalho somente como modelo, e me sinto realizada”.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana