conecte-se conosco


Interior

Mulher resgata neto das mãos de vizinho que o abusava em Juína

Publicado

em

Na tarde desta quinta-feira dia 07, a polícia militar foi acionada para atender uma ocorrência de estupro de vulnerável no bairro módulo 06.

A guarnição foi até o local e se deparou com uma senhora muito aflita, relatando aos policiais que seu neto de apenas 05 anos de idade brincava com outras crianças, e a mesma os observava, sendo que saiu por um momento para desligar um aparelho de eletrodoméstico e quando voltou não encontrou mais o menino.

Rapidamente a avó da criança se deslocou até uma residência de um vizinho, que segundo os coleguinhas, havia chamado a criança até sua casa.

Ao chegar à casa do suspeito encontrou seu neto, onde o mesmo relatou que o senhor Vilson Gonçalves Torres, de 53 anos, havia dado ordens para que a criança tirasse a bermuda e lhe tocou em seu órgão genital, a criança acatou a ordem do suspeito que também lhe ordenou que não contasse nada do que havia ocorrido a ninguém, a criança aceitou tirar somente a roupa desde que não fosse tocada em seus órgãos pelo suspeito, momento em que a avó da criança chegou e o retirou de dentro da casa do acusado.

A polícia militar conduziu o suspeito e da avó da criança até a delegacia municipal para a confecção do boletim de ocorrências.

O suspeito Vilson aparentava visíveis sinais de embriaguez, foi preso e entregue à delegacia de polícia.

Flagrante

O delegado de polícia doutor Marco Remuzzi informou ao Juína News que o suspeito foi autuado em flagrante delito no artigo 241-D da lei 8.069 que diz: aliciar, assediar, instigar ou constranger, por qualquer meio de comunicação, criança, com o fim de com ela praticar ato libidinoso

A pena para este crime varia de 1 a 3 anos de reclusão, e multa.

Foi arbitrada uma fiança de 8 salários mínimo.

Fonte: Juína News

Interior

Autor de estupro tem prisão cumprida em 4 são presos por embriaguez em Colniza

Publicado

em

Em continuidade aos trabalhos da operação “Progressão I”, a Polícia Civil de Juína (735 km a Noroeste) deu cumprimento a mais um mandado de prisão preventiva, além de realizar a abordagem de mais de 40 veículos, na noite de quinta-feira (26.04), durante blitz realizada no município de Colniza (1.065 km a Noroeste).

Entre os presos está, J. A.S., 46, que estava com mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça, pelo crime de estupro de vulnerável contra a própria filha. Em diligências, a equipe de investigadores da Delegacia de Juína conseguiu localizar o suspeito, em um sítio de sua propriedade, no Assentamento Tutilândia, zona rural de Colniza.

Segundo o delegado Marco Bortolotto Remuzzi, no período noturno, os policiais atuaram na abordagem de veículos com objetivo de apreender drogas e armas. “A ação resultou em quatro pessoas presas em flagrante por embriaguez ao voltante, sendo constado que os suspeitos estavam valores superiores a 0,34 de álcool por litro, durante teste do etilômetro”, disse o delegado.

A operação “Progressão I” foi deflagrada em seis municípios da região Noroeste de Mato Grosso, para cumprimento de mandados judicias contra autores de diferentes crimes como, homicídios, estelionatos, entre outros.

A ação conta com apoio da Secretária de Estado de Segurança Pública (Sesp), da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). A previsão é que os trabalhos continuem até sábado (27.04), nas cidades de Água Boa, Juína, Aripuanã, Querência, Colniza e Canarana.

 

Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana