conecte-se conosco


Várzea Grande

Mesmo com prédio alugado, vereadores não mudam os gabinetes; locação custa R$ 15 mil mensais

Publicado

em

Os vereadores de Várzea Grande, ainda não mudaram para o novo prédio locado para acomodar os gabinetes na Avenida Alzira Santana, por questões de segurança.

Em entrevista ao MT de Fato, o vereador Rodrigo Coelho, (PTB), declarou que aguarda a liberação de alvarás e licenças que comprovem as condições para iniciar a transferência de gabinete.

 

A Câmara de Vereadores de Várzea Grande já era pata estar funcionando provisoriamente no prédio alugado.

“Meu receio é a segurança da mesma, não vou ser imprudente de colocar vidas em risco, caso não aja autorização do bombeiros, ainda me recordo da tragédia da Boate KISS”, explicou.

O petebista não soube informar com exatidão, mas acredita que o legislativo já pagou três meses de locação do imóvel.

Coelho ainda disse que o prédio onde deve funcionar a sede provisória do legislativo, precisa também de adaptação para portadores de necessidades especiais.

Já o vereador Clayton Nassarden, o Sardinha (PTB), disse que está aguardando pois a mudança ainda não foi autorizada.

Um vereador que pediu para não ser identificado, disse que vai alugar um espaço, para atender os munícipes, pois como ficou a divisão no espaço disponibilizado, não caberá os servidores do gabinete que devem cumprir a carga horária e receber a população que todos os dias procura o vereador.

 

Segundo o presidente do legislativo, a sede atual, está em condições precárias, as instalações elétricas e hidráulicas estão com problemas, algumas paredes estão com rachaduras ou perdendo reboco. Na entrada do prédio o forro cedeu. Quando chove algumas salas ficam alagadas.

“Não tem mais condições. O prédio tem quase 50 anos, foi construído para abrigar nove vereadores, hoje somos 21 vereadores. A população, naquela época, era de 30 mil habitantes. Hoje é em torno de 400 mil habitantes. Infelizmente o prédio não suporta mais reformas, é jogar o dinheiro público fora”, declarou Fábio Tardin (DEM), presidente da Câmara.

O aluguel do espaço custa R$ 15 mil por mês. Os vereadores pretendem ficar aqui até que a prefeitura construa uma nova sede para a câmara. Os vereadores fizeram emendas neste ano destinando R$ 3,5 milhões para essa obra.

 

Outro lado

Segundo a Direção, todos já escolheram suas salas e já estão mudando e levando suas mobílias.

A assessoria de imprensa afirma que o espaço, tem alvará do Bombeiros, porém surgiram necessidades de adaptações de responsabilidade da locatária e não da locadora tais como instalações de telefonia, internet, parte elétrica, adaptações de salas e que até o momento não houve reclamação formal de nenhum vereador, muito pelo contrário, só elogios.

Fonte: Elisângela Neponuceno-MT de Fato

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Várzea Grande

“Chico Peixeiro”, pioneiro no bairro Jardim Marajoara, morre aos 77 anos

Publicado

em

Morreu na manhã deste domingo (21), Francisco Afonso Siqueira, conhecido como Chico Peixeiro, um dos primeiros moradores do Bairro Jardim Marajoara.

“Seu Chico”, faleceu por falência múltipla dos órgãos após 12 dias de internação.

Ele fez uma cirurgia na vesícula, já com idade avançada, passou mal após o procedimento cirúrgico e permaneceu internado.

Francisco Siqueira deixa 4 filhos, Sônia, Vanderlei, Ninha e Maria e 30 netos.

Seu corpo está sendo velado no bairro Marajoara  e será  enterrado nesta segunda-feira (22), às 9h, no cemitério do bairro Jardim Primavera.

O MT de Fato se sensibiliza e torna público o sentimento à família e amigos pela perda do estimado morador do município de Várzea Grande.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana