conecte-se conosco



Política Nacional

Medeiros destaca compromisso do governo Bolsonaro para asfaltar trecho da BR-163

Publicado

em

Após sinalização do presidente Jair Bolsonaro, de que o Exército Brasileiro asfaltará o trecho de pouco mais de 40 quilômetros da BR-163, entre Novo Progresso e Moraes Almeida, no Pará, o deputado federal, José Medeiros (Pode), elogiou o chefe do Executivo Nacional e o empenho do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, em resolver um problema crônico que afeta diretamente o escoamento da produção agrícola de Mato Grosso e de todo o país.

No trecho sem asfalto passa praticamente todo produção do Médio Norte de Mato Grosso em direção ao Porto de Miritituba (PA) e fica intransitável no período de chuvas. Neste trecho, os atoleiros deixaram mais de três mil caminhoneiros parados por dias sem alimentação, água e condições adequadas de higiene.

Segundo Medeiros, o respaldo do Exército, da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do próprio Departamento Nacional de Infraestrutura (Dnit) acabou por minimizar o problema. “Todos os anos, por todo tempo que estive no Senado, enfrentamos uma verdadeira maratona em busca de apoio para os caminhoneiros e infraestrutura mínima para liberar o tráfego na região. Felizmente o ministro Tarcísio Gomes priorizou o problema e foi pessoalmente acompanhar a situação na região. Além de adotar medidas emergenciais, o ministro determinou apoio aos caminhoneiros ”.

Sobre o anúncio de investimento feito por Bolsonaro, Medeiros considera a decisão mais inteligente por parte do Poder Público. “O presidente deu total apoio ao ministro e determinou que o trecho fosse pavimentado o mais breve possível. O Ministério da Infraestrutura já assinou a ordem de serviço para o Exército executar a obra, que iniciará assim que a chuva cesse. É interessante divulgar isso. Não adianta projetar: vou fazer. É preciso começar a fazer já porque esta intervenção precisa ser rápida. Batemos várias portas nos últimos anos e encontramos várias delas fechadas. O Planalto dessa vez se sensibilizou e entendeu que a não solução destes 40 quilômetros significa milhões de reais em prejuízo ao país”, ressalta o parlamentar mato-grossense.

BR-163 em MT 


Já sobre o seguimento das obras de duplicação da BR-163, em cumprimento ao contrato de concessão desde a divisa com o Mato Grosso do Sul até o município de Sinop (MT), o deputado também confirmou que a intenção do ministro é dar solução ao impasse burocrático para que a obra possa ser executada.

 “Tivemos uma reunião recentemente no Tribunal de Contas da União (TCU) com a presença do governador Mauro Mendes, da bancada de Mato Grosso e do ministro da Infraestrutura para tentar resolver o grande problema desta obra, que é o modelo de contrato celebrado entre a concessionária e o então governo de Dilma Rousseff, do PT. É senso comum que a obra precisa ser concluída e que população não pode ser penalizada por erros dos governos anteriores. Comungo com toda a população mato-grossense o fato de ser inadmissível pagarmos pedágio em uma estrada sem duplicação e com trechos em péssimas condições de trafego”, critica José Medeiros.

Fonte: Assessoria

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política Nacional

Cidades brasileiras registram atos em apoio ao governo Bolsonaro

Publicado

em

Rio de Janeiro, 12h20: Manifestantes reunidos na orla de Copacabana em defesa do presidente Jair Bolsonaro e das medidas do governo — Foto: Reprodução/GloboNews

Pelo menos 55 cidades em 12 estados e no Distrito Federal tiveram protestos entre a manhã e a tarde deste domingo (26) em defesa do presidente Jair Bolsonaro e de medidas do governo, como a reforma da Previdência e o pacote anticrime apresentado pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro.

As convocações ganharam força após os protestos em defesa da educação do último dia 15, contra os cortes anunciados pelo governopara os ensinos superior e técnico federais.

Grupos de manifestantes saíram em passeatas e carreatas a partir desta manhã levando bandeiras do Brasil e faixas com frases de apoio a propostas apresentadas pelo governo de Bolsonaro. Até a última atualização desta reportagem, os atos eram pacíficos.

Os protestos também apoiavam a reforma ministerial do governo Bolsonaro, com redução de 29 para 22 no número de ministérios. Houve, ainda, grupo de manifestantes no Rio de Janeiro que pedia o fechamento do Congresso, o que é ilegal, inconstitucional e contra a democracia.

Bolsonaro fala em ‘recado’ para quem temia ‘velha política’

Neste domingo, por volta de 14h, 55 cidades em 12 estados e no Distrito Federal tinham tido protestos. No dia das manifestações em defesa da educação, às 13h07, 146 cidades de todos os 26 estados e do Distrito Federal tinham registrado atos

Ao participar de culto no Rio de Janeiro ainda durante a manhã deste domingo, o presidente Jair Bolsonaro disse que as manifestações pró-governo são um “recado” aos que “teimam com velhas práticas” e, segundo afirmou, não permitem que o “povo se liberte”. O presidente disse que a manifestação era “espontânea”, tinha pauta definida e respeitou leis e instituições.

Por G1

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana