conecte-se conosco


Política MT

Mauro Mendes anuncia cinco secretários

Publicado

em

O governador eleito Mauro Mendes (DEM) está começando a dar forma em seu futuro governo, ontem anunciou o nome dos primeiros cinco secretários que integrarão seu staff a partir do ano que vem. Dentre os cinco nomes escolhidos, quatro atuaram com o democrata na Prefeitura de Cuiabá.

Para a Educação, o democrata optou por manter Marioneide Angélica Kliemaschewsk no comando da secretaria. A servidora atuou como secretaria de Educação em Cuiabá durante a gestão de Mendes, e em abril deste ano, assumiu a pasta estadual em substituição a Marco Marrafon, que deixou o primeiro escalão de Mato Grosso para disputar as eleições deste ano.

Já a Secretaria de Saúde será gerida pelo vereador Gilberto Figueiredo (PSB). O socialista ficou a frente da Secretaria de Educação da Capital praticamente durante todo o mandato de Mendes como prefeito, vindo a se desincompatibilizar da pasta seis meses antes da eleição para vereador.

A pasta da infraestrutura ficará sob a responsabilidade do engenheiro Marcelo de Oliveira, o Marcelo Padeiro, que assim como Maioneide e Gilberto também atuou na Prefeitura de Cuiabá junto ao governador eleito.

O delegado da Polícia Federal Alexandre Bustamante, por sua vez, irá assumir a Secretaria de Segurança do Estado. Ele atou no comando desta pasta na gestão do ex-governador Silval Barbosa (MDB), e na Prefeitura de Cuiabá chegou a ser o diretor da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec) durante a gestão de Mendes.

Já a Casa Civil, pasta mais cobiçada pelos aliados do governador eleito, será comandada por Mauro Carvalho. O empresário sempre atuou nas campanhas do governador eleito, mas nunca havia assumido um cargo público. No meio político é considerado o amigo mais próximo do governador eleito. E, com Gilberto Figueiredo e o advogado Pascoal Santullo, forma a trinca de confiança pessoal de Mauro Mendes.

Vale lembrar que, com a reforma administrativa que Mendes pretende promover no Governo já no início do ano que vem, a Casa Civil se tornará a pasta mais poderosa do Executivo.

Isso porque, o Gabinete de Assuntos Estratégicos será incorporado à Casa Civil, assim como o gabinete de Comunicação, gabinete de Governo, Articulação e Desenvolvimento Regional, de forma semelhante à estrutura criada por Mendes, em 2012, quando assumiu a prefeitura de Cuiabá.

De acordo com o governador eleito, a definição se baseou em critérios que atendem ao interesse público, como a capacidade técnica, conhecimento setorial e também o perfil proativo.

“Esses nomes possuem conhecimento, confiança, capacidade de gestão, entendem do setor e acima de tudo eles têm a vontade de trabalhar para nos ajudar a enfrentar os enormes desafios da próxima gestão”, ressaltou.

Além disso, ele afirma que a escolha também foi alicerçada nos trabalhos feitos pela Comissão de Transmissão, que estão sendo apresentados a Mauro nesta semana.

“As informações que fui recebendo da Comissão de Transmissão me ajudaram a compreender os desafios e planejar os objetivos para Mato Grosso em cada secretaria”, citou.

Dentre as secretarias com os secretários já escolhidos, a de Educação e a da Infraestrutura terão acompanhamento mais próximo do vice-governador Otaviano Pivetta (PDT). É ele quem supervisionará os trabalhos desenvolvidos pelos secretários Marioneide Angélica Kliemaschewsk (Educação) e Marcelo Padeiro (Infraestrutura).

Outra curiosidade é com relação a permanência de outro secretário da gestão do governador Pedro Taques (PSDB). Além de Marioneide, Mendes deve ser mantido Rogério Gallo a frente da Secretaria de Fazenda.

Já Pascoal Santullo, que estava cotado para assumir a pasta, deverá ficar com a Secretaria de Planejamento e Gestão.

Os demais componentes do primeiro escalão estadual devem ser anunciados por Mauro Mendes já na próxima semana.

Fonte: Diário de Cuiabá

Comentários Facebook

Política MT

TRE aciona Polícia Federal e Ministério Público Eleitoral para investigar denúncia feita por senadora eleita

Publicado

em

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, desembargador Márcio Vidal acionou a Polícia Federal e o Ministério Público Eleitoral para investigar a veracidade das informações transmitidas pela candidata eleita ao Senado, Selma Arruda, na tarde desta quinta-feira (14/12) em sua rede social.

Em vídeo veiculado no Facebook, a candidata eleita afirma ter sido extorquida três vezes para obter uma sentença favorável no TRE-MT.

O presidente do TRE ressalta que nenhuma denúncia envolvendo servidores ou magistrados da Instituição passará incólume. Se comprovada a veracidade da mesma, todos os envolvidos serão responsabilizados nos termos da lei. A mesma regra se aplica à eleita, se comprovada que as informações por ela repassadas são inverídicas.

O Tribunal reafirma o compromisso de adotar todas as medidas necessárias para garantir a transparência, a lisura e a integridade de suas ações na condução processual.

Todas as prestações de contas dos candidatos estão sendo analisadas com rigor técnico e de acordo com os trâmites legais. A Justiça Eleitoral destaca a importância desse procedimento, uma vez que é nessa ocasião que se afere a legalidade e legitimidade dos recursos utilizados na campanha, como forma de combater o abuso do poder econômico e político, bem como das condutas de falsidade ideológico eleitoral (caixa dois).

Fonte: Assessoria de Comunicação Social

Comentários Facebook
Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana