conecte-se conosco


Política MT

Magno Malta vem a Mato Grosso reforçar campanha de Medeiros a federal

Publicado

em

O senador Magno Malta (PR-ES), uns dos principais articuladores da campanha do senador e agora candidato a deputado federal José Medeiros (Podemos), estará em Rondonópolis nesta sexta-feira (14) participando de atos da campanha dos candidatos do Podemos. Além de reforçar campanha a federal de Medeiros, Magno Malta participará de uma carreata em apoio a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência da República.

A carreata vai contar com a presença dos apoiadores de Jair Bolsonaro e simpatizantes ao projeto de Medeiros à Câmara Federal. A carreata sairá do Posto Pobore (avenida Fernando Corrêa), às 9h30. No período da tarde, Magno e Medeiros se reúnem com lideranças religiosas e comunitárias. A agenda de Magno encerra com sua participação em um culto de louvor e adoração na Praça Bom Jesus, do bairro Vila Operária. O cantor evangélico Davi Sacer também estará presente no culto, que terá início às 19 horas.

Presidente da CPI dos Maus Tratos do Senado Federal, que investiga crimes contra crianças no país, onde Medeiros é relator, Magno Malta ressalta a parceira com o senador mato-grossense e a conduta política do parlamentar no Senado Federal. “José Medeiros é o melhor e mais preparado representante do Estado de Mato Grosso para defender os valores da família e para lutar com coragem no combate à corrupção. Em menos de quatro anos, ele já deixou sua marca no Senado Federal de maneira até surpreendente a todos que acompanham a rotina daquele parlamento. É um grande representante de quem abomina e quer o enfrentamento às artimanhas da esquerda”, ressalta Malta.

Cuiabá

Nesta quinta-feira, Magno participa de um jantar com empresários e políticos que apoiam a candidatura de José Medeiros a deputado federal.

     

Fonte: Assessoria

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

PSL quer Tião da Zaeli na disputa pela prefeitura de VG; veja vídeo

Publicado

em

O Partido Social Liberal (PSL), reuniu filiados, dirigentes estaduais na noite deste sábado (16), em Várzea Grande para discutir a formação do diretório municipal, que está desestruturado, com a prestação de contas partidária atrasada desde 2016, o partido pretende lançar candidatura majoritária em 2020 no município.

O Procurador-Geral do município, Thiago Coelho, membro do partido foi convidado para assumir a presidência, mas alegou motivos pessoais para não aceitar o convite.

Com discurso de oposição, alguns membros da nova diretoria, fizeram duras críticas a administração da prefeita Lucimar Campos (DEM), e ao seu grupo político.

Com a presença do ex-deputado federal, Victório Galli, pré-candidato a prefeito de  Cuiabá, os militantes aguardaram a presença da senadora Selma Arruda, do deputado Federal Barbudo e do ex-prefeito de Várzea Grande, Sebastião dos Reis, o Tião da Zaeli (ex-PSDB).

O nome de Tião foi referendado pela maioria dos presentes como provável candidato do partido, na disputa pela prefeitura de Várzea Grande, no próximo ano.

Denis Barreto, levantou a bandeira anticorrupção e disse que não filiará nenhum membro que tenha o nome envolvido em corrupção.

“Inclusive vai ser filtrado, cada um que quiser ser candidato, não basta querer entrar no partido, precisa ter a ficha limpa, todos devem passar pela filtragem”, declarou.

Barreto ainda disse que o partido precisa se organizar, para lançar um candidato a prefeito que não precise de coligação.

Entre os nomes citados estão da empresária Claudia Marajá, do empresário Flávio do frigorifico e o mais cotado pela maioria o ex-prefeito Tião da Zaeli.

O vice-presidente municipal do partido, em Cuiabá, Emídio de Souza, militante histórico da sigla em Mato Grosso, lembrou da desarticulação do partido no município e todas as dificuldades encontradas, nas últimas eleições. Souza convidou a militância a “vestir a camisa” e lutar pela reestruturação.

 

Já Galli, demonstrou insatisfação com os debates e avisou que tomará medidas para que a nova chapa montada não seja homologada, jogando um verdadeiro balde de água fria nos ânimos dos presentes na reunião.

Fonte: Elisângela Neponuceno-MT de Fato

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana