conecte-se conosco


Esportes

Lateral sinopense contratado pelo São Paulo é regularizado no BID e pode estrear no Paulistão

Publicado

em

O lateral-direito Igor Vinicius, de 21 anos, morador do bairro Jardim Jacarandás, em Sinop, foi regularizado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e é oficialmente o novo reforço para a temporada 2019 do São Paulo, e já está apto para estrear no Paulistão, no dia 20, contra o Mirassol, se assim o treinador desejar. Igor pertence ao Ituano e jogou a Série B pela Ponte Preta. A contratação do time paulista é por empréstimo de um ano com opção de compra ao final.

Revelado pelo Santos, onde teve destaque nas categorias de base, o jogador estava cedido a Ponte Preta, onde teve uma boa atuação na temporada passada, na disputa do Campeonato Brasileiro da Série B, com seis assistências, sendo o quarto maior assistente da competição.

Presente em 30 dos 38 jogos da Ponte Preta, o lateral fez parte da campanha que quase resultou no acesso da equipe campineira à elite do futebol brasileiro. O clube acabou no quinto lugar, com 60 pontos, mesma pontuação do CSA, que subiu, porém com menos vitórias.

No tricolor do Morumbi, o sinopense Rogério Ceni – técnico campeão da Série B com o Fortaleza ano passado – se consolidou como jogador que mais vestiu a camisa de um mesmo clube na história do futebol mundial, foi o maior goleiro-artilheiro da história do futebol mundial com 132 gols. Ídolo são-paulino e considerado ‘mito’ pelos torcedores, Rogério saiu do Sinop Futebol Clube em 1990, ficou 25 anos no São Paulo e teve breve período como treinador do clube.

 

Fonte: Só Notícias

Esportes

FMF consulta empresa especializada sobre as condições do gramado da Arena Pantanal

Publicado

em

A Federação Matogrossense de Futebol consultou a World Sports, empresa que construiu o gramado da Arena Pantanal, sobre as atuais condições do gramado para o recebimento de eventos culturais. Com perspectiva da realização do Cuiabá 300, shows em comemoração aos 300 anos de Cuiabá entre os dias 06 e 08 de abril, a empresa apontou, que caso aconteça os shows, serão necessários no mínimo 30 dias para a recuperação do gramado da Arena Pantanal.

A empresa ainda relata que corre o risco de intervenções necessárias que necessitem até a troca parcial do gramado, dependendo da mobilização e desmobilização das estruturas do evento que contará com o fechamento parcial do gramado entre 7 a 10 dias.

Com o prazo de 30 dias para a recuperação da única praça esportiva de Cuiabá, a reta final do Campeonato Mato-grossense e o início do Campeonato Brasileiro da Série B seriam comprometidos podendo os times do Mixto, Operário Várzeagrandense, Dom Bosco e Cuiabá serem obrigados a jogar o restante da competição em outras cidades. Já pelo Brasileiro da Série B, o Cuiabá poderia não ter o aval da CBF para estrear dentro de casa na revanche contra o Operário-PR.

Além dos danos, a empresa especializada em gramados, que realiza a manutenção nos estádios da Arena Corinthians, Allianz Park, Arena de Dunas, Arena do Grêmio e Beira Rio, não recomenda que o gramado em Cuiabá receba shows, pois mesmo com o uso de piso especial protetor que poderá minimizar o problema com pisoteio, existe programado a instalação de palco no centro do campo e não existe proteção que consiga proteger o gramado.

A FMF, que mantém o cultivo do gramado da Arena Pantanal nos últimos cinco anos, ressalta mais uma vez a sua posição contraria a realização de eventos culturais dentro do gramado da arena e destaca os danos irreparáveis para o nosso futebol, ainda mais neste momento de crescimento do esporte mais popular do Brasil em Mato Grosso.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana