conecte-se conosco


Polícia

Ladrão condenado por roubo de avião que terminou em morte de PF é preso com carreta roubada

Publicado

em

Um assaltante foi preso na noite dessa sexta-feira (10) ao ser flagrado com uma carreta roubada em Guarantã do Norte, a 721 km de Cuiabá. Revelino Leismann, de 46 anos, foi preso pela Polícia Militar depois de denúncias.

Depois de ser preso, os policiais descobriram que ele já foi condenado pela tentativa de roubo de um avião Cessna, em um aeródromo, em 2015 em Sinop, a 503 km de Cuiabá.

Policial federal Mário Mattos foi morto em confronto em 2015 em Sinop — Foto: Arquivo pessoal

Policial federal Mário Mattos foi morto em confronto em 2015 em Sinop — Foto: Arquivo pessoal

Naquela ocasião, a ação criminosa resultou na morte do agente federal Mário de Almeida Mattos, de 33 anos. A quadrilha foi condenada por tentativa de roubo e formação de quadrilha.

Revelino Leismann, de 46 anos, foi preso pela Polícia Militar em Guarantã do Norte — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Divulgação

Revelino Leismann, de 46 anos, foi preso pela Polícia Militar em Guarantã do Norte — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Divulgação

De acordo com a PM, Revelino foi preso por adulteração e receptação. Os policiais souberam que o suspeito estava com a carreta roubada. A vítima foi mantida em cárcere privado por dias e teve a carreta carregada de sacos de feijão levada pelos assaltantes.

Carreta foi recuperada pela PM em Guarantã do Norte — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Divulgação

Carreta foi recuperada pela PM em Guarantã do Norte — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Divulgação

O crime ocorreu no dia 2 de maio na BR-070, entre Cuiabá e Cáceres, a 220 km da capital. Revelino estava com a carreta e uma agenda com anotações sobre a venda da carga da carreta.

Ele foi levado À delegacia da Polícia Civil de Guarantã. A vítima foi liberada e não se feriu.

Por G1 MT

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

Operação apreende 1,5 milhão de carteiras de cigarros contrabandeadas

Publicado

em

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), da Polícia Federal (PF) e soldados do Exército estouraram na madrugada deste domingo (18) um depósito de cigarros contrabandeados do Paraguai, no município de Francisco Alves, região noroeste do Paraná.

No local, foram apreendidos cerca de 1,5 milhão de carteiras de cigarro, cujo valor de mercado corresponde a cerca de R$ 7,5 milhões. Segundo a assessoria da PRF, esta é uma das maiores apreensões de cigarro realizadas nos últimos anos no Paraná.

O material apreendido foi encontrado em um acampamento escondido em meio à vegetação, próximo ao Rio Piquiri. No local, havia uma estrutura de apoio formada por alojamento, espaço para estocar mantimentos e roupas, além de uma pequena horta.

Um rapaz de 21 anos de idade foi preso em flagrante e um adolescente de 15 anos, apreendido. De acordo com a PRF, os dois declararam ter sido contratados para descarregar embarcações e carregar veículos, além de vigiar a carga ilícita.

Do total de 1,5 milhão de carteiras apreendidas, 500 mil estavam no semirreboque de um caminhão frigorífico, que também foi apreendido. O restante ainda estava depositado no próprio acampamento.

O crime de contrabando prevê uma pena de dois a cinco anos de prisão. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia da Polícia Federal em Guaíra. O adolescente foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Civil, no mesmo município.

A ocorrência desta madrugada faz parte da Operação Hórus, coordenada pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A operação, que reúne diversos órgãos de segurança pública, tem como objetivo impedir a entrada de drogas, cigarros, armas e munições pelas fronteiras do país.

* Com informações do portal de notícias da PRF

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana