conecte-se conosco


Cultura

III Mostra de Cinema Negro de Mato Grosso

Publicado

em

O evento é realizado pelo Coletivo Audiovisual Negro Quariterê e começa nessa sexta (9.11) e vai até domingo (11.11), no Auditório do Centro Cultural da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Cuiabá.

Na sexta, teremos a abertura oficial da Mostra as 19h e em seguida a Mostra Competitiva, no sábado a Mostra Competitiva inicia as 15h com um intervalo as 17h, voltando as 19h e no domingo inicia uma Mostra de Exibição de um longa-metragem com debate após o filme tendo intervalo as 17h e retonando as 19h onde se continua a Mostra de Exibição, as 21h30 começa o debate mais aguardado da Mostra, encabeçado por Adélia Sampaio (a primeira negra a dirigir um longa-metragem no Brasil e passar nos cinemas) e Joyce Prado (presidente da Associação de Profissionais do Audiovisual Negro – Apan).

Confira a programação completa:

9 de novembro (sexta-feira)

19 horas – Abertura.

 – Mostra Competitiva.

– Aborta o Machismo: Em Resistência Pela Subjetividade (MG), de Amanda Vitória e Thales Rodrigues. Documentário, 52 min., 2017.

– Mar de Elas (RJ), do Coletivo Mar de Elas. Experimental, 10 min., 2018.

– Carne (RJ), de Mariana Jaspe. Ficção. 12 min., 2018.

– Cartuchos de Super Nintendo em Anéis de Saturno (CE), de Leon Reis. Ficção Afrofuturista, 19 min., 2018.

– Hic (ES), de Alexander S. Buck. Ficção, 15 min., 2017.

– Como Ser Racista em 10 Passos (MT), de Isabela Ferreira. Ficção, 14 min., 2018.

– Gardênia (RJ), de Isabela Aquino. Ficção, 17 min., 2017.

10 de novembro (sábado)

15 horas – Mostra Competitiva.

– Cabelo Bom (RJ), de Swahili Vidal e Claudia Alves. Documentário, 15 min., 2017.

– Òpárá de Òsùn: quando tudo nasce (BA), de Pâmela Peregrino. Ficção, 4 min., 2018.

– Fábula de Vó Ita (SP), de Joyce Prado e Thallita Oshiro. Ficção, 5 min., 2016.

– Esconde-Esconde (RJ), de Don Felipe e Luciana Bollina Experimental, 6 min., 2016.

– Carta sobre o Nosso Lugar – Mulheres do Vila Nova (AP), de Rayanne Penha. Documentário, 13 min., 2017.

–. Maestrina da Favela (BA), de Falani Afrika. Documentário, 82 min., 2018.

17h – Intervalo

19 horas – Mostra Competitiva

– Giramundá: O Congo e a Diáspora (MT), de Cláudio Dias e Gilson Costa. Documentário, 52 min., 2018.

– Mandinga (RJ), de Wagner Novais. Ficção, 14 min., 2016.

– Bup (PE), de Dandara de Morais. Experimental, 3 min., 2018.

– Tia Ciata (RJ), de Mariana Campos e Raquel Beatriz. Documentário, 26 min., 2017.

– Eu, Oxum (SE), de Héloa e Martha Sales. Documentário, 22 min., 2017.

– Ana (SP), de Vitória Felipe. Ficção, 16 min., 2018.

– Terra Não Dita, Mar Não Visto (PE), de Lia Letícia. Experimental, 9 min., 2017.

– CorpoStyleDanceMachine (BA), de Ulisses Arthur. Documentário, 7 min., 2017.

11 de novembro (domingo)

15 horas – Mostra de Exibição.

– O Caso do Homem Errado (RS), de Camila de Moraes. Documentário, 77 min., 2017.

– Debate sobre O Caso do Homem Errado.

17 horas – Intervalo

19 horas – Mostra de Exibição

– Kbela (RJ), de Yasmin Thayná. Experimental, 22 min., 2015.

– 111 Tiros na Alma Negra (RJ), de Filó Filho e Pedro Oliveira. Documentário, 20 min., 2018.

– Antonieta (SC), de Flávia Person. Documentário, 15 min., 2016.

– O Mundo de Dentro (RJ), de Adélia Sampaio. Ficção, 9 min., 2017.

– Debate com Adélia Sampaio e Joyce Prado.

20h50 – Premiação

22h – Encerramento da III Mostra de Cinema de Mato Grosso.

Serviço:

Endereço: Auditório do Centro Cultura da UFMT – Av. Edgar Vieira, 513-549 – Boa Esperança, Cuiabá – MT, 78070-090

Horário: sexta-feira às 19h / sábado às 15h / domingo às 15h

Entrada: gratuita

Para mais informações:

https://www.facebook.com/3mostracinemanegromt/

Cultura

Louly Chocolate, a paixão que virou um grande negócio

Publicado

em

A empresária Fabiane Louly cresceu encantada com o chocolate. Desde pequena brincava de fazer chocolate em forminhas de brinquedo. E ao longo da adolescência foi fazendo alguns cursos e fazia para vender e ter seu próprio dinheiro.

E quanto mais a empresária estudava sobre o chocolate, mais se apaixonava. Até optar em transformar sua paixão em negócio, Fabiane cursou a faculdade de Odontologia e em 2014, juntamente com seu marido Christiano Cesar da Silva decidiram investir em ter uma marca própria e abriram a primeira loja da Louly Chocolate em uma das avenidas mais importantes de Cuiabá, a Avenida Getúlio Vargas.

Os empresários então fizeram pesquisas de mercado para saber as tendências e o gosto do público e  optaram pela Linha Personnaliser que é voltada para o lado empresarial de eventos com chocolates com logomarcas de empresas, para aniversário e casamento, totalmente personalizado  para o cliente.

A linha da Louly ainda tem  chocolate ao leite, meio amargo, cacau e diet, linha exclusiva sem lactose e a Funcional que é a base de chocolate 70% cacau com produtos como chia, Goji Berry, linhaça, pimenta e gengibre que fazem bem ao corpo e a quem quer cuidar dele.

FRANQUIA- Hoje a Louly Chocolates além de inaugurar um quiosque no Shopping Três Américas em Cuiabá, também é uma marca franqueadora. “Fizemos pesquisa de mercado e achamos que tem tudo a ver com a nossa proposta por ser o shopping mais cuiabano de Cuiabá”, explica Fabiane.

Já tem uma loja na cidade de Pontes e Lacerda, em Mato Grosso que é uma das cidades promissoras do estado e está em expansão como uma das franquias que não exige um custo tão alto, mas tem um produto de qualidade a preços competitivos de uma marca cuiabana de fabricação cuiabana.

Um dos produtos que é exclusividade da Louly é o café na casquinha que é  servido na casquinha com chocolate, e não tem quem não se encante com esse produto da franqueadora. “Outra delícia é o fondue de frutas, o Cream Cone feito para agradar os vários paladares”, comenta Fabiane.

FRANQUIA LOULY CHOCOLATE-  A empresa oferece aos franqueados três modelos de negócio: quiosque ideal para shoppings, loja indicada tanto para shoppings e aeroportos, quanto para pontos de rua e microfranquia que são para pontos em faculdades, clubes, centros empresariais e hospitais.

“Estamos abertos a propostas para franqueados de qualquer parte do Brasil e daremos todo o suporte para que nosso franqueado possa expandir ainda mais seu negócio”, diz ela.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana