conecte-se conosco



Saúde em MT

Idosa corre risco de morte caso cirurgia vascular não seja realizada

Publicado

em

Martinha Morais de Oliveira, 63 anos, internada no Pronto-Socorro de Cuiabá desde o dia 18 de fevereiro, corre risco de amputação dos membros inferiores e até mesmo de óbito caso não seja realizada com urgência uma cirurgia vascular denominada ponte-tromboendarterectomia aorto-femoral, segundo relato médico.

A paciente, que é viúva e mora em Sorriso (398 km de Cuiabá), ficou 14 dias aguardando no corredor do Pronto-Socorro até conseguir uma vaga na enfermaria. Martinha está sendo medicada de hora em hora devido às fortes dores. O quadro dela é grave – apresenta aterosclerose de outras artérias, com dor associada à ausência de pulsos. Ela chegou a ficar até quatro dias sem conseguir se alimentar por conta dos efeitos colaterais da medicação.

“Não havia vaga em Sorriso. Minha mãe não conseguia andar, então decidi trazê-la para Cuiabá”, conta Roseli Pavan. A filha da idosa procurou a Defensoria Pública para agilizar a realização do procedimento. No entanto, o juiz do Juizado da Fazenda Pública não acatou a liminar, solicitando orçamentos do procedimento na rede hospitalar particular. “Entrei com uma petição ontem (19/3) para obter a liminar em face do estado e do município”, informou a defensora Shalimar Bencice e Silva.

martinha2 - Interna

Segundo Roseli, os hospitais particulares se recusam a fornecer orçamentos sem a realização de uma consulta, o que resultaria num custo inviável para a família. O médico que atende Martinha explicou que ela precisa da prótese de Dacron, que atualmente não estaria disponível no Sistema Único de Saúde (SUS).

“Vou conversar pessoalmente com o juiz. Há o risco de perda de membros e até mesmo de óbito em razão dessa obstrução da artéria femoral”, afirmou Shalimar, que pediu o acolhimento da tabela do SUS como referência para que o procedimento seja realizado.

Roseli já formalizou uma reclamação junto à Ouvidoria Municipal de Saúde de Cuiabá no dia 13 de março, queixando-se da demora na transferência da mãe para o Hospital Geral Universitário (HGU) para que seja feita a cirurgia, solicitada pelo próprio Pronto-Socorro no dia 25 de fevereiro.

“É tanto dinheiro pago por nós, contribuintes. Cadê esse dinheiro investido na saúde? É bem revoltante!”, afirmou Roseli, indignada com a situação. Ela mora em Nova Ubiratã (478 km de Cuiabá) e deixou de lado emprego, família e todos os compromissos para cuidar da mãe na capital.

Alexandre Guimarães

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Saúde em MT

Banco de sangue público promove campanhas de coleta de sangue em julho

Publicado

em

Hemocentro depende, exclusivamente, de doação de sangue de forma voluntária e, por essa razão, tem intensificado as campanhas para atrair novos doadores.

A direção do MT Hemocentro – único banco de sangue público de Mato Grosso – intensificou a agenda de campanhas de coleta de doação de sangue, para o mês de julho, para conseguir a reposição do estoque, bem como o aumento do número de cadastro de doadores.

Segundo informou a diretora do MT Hemocentro, Gian Carla Zanela, é comum que, neste período do ano, quando ocorrem as férias escolares e aumentam as viagens e os eventos festivos de grande público, haja baixa considerável no estoque de sangue.

A constatação se deve à intensificação das demanda por bolsas de sangue nos hospitais e prontos socorros públicos. Ainda tem sido constatada a falta dos sangues do tipo A, B, O, AB NEGATIVOS – raros entre a população – e do O POSITIVO, um dos tipos sanguíneos mais utilizados.

“O MT-Hemocentro depende, exclusivamente, de doação de sangue de forma voluntária e, por essa razão, tem intensificado as campanhas para atrair novos doadores. Conclamamos a população para que, antes de sair de férias, procure o banco de sangue público e faça a sua doação de sangue”, afirmou Zanela.

Em julho, o MT Hemocentro contará com o apoio dos organizadores e competidores da segunda edição da Corrida Pela Vida, realizada pela Associação dos Servidores do Poder Legislativo Estadual e Municipal de Mato Grosso, com a parceria de empresários.

Agenda de coleta

Durante os períodos de 1 a 5, de 8 a 12, de 15 a 19, de 22 a 26 e de 29 a 31, os atletas inscritos para a Segunda Corrida pela Vida estarão se deslocando ao MT Hemocentro e fazendo a sua doação de sangue voluntária.

Os integrantes do Programa de Coordenadores dos Students for Liberty Brasil (SFLB), que reúne estudantes universitários que buscam a inovação  no ativismo pela liberdade, também estarão doando sangue no dia 5 de julho. No dia 8 de julho, a parceria será com os profissionais da empresa de engenharia IM Martins.

No período de 15 a 19 de julho, a equipe técnica do Hemobus – ônibus de coleta externa do MT Hemocentro – estará na sede do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) e atenderá aos servidores e frequentadores do órgão. Os servidores da PRF (Polícia Rodoviária Federal) ainda decidiram comemorar o aniversário de 91 anos da instituição e o Dia do Policial Rodoviário Federal com o nobre gesto de doação de sangue; eles estarão na unidade do MT Hemocentro no dia 22 de julho.

 

Fonte: Assessoria

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana