conecte-se conosco


Interior

Homem suspeito de estuprar criança de 4 anos é preso pela Polícia Civil em Sorriso

Publicado

em

Suspeito de estuprar uma criança de 4 anos, José da Silva Oliveira, 32 anos, foi preso na tarde desta quinta-feira (08), em cumprimento de mandado de prisão preventiva, na cidade de Sorriso (420 km ao Norte). A investigação foi desenvolvida pela Divisão de Defesa da Mulher da Delegacia da Polícia Civil de Sorriso.

O suspeito, conhecido por Jatobá, estava sumido da cidade desde o primeiro turno da eleição, quando saiu à ordem de prisão, mas os policiais não podiam cumprir em razão a da legislação eleitoral. Nesta manhã, os investigadores receberam notícia de seu retorno e passaram a monitorar locais onde ele poderia estar.

Jatobá foi  preso no bairro São Mateus, em Sorriso, e responderá processo criminal por estupro de vulnerável. Na Polícia Civil, foi denunciado em agosto deste ano pela mãe da menina de 4 anos, que foi molestada por ele. A perícia confirmou que a menina sofreu lesões na vagina e a própria vítima contou a mãe e também aos policiais que o suspeito havia colocado o dedo em sua vagina. A mãe ainda contou que a criança sangrava também.

Segundo a mãe, a filha se queixou de dor durante o banho e não deixava lavar suas partes íntimas, revelando em seguida que o Jatobá havia lhe molestado. A partir do registro do boletim de ocorrência no dia 12 de agosto e confirmação do estupro via laudo pericial, a Polícia Civil representou que pela prisão do suspeito.

Ainda de acordo com a mãe, o estupro aconteceu na casa do avô materno, durante um fim de semana.  O suspeito é natural do Estado do Maranhão e conhecido do avô da criança, que o hospedou por alguns dias em sua casa. Ele estava em um dos quartos do imóvel quando a menina entrou e foi estuprada.

O mandado de prisão foi decretado pela 2ª Vara Criminal de Sorriso.

 

Assessoria | PJC-MT

Comentários Facebook

Interior

Defensor público é vítima de atentado em Poconé; veja imagens

Publicado

em

O defensor público, Dr. João Vicente Nunes Leal, que atua na comarca de Poconé (104 km de Cuiabá) compareceu na tarde desta sexta-feira (16/11) na sede da Delegacia da Polícia Judiciária Civil local para prestar depoimento em relação a um atentado sofrido contra a sua residência na noite da última quinta-feira (15/11).

Segundo o defensor, por volta das 20h30min, ele estava em sua residência quando ouviu barulhos semelhantes a “estalos” de escapamentos de motos e, por pouco, não saiu para fora afim de verificar do que se tratava. Relatou que na manhã seguinte, ao sair, identificou pelo menos seis perfurações de balas distribuídas entre o seu veículo, portão e paredes da residência.

Diante disso, o mesmo procurou as autoridades policiais para relatar e solicitar medidas cabíveis em relação ao caso. A perícia técnica já esteve no local coletando todas as informações possíveis, inclusive, com procura de imagens dos suspeitos através de câmeras de vigilância.

Um inquérito policial já foi instaurado para investigar os fatos. Informações preliminares dão conta de que os projéteis poderiam ser de uma pistola 380, porém, somente a perícia técnica poderá confirmar o real armamento utilizado na ação criminosa.

Mesmo diante da situação, o defensor disse estar tranquilo e afirmou que, na próxima semana, continuará a exercer as suas atividades, normalmente, dentro do município pantaneiro, frisou que não sofreu nenhum tipo de ameaça ou intimidação, que não tem em mente nenhum suspeito e finalizou com a frase “Vida que segue!”.

Por: Benedito Edmar (NPMP)

Comentários Facebook
Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana