conecte-se conosco


Várzea Grande

Gincana Sustentável:Criando e compartilhando valores à sociedade

Publicado

em

A prefeitura de Várzea Grande por meio das secretarias de Educação e Meio Ambiente, adotam mais uma política pública em prol do meio ambiente. Uma iniciativa que consiste na conscientização de crianças e jovens de escolas públicas para com o meio ambiente em que vivem.A Gincana sustentável foca a ação em  brincadeiras que  transmitem aprendizado ecológico (economia de água, reciclagem, coleta seletiva, conhecimentos gerias sobre o meio ambiente, e reaproveitamento de materiais ). Por meio desta ação são tratados temas de extrema importância de uma forma lúdica e divertida, atraindo, assim, a atenção das crianças e jovens.

“Todos sabemos da importância do nosso meio ambiente, assim como sabemos que os danos causados ao nosso planeta até agora têm sido irreparáveis. Além disso, temos ciência de que não conseguimos mudar o passado. No entanto, o futuro está em nossas mãos e nunca é tarde para arregaçarmos as mangas e criarmos um futuro melhor.Compartilhar ideias, boas práticas e conscientizar a todos da importância da preservação de nosso planeta é o nosso maior objetivo”, disse a secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural Sustentável,Helen Farias.

O secretário de Educação  Silvio Fidelis disse que a parceria estabelecida com a pasta do Meio Ambiente culminou na política maior do ensino aprendizagem na preservação dos recursos naturais. “ É na escola que temos os ensinamentos práticos e teróricos, por isso adotamos o meio ambiente como mais uma matéria de ensino.Os nosso  alunos da Educação Básica  são  construtores do nosso futuro. E eles serão os disseminadores da mensagem chave da ação social (educação sustentável) junto à sociedade onde vivem.A faixa etária desses jovens e crianças que estão frequentando nossas escolas públicas, é o ideal, para ofertamos uma disciplina tão importante, como o conhecimento do planeta em que vivemos e seus recursos naturais, e o reaproveitamento , que se não cuidarmos, ou utilizarmos sustentavelmente, um dia acaba”

Outra proposta da gincana é a de aprender reciclar e criar produtos a partir de materiais recicláveis.A Escola Municipal de Educação Básica – EMEB – “Tenente Abílio da Silva”, localizada no bairro 15 de Maio, foi a primeira a desenvolver a ação, que ocorreu na manhã desta quinta-feira(9).   O evento reuniu equipes de 10 unidades escolares.que desenvolvem o projeto Reciclart e o Projeto 3R´s `Reciclar é Bom, Reutilizar é Melhor e Reduzir é Melhor Ainda’.

“O Projeto 3R´s tem por finalidade propor as escolas municipais um trabalho pautado em atitudes de consciência, formação de valores, interação, brincadeiras interativas e competição entre as escolas, através de gincana . O projeto também busca a sensibilização dos alunos, funcionários e comunidade escolar, através de palestras sobre temas ambientais a exemplo o  desperdício de papel e as maneiras corretas do descarte ou reutilização de materiais”, informou a  coordenadora do evento, Viviane Souza Nascimento.Informa a coordenadora que este é o segundo ano em que a Secretaria de Meio Ambiente  e Educação realizam a Gincana Ecológica.

“Os trabalhos expostos foram criados pelos próprios alunos, com orientação dos professores. Esse ensinamento já vem sendo adotado nas unidades escolares, com o desenvolvimento dos projetos, que incentiva dentro do ambiente escolar a coleta seletiva dos materiais recicláveis e ensina a destinação  final de materiais recicláveis também no ambiente familiar. Esse processo tem dado resultados positivos tanto no ambiente escolar como no ambiente familiar”, destacou Viviane Nascimento.

A diretora da EMEB ´Tenente Abílio´ disse que ficou satisfeita com a escolha da escola para a realização do evento. “Além de participarmos da gincana estamos também sediando esse importante evento, onde nossas crianças puderam interagir com outras de escolas diferentes, e trocar experiência na competição de trabalhos”

No ano passado a Gincana Ecológica foi responsável pela coleta de 26 toneladas de resíduos no entorno das escolas participantes. Este número deve ser superado pelos alunos, uma vez que as escolas da Rede Municipal há tempo vêm promovendo e incentivando a coleta seletiva. O resultado obtido pelas escolas participantes na Gincana Escolar terá retorno para o próprio estabelecimento de ensino. As unidades que alcançarem as primeiras colocações receberão prêmios de materiais necessários para o desenvolvimento das disciplinas.O primeiro colocada recebe ainda atividade extraclasse,passeio no Sesc Pantanal.

EXPOSIÇÃO: A Escola Municipal de Educação Básica Ednilson Francisco Kolling, localizada no bairro Jardim Manaira, apresentou miniaturas de moveis e eletrodomésticos, feitos a partir de papelão, latas de refrigerantes, plásticos e tecidos. “Foram criados elementos iguais aos que possuímos na cozinha de nossas casas. O trabalho realizado pelos alunos, com a participação dos pais, surpreendeu a todos os educadores”, disse a coordenadora pedagógica Denize Luiza de Arruda.

Outro trabalho exposto, desta vez pelos alunos da Escola Municipal de Educação Básica ‘Gonçalo de Campos’, localizada no bairro Jardim Alá, foi um caminhão de brinquedo feito de caixas de legumes. Segundo informou a educadora Mariane Marques, a unidade escolar participa do Programa ‘Escola em Tempo Ampliado – ETA´ com o projeto de hortas. O trabalho foi realizado pelos alunos do 5º ao 9° ano.

O evento foi finalizado com um desfile de moda,cujas roupas foram confeccionadas com os mais diferentes tipos de produtos recicláveis, como papelão, plástico, cd, tampa de garrafa pet ,jornal, papel, embalagens.

As escolas municipais Júlio Correa, Dirce Leite de Campos, Salvelina Ferreira da Silva, Gonçalo Domingos de Campos, Ana Francisca de Barros, Tenente Abílio da Silva, Apolônio Frutuoso da Silva, Antonio Joaquim de Arruda, José Estejo e Ednilson Francisco Kolling são as escolas que participam da gincana ,nesta edição 2018.

Por: Kátia Passos – Secom/VG

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Várzea Grande

Ministério Público e Várzea Grande lançam programa de proteção à criança e ao adolescente

Publicado

em

O Ministério Público de Mato Grosso e a Prefeitura de Várzea Grande lançaram o Projeto “Prevenção Começa na Escola”, que visa através de apresentações teatrais, musicais entre outras combater todos os tipos de violência contra crianças e adolescentes.

Os eventos visam estimular o debate dos temas como bullying, violência doméstica, racismo, violência sexual entre outras. “Queremos efetivamente construir um mundo melhor para todos indistintamente, sendo que para isto temos que fazer o enfrentamento dos problemas e não apenas de violência, pois queremos avançar, inclusive na qualidade de vida nas cidades, como a questão ambiental e também despertando a responsabilidade de todos como cidadãos”, disse o procurador-geral de Justiça, Mauro Curvo que juntamente com a prefeita Lucimar Sacre de Campos lançaram na EMEB Emanuel Benedito de Arruda em Várzea Grande o programa.

A Escola Emanuel Benedito de Arruda de Várzea Grande ganhou prêmio nacional de gestão 2017 do Estado de Mato Grosso pelo desempenho e a capacidade, além do nível de aprendizado dos alunos, mensurado através do IDEB que concedido pelo Ministério da Educação.

A violência é uma das questões sociais que mais causam preocupação e é abordada como um problema de saúde pública em todo o mundo. Dentre os tipos de Violência Infantil, a Violência Intrafamiliar Infantil é definida como aquela que acontece dentro da família ou até mesmo no lar onde a criança convive, cometida por algum parente ou pessoas que tenham função parental, ainda que sem laço de consanguinidade, e pode ser caracterizada de formas diferentes como: física, psicológica, sexual, negligência, o bullying e a pedofilia.

“Um Poder junto com o outro soma esforços no sentido de garantir a proteção de um dos maiores valores da humanidade, que são as crianças e adolescentes”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos na abertra do evento, acompanhada pelo procurador geral de Justiça, Mauro Curvo, pelo procurador da Infância e Adolescência, Paulo Roberto Jorge do Prado e pelos promotores José Mariano e Silvio Alesi Rodrigues.

Lucimar destacou a importância do diálogo sobre as questões que envolvem todos os tipos de violência contra crianças e suas consequências.

Para a prefeita é imperativo expandir as ações de prevenção para toda comunidade e incentivar as parcerias com entidades públicas, privadas e da sociedade civil organizada, promovendo a execução dessas políticas, assegurando seus resultados práticos.

Durante a realização do projeto “Prevenção Começa na Escola”, que se inicia na data de hoje e vai até o dia 8 de novembro, 16 escolas municipais de Várzea Grande foram envolvidas, tendo um cronograma pré-estabelecido, onde todas as unidades irão apresentar alguma manifestação artística sobre o tema, que poderá ser: espetáculo teatral, musical ou dança, além da realização de uma palestra para os alunos, proferida por uma autoridade convidada.

De acordo com o procurador de Justiça e idealizador do projeto, Paulo Prado, o conceito do “Prevenção Começa na Escola” é aberto aos professores, técnicos da Educação e da Sociedade em geral, que durante toda sua realização poderá receber sugestões e ideias desses segmentos e contribuir para um maior alcance social.

Na etapa municipal, as escolas envolvidas concorrerão entre si com suas apresentações artísticas e as duas finalistas irão se apresentar na etapa final do Projeto, no auditório do Ministério Público em Cuiabá. Prado informou ainda que o projeto conta com a parceria da Cia. de Teatro “Vostraz”, legitima representante várzea-grandense no cenário teatral de Mato Grosso.

“A escola é a grande mola propulsora do conhecimento em todas as áreas e também importante difusor das práticas que irão garantir a cidadania dos estudantes, promovendo seu bem-estar e assegurando seu desenvolvimento em um ambiente sem violência, com igualdade e sem discriminação. Nosso objetivo como instituição permanente dentro do Estado de direito democrático é garantir à criança uma infância sem violência de nenhuma forma” assegurou Paulo Prado.

A Escola Emanuel Benedito de Arruda foi escolhida por contar com a efetiva participação dos pais de alunos que inclusive promovem aulas de interação com as crianças.

Presente no evento, o senador eleito Jayme Campos, louvou a iniciativa do Ministério Público e lembrou que investir em educação, é investir no futuro da pátria. Jayme destacou que Várzea Grande vem implementando políticas de parceria na Educação municipal, construindo, reformando e entregando escolas e creches ao longo da administração da prefeita Lucimar. O senador eleito cumprimentou o secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Fidelis pela atuação frente à pasta, apontando as obras de reformas de 21 escolas que estão em andamento e a construção de 16 Centros de Educação Infantil – creches, que ao todo ofertarão mais 6 mil vagas na rede municipal e serão entregues ao longo da gestão.

“A gestão moderna implementada pela prefeita Lucimar Sacre de Campos coloca Várzea Grande na vanguarda das parcerias, pois as mesmas fortalecem o crescimento socioeconômico da cidade e de sua população assegurando assim a verdade participação da democracia, pois não existe democracia com exclusão, mas sim com inclusão e a participação de todos”, disse o senador eleito.

Para o secretário Silvio Fidelis, os efeitos da exposição à Violência Infantil podem ser observados nas funções cognitivas e emocionais, na dinâmica escolar e social, com sintomas mais frequentes que podem ser detectados pela falta de motivação, isolamento, ansiedade, comportamento agressivo, depressão, baixo desempenho e evasão escolar, dificuldade de aprendizagem, pouco aproveitamento, repetência e até a necessidade de educação especial. “Neste sentido, o projeto se torna importante por trazer para a escola esse debate que irá contribuir para o melhoramento da relação entre estudantes, família e comunidade” ressaltou.

Fonte: Assessoria

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana