conecte-se conosco


Várzea Grande

Funcionários do Atacadão morrem em câmara fria do mercado

Publicado

em

Dois funcionários do Atacadão em Várzea Grande, morreram na manhã desta quinta-feira, (07.02), dentro de uma câmara fria, nas dependências do mercado atacadista.

Segundo informações preliminares, uma funcionária teria tentado socorrer um companheiro de trabalho que passou mal local.

Ao MT de Fato,  a assessoria de imprensa da Polícia Judiciária Civil informou que a perícia técnica foi acionada e está em deslocamento para apurar os fatos e causas do incidente.

A tragédia, ocorreu antes que o socorro chegasse. Clientes e funcionários ainda tentaram reanimar a colega, enquanto o SAMU chegava, mas ela não resistiu.

Várzea Grande

Polícia prende suspeito de esfaquear vítima e largar ao lado de Pronto Socorro de VG

Publicado

em

A Polícia Judiciária Civil esclareceu a autoria de um homicídio ocorrido no dia 31 de março de 2019, em Várzea Grande. A vítima Otaniel Monteiro dos Santos, 38 anos, foi deixada com perfurações de arma branca, em uma lanchonete ao lado do Pronto Socorro do município, local onde foi à óbito na noite do mesmo dia.

O suspeito foi identificado pelo nome de Willian dos Santos Castro, 37 anos, Ele teve a prisão temporária (30 dias) representada nas investigações da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) e cumprida na quinta-feira (18), na zona rural do município de Poconé, onde também responde por outro homicídio, em que uma pessoa morreu enforcada.

Testemunhas ouvidas no inquérito policial contaram que a vítima foi largada por desconhecidos na porta do estabelecimento, com muito sangramento. Quatro populares carregaram a vítima em um carrinho de mão, emprestado de uma obra vizinha, até o PSM-VG.

Na investigação, os policiais apuraram que a vítima foi deixada no local (lanchonete) por uma motocicleta, que após largá-la sangrando na calçada tomou rumo ignorado. Outras testemunhas também viram a vítima sendo largada no local e informaram que ela estava na garupa da motocicleta, muito debilitada e sem capacete, que logo saiu em alta velocidade, impossibilitando anotar a placa.

Foi apurado que o suspeito, Willian, residia com a vítima em uma das quitinetes no bairro Jardim Icaraí, em Várzea Grande.

Conforme o delegado Caio Fernando Álvares de Albuquerque, o homicídio foi praticado por motivo fútil e recurso que impossibilitou a defesa da vítima. “Demonstra haver indícios suficiente de autoria em face do suspeito. Era pessoa conhecida por todos que se encontravam no local”, disse.

O delegado acrescentou que a prisão temporária será representada pela conversão em prisão preventiva, por o suspeito ser réu confesso e reconhecido por testemunhas como autor das facadas.

Fonte: Assessoria |PJC-MT

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana