conecte-se conosco



Cuiabá

Festival de Siriri deve receber cerca de 5 mil pessoas por noite

Publicado

em

A expectativa dos organizadores da 13ª edição do Festival de Siriri, que ocorre em Cuiabá neste final de semana, de sexta-feira a domingo (17 a 19), é de que o evento receba cerca de 5 mil pessoas por noite. Para que o público seja recepcionado no Espaço Liu Arruda, no Museu do Rio, de forma confortável uma grande estrutura está sendo preparada.

De acordo com a produtora executiva do evento, Cybele Bussiki, tudo está sendo pensado para que os visitantes tenham uma experiência agradável e que possam prestigiar a riqueza da cultura regional com tranquilidade. “A movimentação deverá ser intensa nos próximos dias nas dependências do espaço”, antecipa a produtora, destacando que uma visita técnica foi realizada no final de semana capitaneada pelo secretário de Cultura, Esporte e Turismo do Município, Francisco Vuolo, que contou com a presença do presidente da empresa organizadora do evento, Johnny Everson, produtores e fornecedores.

Ela explica que o festival terá arquibancadas dos dois lados do palco, com capacidade 2 mil pessoas sentadas, camarote para autoridades e artistas convidados, grades de contenção e 20 banheiros químicos. A praça de alimentação terá 10 tendas para os expositores e todas as entidades responsáveis pela gastronomia estarão trabalhando em um espaço único. O ambiente terá mesas e cadeiras para atender mais de 500 pessoas em rotatividade.

Toda a área da festa também contará com segurança especializada e acesso facilitado, com apoio da Polícia Militar, Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Defesa Civil, entre outros.

Palco

Para receber os artistas convidados como as atrações musicais João Eloy, Roberto Lucialdo, Edmilson Maciel e os comediantes Totó Bodega, Nico e Lau, e Comadre Pitu, o evento contará com um palco coberto, com capacidade para 50 pessoas.

Para as atrações principais, os grupos de siriri na competição Coração Franciscano, Flor de Atalaia, Flor do Campo, Flor Serrana, Raízes Cuiabana, São Gonçalo Beira Rio, Tradição Coxiponés e Voa Tuiuiú, além do tradicional e premiado Grupo Flor Ribeirinha como convidado especial, será montada uma arena com mais de 270 m², com tablado, som e iluminação dirigida. O local da festa terá ainda cenografia criada especialmente para a ocasião, com assinatura da produtora artística Carlina Rabelo Leite.

Segundo o secretário Francisco Vuolo, um dos fatores mais importantes para alcançar resultados positivos em um evento é proporcionar o máximo de conforto e segurança possíveis ao público que o prestigia, ainda mais sendo uma festa com entrada gratuita.

“Assim como os demais eventos realizados pela Prefeitura, tudo está sendo preparado de forma responsável. Teremos toda a estrutura necessária, com aparato voltado para a área de saúde, como posto de atendimento médico e ambulâncias, arquibancadas e acessos, respeitando todas as normativas para garantir a segurança, além de todas as entidades envolvidas na realização da festa”.

O Festival é uma realização da Prefeitura de Cuiabá, por meio de Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, e Central de Eventos Cor de Mato. Conta ainda com apoio do Governo Federal, por meio da Secretaria Especial da Cultura – Ministério da Cidadania.

Serviço

13º Festival de Siriri

Dias: Sexta-feira e sábado (17 e 18), às 20, e domingo (19), às 19h

Local: Espaço Liu Arruda, no Museu do Rio – Orla do Porto

Entrada gratuita

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cuiabá

Multidão de fieis participam da tradicional Festa de Nossa Senhora Auxiliadora, em Cuiabá

Publicado

em

Orações, emoção, louvor e muita alegria marcaram a Festa de Nossa Senhora Auxiliadora, neste sábado (25), em Cuiabá. Crianças, jovens, adultos e idosos participaram da tradicional programação, com destaque para a Procissão Luminosa, que percorreu às ruas da capital, numa demonstração de gratidão, fé e devoção.

Dona Cacilda da Silva Leite, de 63 anos, conta que a celebração é tradicional na família. Desde muito pequena ela participa das homenagens a Nossa Senhora Auxiliadora. Pra ela, é uma oportunidade de agradecer. “Desde três anos de idade participo. É muito tradicional na minha família, sempre ouvia que era o mês de maio, de Maria, da Mãe, da Mulher e das Flores. É momento de louvar, agradecer e pedir força e firmeza pra mais um ano”, disse ela que também participa de um grupo de oração da igreja.

Padre Paulo Vendrame, responsável pela igreja, celebrou a missa de abertura e a caminhada da procissão. Ele lembrou que além dos 107 anos do Santuário, 2019 também traz outros marcos como os 300 anos de Cuiabá, 100 anos da coroa de Nossa Senhora Auxiliadora e 125 anos dos salesianos na capital mato-grossense.

É a 9ª vez que o padre Paulo participa das homenagens de Nossa Senhora Auxiliadora. Ele observa que a cada ano as expectativas são superadas. Para ele, todos os anos a festa tem sido melhor organizada, diversificada e com mais participação.

“Posso afirmar que a cada ano que passa, a festa está crescendo. E a característica desse ano foi que os festeiros assumiram com muita responsabilidade a própria missão. O comprometimento do Rei e da Rainha foi muito bom, superou as expectativas. A alegria dos fieis em participar da missa, da procissão e permanecer nos shows, que este ano tiveram três diferentes. Nada nasce grande, tudo nasce pequeno e a cada ano a festa está se superando. É nós vamos realizando aquilo que Dom Bosco dizia “Celebrar Nossa Senhora é antecipar as alegrias do céu”. Todo mundo que vem aqui, vem feliz e sai mais feliz, porque pode participar de todas as atividades e se enriquecer espiritualmente. É um momento de agradecer, louvar, colocar nas mãos da mãe aquilo que a gente vê que não dá conta de realizar, que ela dá conta e ela realiza”, disse o padre.

Para Rainha da festa, Thaíz Rezende Santos, ver o sucesso de todo trabalho é motivo de comemoração e felicidade. “Estamos muito felizes. Não poderíamos deixar de celebrar porque Nossa Senhora merece todo nosso carinho e devoção. É uma festa muito especial”, afirmou.

O Rei Carlos José da Silva disse que valeu a pena todo trabalho dedicado para realização do evento, que envolveu outros festeiros e grupos religiosos. “É resultado de muito trabalho dos 84 festeiros que trabalharam junto conosco, se dedicaram e se envolveram. Também dos 12 grupos da igreja. É isso, a união faz a força”, lembrou Carlos.

A procissão luminosa percorreu as avenidas Tenente Coronel Duarte (Prainha), XV de Novembro, até a Paróquia de São Gonçalo, no Porto. Depois pela Senador Metelo e de volta pela Prainha, até o Santuário.

Após, os fiéis aproveitaram a festa com barracas de comidas típicas, doces, bolos. Também participaram do Show de prêmios. Tudo ao som de Wander e Jhonny Violeiro, Roberto Lucialdo e Anselmo e Rafael.

O encerramento oficial será no dia 31 de maio, com missa celebrada por Dom Milton, Santos, arcebispo metropolitano de Cuiabá-MT.

Texto: Ana Sampaio
Fotos: Fagner Nascimento

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana