conecte-se conosco


Cultura

Feira de artesanato da Praça da República reforça renda e inciativa deve ser expandida

Publicado

em

Por  ANDRÉ GARCIA SANTANA

 

 

Com centenas de opções que variam entre crochê e doces típicos, a feira de artesanato da Praça da República já caiu nas graças de quem circula pelo centro de Cuiabá. Realizado mensalmente, o encontro traz visibilidade ao trabalho de profissionais e amplia a saída de produtos, expostos em um local com alto fluxo de pessoas ao longo do dia. A proposta deve ser expandida pela Secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico.

Em visita à exposição, na sexta-feira (10), a titular da Pasta, Débora Marques, anunciou que sua equipe tem levantado o número de artesãos e associações pela cidade, a fim de intensificando ações voltadas ao setor. O objetivo é criar uma rede de integração com grupos dentro dos bairros, apostando em eventos em centros comunitários e Centros de Referência da Assistência Social (Cras).

“Este diálogo é importante para que possamos abrir novas frentes de trabalho em parceria com outras secretarias. É muito importante tanto para os profissionais, quanto para os consumidores, que possamos fortalecer um trabalho da nossa terra, que represente nossa cultura. Além da exposição, queremos investir também em capacitação para os trabalhadores”, diz.

Ela reforça que a garantia do espaço contribui para a geração de emprego e renda, especialmente em períodos de crise econômica, quando os números do trabalho formal despencam e essa se torna a única fonte de recursos para muitos cidadãos. “As ações fazem parte do plano de administração do prefeito Emanuel Pinheiro e tem foco na capacitação de microempreendedores e divulgação de seus materiais”, comentou.

Assim, em uma passagem rápida pelos corredores da feira, vê-se intercalarem dezenas de barracas com chinelos, bolos, colares, tapioca, roupas, doces, tapetes, reproduções sacras, compotas, porções de pixé, e muitos outros. A mistura é proposital e foi pensada para evitar a repetição, estimulando os visitantes a consumir diferentes opções.

A iniciativa ganha força com a parceria com a associação de artesãos Homens e Mulheres de Fibra, que existe há um ano e possui um total de 160 profissionais registrados. De acordo com o vice-presidente, Luís Moreira, a criação da entidade surgiu da necessidade de fortalecer o segmento. “Uma pessoa sozinha não teria esse espaço, então é a união que fortalece nossa causa”, afirma.

 

Redação

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cultura

Galeria Lava Pés recebe nova exposição coletiva que segue em cartaz até outubro

Publicado

em

Com obras de Vitória Basaia, Gonçalo Arruda, Junne Fontenelle, Marcelo Velasco e Miguel Penha, a exposição coletiva Sen[s]ação está em cartaz na Galeria Lava Pés, de segunda-feira à sexta-feira, sempre das 08h às 18h, com entrada franca e livre para todas as idades.

Entre pinturas, esculturas e instalações, os cinco artistas exibem seus trabalhos mais recentes, organizados num projeto de expografia que promete mexer com as sensações do público. A nova exposição da Galeria Lava Pés tem curadoria de Marcelo Velasco e segue em cartaz até o dia 15 de outubro.

“Sensação é um termo bastante utilizado por vários filósofos que tratam da arte. Nesta exposição trazemos uma reunião de cinco artistas que têm produções díspares. E como combinar trabalhos tão diferentes? Na galeria, todas juntas e organizadas, as obras se relacionam. Assim, queremos proporcionar para cada visitante uma sensação diferente. Nosso objetivo é provocar. A provocação, além de gerar sensações, leva a ações. O jogo de palavras, ‘Sen-ação’, vai gerar a reflexão. A arte serve para isso, para dar essa cutucada nas pessoas”, explica Marcelo Velasco.

Para o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Allan Kardec, a Temporada 2019 da Galeria de Arte Lava Pés está sendo das mais produtivas. Até agora já foram duas exposições coletivas, que juntas reuniram mais de uma dezena de artistas de Mato Grosso, além de uma exposição internacional.

“A Galeria Lava Pés foi reinaugurada em fevereiro deste ano e já está na sua terceira exposição. Hoje, estamos em festa porque reunimos o que temos de melhor para apresentar para a comunidade. Este é um espaço aberto à comunidade e todos ganham com isso, os apreciadores da cultura, da arte, produtores, artistas e população. É a cultura a disposição de todos”, ressalta Kardec.

Na nova exposição, vale destacar a presença de Vitória Basaia, uma das mais inquietas e festejadas artistas de Mato Grosso. Quando indagada sobre o significado de sua obra, a artista, que trabalha com material reciclado, responde sem titubear.

“Ocupar os museus é obrigação do artista. Espero que seja sempre com qualidade, com uma boa curadoria e uma boa montagem. Já a leitura da obra de arte é função do espectador. Não adianta eu trazer definições. Trabalho com material de reciclagem, misturado com fogo e terra, é o que eu posso dizer. Já o significado, está no olhar de quem a recebe”, conclui Basaia.

Serviço

Tema: Exposição Sen[s]ação em cartaz

Quando: De segunda-feira à sexta-feira, em cartaz até dia 15 de outubro

Horário: sempre das 8h às 18h

Onde: A Galeria de Artes Lava Pés está localizada no piso térreo da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), na Avenida José Monteiro de Figueiredo (Lava Pés) nº 510, bairro Duque de Caxias, em Cuiabá

Informações: (65) 3613-0232

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana