conecte-se conosco


Cultura

Exposição retrata 20 anos da Igreja Batista da Paz de Cuiabá

Publicado

em

Nesta semana, os visitantes da Assembleia Legislativa de Mato Grosso podem aproveitar para apreciar a exposição fotográfica sobre os 20 anos de fundação da Igreja Batista da Paz de Cuiabá, lançada nesta terça-feira (11), no saguão principal da Casa de Leis. Além da mostra, o presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho (DEM), também realiza sessão especial nesta quinta-feira (13), às 19 horas, no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour, como forma de reconhecimento ao trabalho desenvolvido pela igreja, sob o comando do presidente da IBPAZ, pastor Isaías Pereira da Silva, composta por cerca de 1,2 mil membros.

Botelho destaca os serviços de grande alcance social. “Começou pequena, hoje é grande e presta importante serviços trazendo às pessoas a Palavra de Deus, retirando as pessoas das ruas, das drogas, do vício. Então, essa homenagem é o reconhecimento da Assembleia pelo trabalho maravilhoso que a Igreja Batista da Paz realiza”, afirmou o presidente, durante lançamento da exposição.

Com sede no bairro Verdão, a Batista da Paz, também tem unidades em outros bairros de Cuiabá e Várzea Grande. A mostra, preparada em parceria com o Instituto Memória da ALMT, apresenta a trajetória da igreja com fotos do 1º Festival Mato-grossense de Arte e Cultura Gospel; Retiro de Carnaval; Ministério Teen; Atitude Teen; grupo de Teatro Identidade, dentre outros eventos que marcaram os 20 anos da fundação.

Outros destaques sociais incluem o Judô da Paz, que treina 20 alunos carentes do bairro Parque do Lago, em Várzea Grande. O Taekwondo, com alunos carentes do bairro Santa Isabel, em Cuiabá. Além do trabalho da Casa de Recuperação, na estrada da Guia, e grupo de dança, em Campo Novo do Parecis.

“Nosso trabalho de alguma maneira foi reconhecido. Começamos há vinte anos, num momento em que Cuiabá passava por uma grande transformação, é muito satisfatório contribuir com essa história, para nós é honroso, gratificante. O Poder Legislativo é o representante do povo, então recebemos essa homenagem dos próprios cidadãos, um privilégio”, agradeceu o pastor Isaías. Diversos membros da igreja participaram da abertura da exposição, dentre eles, os pastores Ricardo Melo e Jairo Ishikawa, da IBPAZ do Jardim das Américas, e a superintendente do Instituto Memória, Mara Visnardi.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cultura

Professor de Cuiabá ganha prêmio nacional de literatura

Publicado

em

O professor de Língua Portuguesa, Felipe Holloway é o ganhador do Prêmio Sesc de Literatura 2019 na categoria romance. O anúncio foi feito pelo Sesc nesta quarta-feira (12). A obra premiada “O legado de nossa miséria” será publicada pela editora Record e o escritor será incluído nas programações literárias do Sesc.

Felipe Holloway é natural de Canindé, no Ceará, mas vive em Cuiabá. Formado pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) em Letras e mestrando em Estudos Literários pela mesma instituição. O escritor bateu 1.042 inscritos em sua categoria.

“A gente passa a vida adulta inteira ensaiando para o dia em que isso (talvez) vai acontecer, o dia chega e tudo o que a gente consegue dizer é: EEIITA!”, comentou Felipe em seu perfil no Facebook.

Emocionado, o escritor agradeceu a todas as pessoas que passaram em sua vida e que, de alguma forma contribuíram para a realização desse sonho, que já vinha tentando alcançar desde 2015, quando foi pré-selecionado no prêmio que acaba de vencer com o romance “Spoiler”.

“Eu jamais conseguiria elencar todas essas pessoas aqui sem que minha memória acabasse sendo injusta com algumas ou várias delas. Mas vocês sabem quem são, sabem o que fizeram. E eu quero que saibam também que eu não teria conseguido sem vocês. Obrigado. Obrigado”, finalizou o escritor em sua rede social.

O Prefeito Emanuel Pinheiro recebeu a notícia com alegria e empolgação. “É Cuiabá sendo reconhecida por seus talentos. Eu sempre fiz questão que a cultura tivesse um destaque na minha gestão. No fim do ano passado, nós lançamos um edital que comtempla a literatura com R$ 300 mil. Foram mais de 2 milhões do Fundo Municipal de Apoio e Estímulo à Cultura em Cuiabá de 2019 para projetos neste ano dos 300 anos de Cuiabá. É importante que nossos talentos tenham apoio necessário e sejam reconhecidos”, comentou o prefeito.  

O livro

Em “O legado de nossa miséria”, um crítico de literatura e professor universitário é convidado para um evento sobre Jornalismo Literário numa fictícia cidade do interior de Minas Gerais, onde conhece pessoalmente um famoso escritor cuja obra sempre havia admirado. No evento, os personagens rememoram suas respectivas carreiras – uma trajetória em que a paixão pela arte foi muitas vezes empregada como atenuante para condutas imorais, e na qual os fracassos éticos e estéticos se alternam.

(Com informações do Prêmio Sesc de Literatura)

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana