conecte-se conosco


Interior

Esposa e irmão de vítima de homicídio são suspeitos de planejar morte em Nossa Senhora do Livramento

Publicado

em

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) cumpriu quatro mandados de prisão e oito de busca e apreensão na quarta-feira (12) referente a investigações de um homicídio cometido em agosto no município de Nossa Senhora do Livramento.

O caso, ocorrido em 10.08, ganhou repercussão na região após Odair José de Lima, 29, ter sido assassinado em sua propriedade rural, localizada nas proximidades da BR 070, depois de afirmar a populares que faria justiça (“mataria”) os criminosos que teriam roubado sua residência, subtraído duas armas longas (calibre 28 e 12, usada no homicídio) e estuprado sua mulher dois dias antes.

Imediatamente à ocorrência dos fatos, a Polícia Civil iniciou diligências para apurar as circunstâncias do crime. O trabalho investigativo apontou para provável envolvimento da esposa da vítima, bem como a manipulação de informações que relatavam a ocorrência de estupro e roubo.

Após uma série de tentativas de reconhecimento, a mulher acabou por apontar semelhanças (aparelho dental, voz…) entre seu cunhado, Cláudio de Campos Rodrigues, 23, com o homem que supostamente a teria estuprado.

A mulher citou que teria ouvido dizer que quem indicou a casa para ser roubada teria sido outros familiares da vítima, Airton Santana de Arruda, Ademilson Antônio de Arruda e Carlos da Conceição Souza

Visando auxiliar os trabalhos da investigação em andamento, a delegada Jannira Laranjeira Siqueira Campos, da DHPP, representou pela prisão dos arrolados no inquérito. As ordens judiciais foram cumpridas na quarta-feira (12).

Na delegacia, um dos presos (Claudio) confessou participação nos fatos e envolveu diretamente a esposa da vítima ( C.S.F, 28) no planejamento do crime.

Claudio declarou que foi até a residência do casal, no dia 08.08 e fez sexo com a esposa da vítima (com quem possui relacionamento consensual extra-conjugal) e que a mulher entregou as armas e munições para ele e o orientou que deixasse a casa toda bagunçada para aparentar ter sido alvo de criminosos.

O investigado detalhou que o relacionamento entre eles iniciou quando seu irmão foi preso após ocorrência de violência doméstica contra C.S.F. Durante o período da prisão, a mulher foi morar na casa da sogra, o que teria aproximado os dois.

Na delegacia, C.S.F, negou participação no crime. No entanto, segundo a delegada Jannira Laranjeira, em procedimento de acareação entre Claudio e a investigada houve uma série de contradições nas declarações da mulher. “A acareação, aliada a todos os elementos colhidos nos autos, como o comportamento dela na data que relatou ter sido estuprada e também quando o marido foi assassinado aponta fortes indícios para seu envolvimento no crime”, explica.

Os trabalhos prosseguem para apurar e individualizar as condutas criminosas dos suspeitos detidos e também da mulher. A Polícia Civil representou judicialmente pela prisão da suspeita.




Assessoria de Comunicação Social/PJC 

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Interior

Ponte precária impede 200 alunos de irem à escola em Barra do Bugres (MT)

Publicado

em

Duzentos alunos de uma escola municipal que fica na área rural de Barra do Bugres, a 169 km de Cuiabá, estão sem podem ir à escola. O motivo é a situação da ponte de madeira que está quase caindo as tábuas estão soltas, um risco enorme para os estudantes. Os pais estão preocupados com essa situação.

Um vídeo gravado com celular no início da semana mostra o motorista do escolar avaliando as condições da ponte. As crianças tiveram de atravessar a pé para diminuir o peso do ônibus. As poucas tábuas estão soltas, prestes a cair.

A ponte fica na zona rural de Barra do Bugres, interior de Mato Grosso.

As aulas na escola São Benedito começaram no dia 12 de fevereiro, mas apenas dois dias depois, no dia 14, as aulas foram suspensas por causa da situação da ponte.

Por conta disso, aproximadamente 200 alunos estão fora da sala de aula.

Essa não é a primeira vez que as aulas são suspensas por falta de estrutura no transporte dos alunos.

Em nota, a Secretaria de Obras de Barra Do Bugres informou que foi firmado um convênio entre a Prefeitura de Barra e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para a contratação de uma empresa para recuperar algumas estradas da cidade.

Por G1

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana