conecte-se conosco


Várzea Grande

Escolas municipais comemoram conquistas do Funcional Kids 2018

Publicado

em

A Escola Municipal de Educação Básica – EMEB “Professora Líbia da Costa Rondon” e EMEB “Gonçalo Domingos de Campos” CAIC foram às campeãs da segunda edição do Circuito Funcional Kids, realizado na manhã desta quarta-feira, 10, no miniestádio Basílio Tavares, no Ipase.

Segundo o Superintendente de Esporte da Secretaria de Educação, Jadir Pereira, cerca de 1200 alunos compareceram para torcer por suas equipes nesta segunda edição do Circuito Funcional Kids, que contou com a participação de 40 escolas e 12 equipes de cada categoria participantes das disputas da fase final. “Foi uma grande festa que culminou com a premiação dos vencedores. Todos os alunos participantes ganharam medalhas, como forma de valorização pela participação”, disse.

No evento houve espaço reservado para o miniparque de diversões. A Polícia Florestal esteve presente com uma exposição de animais silvestres empalhados despertando o interesse dos alunos pela causa ambiental.

A Banda Municipal sob a regência do maestro Ueliton dos Santos, participou ativamente do evento desde o início, apresentando números musicais nacionais, internacionais e regionais, garantindo a animação do público.

Conforme a apuração dos tempos de cada equipe, a classificação geral apontou a equipe da EMEB “Gonçalo de Campos” do bairro Jardim Alá a primeira colocação na Categoria B (alunos nascidos entre 2010 a 2013) com o tempo de 2 minutos, 27 segundos e 80 centésimos; em segundo lugar ficou com a equipe da EMEB “José Estejo de Campos” com o tempo de 2 minutos, 41 segundos e 92 centésimos; e o terceiro lugar ficou para a equipe da EMEB “Elias Domingos” com o tempo de 2 minutos, 43 segundos e 91 centésimos.

Na categoria A (alunos nascidos entre 2006 a 2009) o primeiro lugar ficou com a equipe da EMEB “Professora Líbia da Costa Rondon” que pontuou 2 minutos, 11 segundos e 57 centésimos; o segundo lugar ficou com a EMEB “Paulo Freire”, com o tempo de 2 minutos, 22 segundos e 29 centésimos, seguida pela equipe da EMEB “Gonçalo Domingos de Campos”, terceira colocada nesta categoria com o tempo de 2 minutos, 24 segundos e 74 centésimos.

De acordo com o secretário Silvio Fidelis, o Circuito Funcional Kids, é uma inovação implantada no ano passado nas escolas da Rede Pública de Várzea Grande, desenvolvido pelos técnicos da Superintendência, com o objetivo de oferecer atividades lúdicas e competitivas aos alunos, propiciando benefícios no desenvolvimento motor e cognitivo das crianças que, além da aprendizagem de movimentos, são destacados princípios do treinamento funcional como: trabalho e integração das diferentes capacidades físicas – coordenação, equilíbrio, força, flexibilidade, potência, resistência aeróbia, velocidade e agilidade – desenvolvimento dos músculos estabilizadores, também conhecidos como transferência do movimento, que nada mais é do que aplicabilidade dos movimentos aprendidos em atividades do dia a dia.

“ São atividades que despertam no aluno o senso crítico e competitivo. O desenvolvimento do senso crítico é um dos principais objetivos presentes nos Parâmetros Curriculares Nacionais, já que neles se torna clara a intenção de promover um ensino voltado para a formação de cidadãos. Além disso, o trabalho com a argumentação é considerado fator relevante para o exercício de cidadania. Acreditamos que as práticas de interação torna o aluno mais atento, e abre perspectivas de competitividade. O mundo é competitivo, e os alunos com estas práticas aprendem no dia a dia, que eles podem interagir e vencer, além de enfrentar desafios. É o “aprender a conhecer”, o que significa ser capaz de “estabelecer pontes – entre os diferentes saberes, entre estes saberes e seus significados para nossa vida cotidiana, entre estes saberes e significados e nossas capacidades interiores”, disse o secretário citando trechos do documento PCN (Parâmetros Curriculares Nacionais).

Por: Fred Nogueira – Secom/VG

Comentários Facebook

Várzea Grande

UFMT assina e entrega ordens de serviço a construtoras e garante retomada das obras do Câmpus de Várzea Grande

Publicado

em

Foram entregues e assinadas na manhã desta sexta-feira (14) as ordens de serviço que garantem a retomada das obras do Câmpus de Várzea Grande da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). A contratação das empresas foi feita a partir de uma concorrência que englobou quatro lotes, totalizando um valor de contrato de R$ 7.908.194,89.

“Esse momento só foi possível devido ao trabalho de articulação entre a Administração da UFMT junto ao MEC para demonstrar a necessidade de retomada da obra para a efetiva implantação do Câmpus”, apontou a reitora da UFMT, professora Myrian Serra.

A construtora Kayabi venceu três lotes e dará sequência às obras da biblioteca, laboratórios, blocos de salas de aula e duas áreas de convivência. Já a LM Engenharia fará obras de um lote, referente a um bloco de salas de aula e duas áreas de vivência.

“A retomada das obras é de suma importância para a consolidação do Câmpus de Várzea Grande e também para o desenvolvimento dos nossos cincos cursos de engenharia, que formarão profissionais altamente qualificados para o mercado nacional”, afirmou o Pró-reitor do Câmpus de Várzea Grande, professor Mauro Lucio Naves Oliveira.

A reitora pontuou também que a retomada das obras é uma grande conquista, uma vez que elas já estão em estágio avançado. “Além disso, ela é muito importante para que os cursos de engenharia, que funcionam provisoriamente no Câmpus de Cuiabá, tenham as instalações próprias para o desenvolvimento acadêmico. Apesar da situação provisória, a Universidade tem envidado esforços para que consiga dar qualidade de ensino aos estudantes. No entanto, é visível que a identidade de discentes, professores e técnicos administrativos do Câmpus só será efetivada com a implantação do Câmpus de Várzea Grande”, prosseguiu a professora Myrian Serra, destacando que a UFMT definiu um projeto pedagógico diferenciado para que as engenharias e áreas estratégicas contempladas pelas graduações contribuam para o desenvolvimento de Mato Grosso.

Retomada

Segundo o secretário de Infraestrutura, Adriano Aparecido de Oliveira, na oportunidade também foi realizada uma reunião de início de obra que apresentou os procedimentos adotados pela Sinfra. “Tendo em vista que o prazo para início das obras é de até cinco dias após o recebimento da Ordem de Serviço, está previsto que os serviços de mobilização e construção do canteiro se iniciem já na próxima semana”, destacou. “A Secretaria de Infraestrutura tem trabalhado para a retomada das obras paralisadas e rescindidas. Através da Reitoria, vice-reitoria e Pró-reitoria de Planejamento [Proplan] tem havido um grande esforço para liberação de recursos de capital junto ao Ministério da Educação”, acrescentou.

O coordenador de Engenharia e Arquitetura, José Guilherme da Silva Moura, setor responsável pela elaboração do Plano de Trabalho para a solicitação dos recursos para conclusão das obras, realização do levantamento dos serviços necessários e projetos complementares, comentou que a coordenação acompanhou de perto o processo licitatório, inclusive dando suporte técnico para a análise das propostas. “Agora, além da fiscalização das obras, a CEA também trabalhará com a elaboração do projetos de arruamento, estacionamento e iluminação externa do Câmpus, obras necessárias e que estão previstas para serem licitadas em 2019”, finalizou.

Jornalista: Michel Lacombe

Comentários Facebook
Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana