conecte-se conosco


Política MT

Emanuelzinho diz que Bolsonaro deve apresentar dados da economia e funcionalidade na nova estrutura para extinção do Ministério do Trabalho

Publicado

em

A decisão de Jair Bolsonaro de extinguir o Ministério do Trabalho foi questionada pelo deputado federal eleito, Emanuel Pinheiro, o Emanuelzinho do PTB.

Em entrevista ao MT de Fato, na noite desta quarta-feira (07), Emanuel disse que não foi uma decisão feliz e o presidente eleito precisa explicar qual a finalidade e apresentar dados da economia que comprovem a necessidade da redução de mais uma pasta.

Segundo Pinheiro uma avaliação minuciosa é necessária para que não haja prejuízo aos mais fracos, a classe trabalhadora.

“A fiscalização das condições abusivas de trabalho e do trabalho escravo, por exemplo, é feita hoje por este Ministério. Dentro da nova estrutura que ainda não foi explicada isto será mantido?”, questionou.

Ele explicou que a equipe de Bolsonaro precisa analisar criteriosamente, se com a mudança, todas as finalidades serão mantidas e como isto será incluído em outra pasta.

“Isto afeta diretamente o setor, pois o Ministério tem esta finalidade de dialogar com os sindicatos, o setor produtivo que hoje tem a maior força na regulação do trabalho, gera uma incerteza na parte mais fraca. Ainda não sabemos se pretende abrir uma agencia ou um órgão de hierarquia menor com as mesmas características”, elencou.

 

 

 

A Extinção do Ministério do Trabalho

O presidente eleito Jair Bolsonaro anunciou nesta quarta-feira (7) que o Ministério do Trabalho será “incorporado” a alguma outra pasta, sem indicar qual, dentro de seus planos confusos de redução do número de ministérios no governo.

“O Ministério do Trabalho vai ser incorporado a algum ministério”, disse ele em Brasília, sem dar maiores detalhes.

O comunicado afirma que “o futuro do trabalho e suas múltiplas e complexas relações precisam de um ambiente institucional adequado”.

A Força Sindical criticou o anúncio de Bolsonaro por considerar que o Ministério do Trabalho é crucial “como órgão fiscalizador e como o equilíbrio das relações entre capital e trabalho”.

 

Fonte: Elisângela Neponuceno-MT de Fato

 

 

 

Política MT

Em reunião com secretário e moradores, Calistro garante conclusão de asfaltamento no Jardim Eldorado

Publicado

em

Moradores do bairro Jardim Eldorado estiveram reunidos com o secretário de Viação de Obras e Urbanismo de Várzea Grande  Luiz Celso e o vereador Jânio Calistro, autor do pedido de pavimentação asfáltica nas ruas do bairro, nesta sexta-feira (22),

Segundo Calistro, a obra foi prometida por ele e pela prefeita Lucimar Campos (DEM), aos moradores que cobraram o asfaltamento.

A equipe da secretaria, iniciou os trabalhos em março, imediatamente alguns alunos da Elizabeth Maria Bastos Mineiro iniciaram um movimento para que a obra contemplasse a Rua 25 em frente a unidade escolar.

Em vídeos e áudios que foram divulgados durante a semana, moradores questionaram os pontos onde estavam sendo feita a pavimentação e acusaram o presidente do bairro de direcionamento do asfalto para beneficio próprio e de amigos.

Conforme o professor João Américo, que participava de um movimento para paralisar as máquinas e cobrar  a concretização em todas a ruas o Eldorado, o secretário Luiz Celso e o vereador Jânio Calistro explicaram que a licitação para continuar a pavimentação e  abranger todas as ruas do bairro  já foi concluída e em 150 dias estará concluído.

 

Calistro relatou ao MT de Fato, que o serviço será feito por etapas, mas confirmou que todas as ruas serão asfaltadas, como garantiu o senador Jayme Campos e o secretário de Obras.

Luiz Celso propôs a criação de uma comissão para acompanhar a execução do cronograma de trabalho.

A prefeitura conseguiu por meio de convênio com  a Caixa Econômica Federal o valor de R$ 80 milhões para pavimentação asfáltica na cidade.

 

O líder da prefeita, vereador Pedro Paulo tolares, o Pedrinho (DEM), o presidente da Câmara, vereador Fábio Tardin, o Fabinho (DEM), o vereador Chico Curvo (PSD), participaram  da reunião.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana