conecte-se conosco


Eventos

Em sessão especial, Guilherme Maluf homenageia 15ª Companhia de Força Tática da Polícia Militar

Publicado

em

Há 11 anos a companhia atua de forma diferenciada no combate a diversos crimes em Mato Grosso

O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB), realizou sessão especial na noite desta segunda-feira (05) em comemoração ao aniversário de 11 anos da 15ª Companhia Independente de Força Tática do 2º Comando Regional da Polícia Militar.

Na ocasião, o parlamentar ressaltou o trabalho prestado pela Força Tática no combate à violência e à criminalidade e homenageou todo o seu efetivo, composto por 76 militares, com a entrega de moções de aplausos.

“A Segurança Pública é hoje a principal preocupação da população e por isso é importante valorizar e apoiar o trabalho da Polícia Militar e especialmente das forças especiais, como é o caso desta companhia de força tática. A prevenção do crime através das ações de patrulha ostensiva reforçada e a repressão em locais com alto índice de crimes violentos é uma necessidade cada vez maior e isso tem que ser feito por equipes especializadas”, declarou.

Criada em 5 de novembro 2007, a 15ª Companhia Independente de Força Tática foi elevada à companhia independente em 2017 e tem como principal missão realizar patrulhamento tático de caráter enérgico e especializado, com treinamento específico, para serem utilizados em ocorrências de complexidade elevada.

Os policiais militares que integram a companhia atuam no município de Várzea Grande e também dão apoio ao policiamento nos municípios vizinhos de Nossa Senhora do Livramento, Poconé, Jangada, Rosário Oeste, Acorizal e Nobres.

“A Força Tática atua de forma mais eficiente buscando atender demandas específicas da PM. Os policiais que integram a companhia recebem treinamento especializado e atuam principalmente nos crimes mais violentos, roubos com maior potencial de uso de força, furtos mais qualificados e também no tráfico de drogas. Hoje estamos comemorando 11 anos de cuidado e proteção aos cidadãos de bem e esse reconhecimento é muito importante para nos motivar a seguir em frente com o nosso trabalho”, ressaltou o comandante da 15ª Companhia de Força Tática, major Thiago Costa Gomes.

O secretário-adjunto de Integração Operacional, Jonildo José de Assis, agradeceu ao deputado Guilherme Maluf pela homenagem e destacou a importância da 15ª Companhia de Força Tática para a segurança do estado.

“O trabalho prestado pelos profissionais que integram a companhia contribui muito para a segurança do estado de Mato Grosso. Essa é uma homenagem merecida e estamos muito felizes pelo reconhecimento por parte da Assembleia Legislativa e do deputado Guilherme Maluf, um deputado aguerrido, que valoriza o trabalho dos profissionais da segurança”, declarou.

Há 10 meses atuando na 15ª Companhia de Força Tática, o soldado Renan Diego Assunção de Lara afirmou ter muito orgulho do trabalho que desempenha e agradeceu a homenagem recebida. “Para mim é uma grande satisfação fazer parte da Força Tática. É um trabalho muito significativo para a sociedade e também para nós”, afirmou.

Durante a sessão o deputado Guilherme Maluf também foi homenageado por sua atuação em prol da Segurança Pública do estado. “A partir de 2019, quando iniciarei meu quarto mandato, continuarei trabalhando pelo fortalecimento da Polícia Militar, pois assim estaremos garantindo mais segurança para toda a comunidade”, assegurou o parlamentar.

 

Economia

Governo mantém isenção de ICMS aos produtores de café de Mato Grosso

Publicado

em

O governador Mauro Mendes assinou nesta quinta-feira (15.08) o decreto que ratifica a cobrança diferida do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o café cru, em coco ou em grão, postergando a cobrança do imposto sobre o estabelecimento que realizar a última revenda do grão. Em outras palavras, o produtor que vender seu café para a indústria local não vai pagar ICMS.

O diferimento já era previsto pelo Decreto nº 2.212, de 20 de março de 2014, e apenas recebeu um ajuste textual em sua legislação. As alterações foram publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (16.08) e entram em vigor a partir da data de publicação. As mudanças trazem segurança jurídica e incidem diretamente sobre os produtores da agricultura familiar, responsáveis em 100% pela produção de café no Estado.

“Não podemos ser obstáculo para quem quer trabalhar e gerar renda em Mato Grosso. Atendemos a demanda do setor cafeeiro por entendermos sua coerência, e por entender que seja obrigação do Governo do Estado desburocratizar e simplificar o crescimento dessa importante cadeia produtiva, desenvolvida principalmente pelos nossos agricultores familiares. Tudo sempre dentro da ética e da transparência com que temos conduzido nosso trabalho para o incentivo dos setores produtivos do Estado. Certamente teremos mais empregos e renda distribuída entre os elos que compõem essa importante cadeia”, enfatizou o governador.

Representantes do setor cafeeiro de Colniza, acompanhados do secretário de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), Silvano Amaral, chegaram a se reunir com o secretário de Fazenda, Rogério Gallo, para ponderar sobre a necessidade de alterações no decreto. A preocupação era de que a ambiguidade trazida em parte do texto, pudesse acarretar a cobrança indevida do tributo, inviabilizando o setor cafeeiro.

O titular da Seaf destacou que a adequação da legislação trabalha para o incentivo da economia e estímulo ao aumento da produção no Estado. “A máquina pública não pode atrapalhar quem quer produzir e a desburocratização é uma das prioridades da gestão”, pontuou Amaral.

Além de se reunir com o Governo do Estado, os produtores também buscaram apoio junto ao deputado federal Carlos Bezerra (MDB) e ao presidente da Assembleia Legislativa Eduardo Botelho (DEM), que se comprometeram em avaliar a criação de uma Câmara Setorial Temática  para o fortalecimento das políticas de incentivo que envolvem o setor cafeeiro.

INCENTIVO À CAFEICULTURA – O Governo se prepara para investir na implantação de 125 unidades demonstrativas de café. A meta do Programa MT Produtivo – Café é estimular o plantio de cultivares geneticamente mais resistentes e mais produtivos, saindo de uma produtividade média de 14 sacas por hectare para até 70 sacas. Hoje, Mato Grosso está entre os 10 maiores produtores do país. O objetivo da Seaf é fazer do Estado destaque nacional na produção do grão.

CAFÉ EM MATO GROSSO – Colniza possui cerca de 15 mil hectares de área dedicada à cafeicultura, sendo responsável por 53% de todo café produzido em Mato Grosso. O município é referência na produção do grão e no manejo de cultivares de alta performance. A expertise dos produtores tem permitido a colheita de até 65 mil sacas limpas de café ao ano, o que representa a economia de boa parte dos mais de 6,5 mil agricultores familiares do município. No ranking de produção do café, Colniza é seguida por outros 27 municípios produtores, com destaque para Juína, Nova Bandeirantes, Aripuanã e Cotriguaçu, que juntos colhem 2.241 toneladas.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana