conecte-se conosco


Cuiabá

Em quatro dias de operação de combate ao furto, Energisa encontra mais de 800 irregularidades

Publicado

em

Uma nova operação de combate ao furto de energia foi colocada em prática ao longo dessa semana na regional de Rondonópolis. Em parceria com as equipes da Polícia Militar, Civil e Perícia Técnica, a Energisa Mato Grosso buscou nas regiões de Rondonópolis, Primavera do Leste, Campo Verde e Jaciara casos de irregularidade. Com quatro dias completos de ação (06 à 09) foram encontrados nos municípios 820 procedimentos irregulares na medição, sendo destes 385 casos em clientes de médio/grande porte (fazendas, supermercados e lojas) e 9 casos com direcionamento dos responsáveis para prestação de esclarecimentos junto a Polícia Civil.

 

“A quantidade de situações irregulares são surpreendentes. A cada nova operação, os números são ainda mais preocupantes. É importante lembrar que o furto de energia é crime previsto no código penal, com pena prevista de 1 a 4 anos, além de ser muito perigosa e colocar em risco a segurança da população, aumentando o risco de incêndios, curtos circuitos e até a queima de aparelhos eletrodomésticos”, lembra Sidney Tavares, gerente de Combate a Perdas da Energisa Mato Grosso.

 

O processo irregular de ligação de energia, como a adulteração dos medidores e das instalações elétricas, traz insegurança para moradores e vizinhos, uma vez que os equipamentos – que são vistoriados em fábrica para seguir padrões de segurança -, ficam comprometidos. Além disso, esse tipo de instalação impacta no registro do consumo e prejudica a qualidade do fornecimento, ocasionando oscilações e até mesmo interrupções com maior frequência. “Temos nos estruturado cada vez mais para permanecer com essas operações continuadas buscando vistoriar e levar mais segurança para essas regiões”, complementa o gerente.

 

Mais de 200 profissionais participaram da ação e fizeram inspeções em residências, comércios, grandes empresas e fazendas. Sidney avalia as parcerias como um ponto alto da operação. “A ação conjunta com as equipes da Secretaria de Segurança Pública tem sido fundamental para o combate ao furto de energia. Também precisamos destacar a parceria da população, que tem ligado e denunciado”, pontua e completa: “Não deixe de denunciar. Temos canais abertos para isso, como o 0800 646 4196 e o aplicativo Energisa On. Você não precisará se identificar”.

 

Ao longo dos últimos três meses, quatro operações ostensivas trouxeram números alarmantes de irregularidades pelo Estado. Foram identificados 12.465 casos de irregularidades entre agosto e novembro, representando um prejuízo de R$ 4,8 milhões de reais a serem arrecadados somente via ICMS para o Estado de Mato Grosso.

Fonte: Assessoria

 

Cuiabá

Operação prende seis por conduzirem veículos embriagados

Publicado

em

A 9ª edição da Operação Lei Seca realizou 115 testes de alcoolemia neste domingo (24.03), que resultaram na prisão de seis pessoas por conduzirem veículo sob efeito de álcool. A blitz ocorreu na Rodovia MT-040, Km 05, no Bairro Altos do Parque, em Cuiabá, entre 16h e 18h.

Foram lavrados 66 Autos de Infração de Trânsito (AIT), sendo 23 por motivos diversos; 14 por dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa, conforme Art. 165 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB); três por recusa de fazer o teste, conforme Art. 165-A; e 26 por condução de veículo sem registro e licenciamento (Art. 230-V).

Durante esta edição, também foram recolhidos 13 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) e 20 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLVs), além da remoção de 33 veículos, sendo 23 carros e 10 motos.

As operações Lei Seca são coordenadas pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI-E) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e contam com a atuação da Polícia Militar (PM-MT), por meio do Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário (BPMTran); Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), por meio da Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran); Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) e Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob). Desta vez, também participaram o 9º Batalhão e a Força Tática do Comando Regional 1 da PM; e a Gerência de Operações Especiais (GOE) da PJC.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana