conecte-se conosco



Política MT

Educadores em greve iniciam protestos da semana acorrentados na sede do governo de MT

Publicado

em

Cerca de 20 profissionais da Educação da rede estadual de Mato Grosso, em greve desde 27 de maio, amanheceram nesta segunda-feira (22.07) acorrentados em frente do Palácio Paiaguás, sede do governo estadual. O objetivo foi dar um ultimato ao governador Mauro Mendes que cortou dois meses de salário e se mantém intransigente em negociar com a categoria o cumprimento da Lei 510/2013.

O direito conquistado pelos/as trabalhadores/as da educação em 2013 faz a correção do poder de compra dos salários historicamente achatados. Na época recebia o menor salário, nível médio, pago pelo executivo. A Lei 510 faz a correção anual dos valores, até 2023, e com isso conquista a equiparação salarial com as demais carreiras do executivo. “Não aceitaremos o calote”, reafirmou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), Valdeir Pereira.

A greve entra na 9ª semana e se intensificam os protestos em todo o estado. Por deliberação em Assembleia Geral, os educadores realizam pedágios e ações para arrecadar recursos para comprar cestas básicas para os/as grevistas, que se mantêm firmes na luta pelo direito, e estão sem conseguir comprar mantimentos básicos.

Na manhã desta segunda (22) outro grupo de profissionais realizam brechó da solidariedade e pedágio, na região central de Várzea Grande. Na oportunidade anunciavam pelo microfone do carro de som, o motivo de estarem no meio do canteiro central, da avenida Filinto Muller, realizando o bazar. “A truculência do governo Mauro Mendes, ao cortar salários, por estarmos reivindicando direitos, nos faz vir as ruas pedir a colaboração da população”, esclarecia o dirigente do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT), Gilmar Soares.

Para esta semana (22 a 26.07), os profissionais esperam avançar nas negociações com a mediação feita pelo Ministério Público de Mato Grosso. Na última sexta-feira (18.07), os dirigentes foram chamados pelo promotor Miguel Slhessarenko, da 8ª vara de Justiça da Cidadania de Cuiabá, para esclarecer os motivos da permanência da greve na rede estadual.

Na oportunidade foram destaque o impasse criado pelo governo, equívocos financeiros justificados pela gestão estadual, e a intransigência em aceitar até mesmo a proposta da Assembleia Legislativa, fechando possibilidades para o fim da greve. O promotor se comprometeu a estudar uma proposta para ser apreciada pela partes, até amanhã, 23.07 (terça-feira).
Assessoria

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

PDT reúne pré-candidatos em Cuiabá

Publicado

em

A direção do PDT de Cuiabá reuniu pré-candidatos a vereador do partido com o pré-candidato a prefeito e maestro, Fabrício Carvalho. O encontro ocorreu na noite desta quarta-feira (11) e serviu para debater estratégias eleitorais e de fortalecimento da legenda.

O encontro foi conduzido por Fabrício Carvalho, que é presidente do Diretório Municipal, e o deputado licenciado e secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, Allan Kardec, presidente do Diretório Estadual. É a primeira de várias reuniões que serão mantidas até a eleição de 2020.

“Temos um nome colocado para a disputa a prefeito, mas vamos valorizar as candidaturas a vereador também, principalmente visando aumentar a participação das mulheres no processo político”, afirma Allan.

Segundo Fabrício, o objetivo dos encontros é debater também o fortalecimento do PDT com os diversos segmentos da sociedade. O próximo será com a Juventude e ocorre no sábado (14).

O partido conta atualmente com um vereador por Cuiabá e quer chegar a quatro a partir de 2021. No Estado, são 81 parlamentares municipais e 6 prefeitos atualmente.
Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana