conecte-se conosco


Política MT

Dirigente do PSL protesta contra intervenção de Barbudo no diretório de Cuiabá

Publicado

em

O presidente regional do PSL, deputado federal Nelson Barbudo, decidiu intervir no diretório da sigla na capital. O deputado proibiu o atual presidente da comissão provisória do partido, o líder comunitário Emidio de Souza de se manifestar como dirigente da sigla em Cuiabá.

Souza afirma que foi proibido por Barbudo de falar em nome do partido.

Antes da intervenção em Cuiabá, o ex-deputado federal Victório Galli, destituiu o diretório de Várzea Grande e nomeou pessoas ligadas ao seu grupo para comandar o partido na cidade.

Galli, já havia anunciado que todos os diretórios do Estado sofreriam intervenção em reunião realizada em Várzea Grande no mês de fevereiro,

Os filiados alegam “traição” e dizem que levaram uma rasteira.

Revoltado, Emídio que participou da reunião em Várzea Grande e foi “barrado” por Barbudo, no último sábado (13), fez um post em sua página no facebook, pedindo que os filiados compartilhem para que chegue ao conhecimento do presidente da República, Jair Bolsonaro e do presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, os encaminhamentos dados pelos dirigentes no Estado.

 

Souza ainda alfinetou o deputado, dizendo que ninguém se elege sozinho e que o federal foi eleito devido o coeficiente eleitoral com a soma dos votos de outros filiados,  arregimentados pelo líder quilombola, que não aceitou coligação com outros partidos.

 

 

VEJA NOTA DE EMIDIO

Sou EMÍDIO DE SOUZA, um dos FUNDADORES do PSL/MT/BRASIL filiado desde 16/07/1997.

A primeira LIDERANÇA QUILOMBOLA do BRASIL a manifestar apoio à candidatura de JAIR BOLSONARO para a Presidência da República (VEJAM ESSE VÍDEO), num momento que ele estava sendo atacado como racista, fato que demonstrei não ter fundamento.

PUBLICAMENTE venho manifestar INDIGNAÇÃO, posto que, fui proibido de falar em nome do PSL/MT a partir de 13/04/2019 pelo atual Presidente Provisório Estadual NELSON BARBUDO, o Deputado Federal eleito devido ao coeficiente eleitoral com a soma dos votos que tiveram os meus companheiros filiados, a maioria arregimentados por mim, Emídio de Souza, dado ao meu conhecimento como dirigente partidário de longa data, cujo objetivo de CHAPA PURA foi de não deixar o nosso PSL servir de escada para outros Partidos.

Ninguém foi eleito sozinho, apesar da onda Bolsonaro na qual muitos surfaram, e depois de assumirem esqueceram os compromissos que almejavam o futuro crescimento partidário, entretanto, implantaram coronelismo e nepotismo no nosso PARTIDO LIBERAL, agremiação que prima pela DEMOCRACIA, numa clara violação das normas estatutárias com agressivo atentado às aspirações dos filiados e da população brasileira.

COMPARTILHEM esta postagem para chegar até o Presidente JAIR BOLSONARO e de LUCIANO BIVAR, Presidente do PSL/BRASIL, eles precisam saber como os Dirigentes do PSL/MT estão me destratando, um dos FUNDADORES do PSL/BRASIL, agindo contra as bases aqui em Mato Grosso, prejudicando o crescimento do PSL nas ELEIÇÕES MUNICIPAIS de 2020.

 

2 Comentários

2
Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Roberto César ( Zico) Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Roberto César ( Zico)
Visitante
Roberto César ( Zico)

Parabéns Emídio de Souza, nós sabemos do vosso trabalho e da sua luta. O senhor tem seus méritos.

Roberto César ( Zico)
Visitante
Roberto César ( Zico)

Parabéns Emídio de Sousa

Política MT

Misael Galvão critica projeto do Cota Zero

Publicado

em

O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, vereador Misael Galvão (PSB), participou da audiência pública sobre o projeto intitulado de “Cota Zero” realizada na noite desta quinta-feira (22) na Câmara Municipal de Santo Antônio do Leverger (30 km de Cuiabá).

A audiência pública se refere ao Projeto de Lei n°. 668/2019, que dispõe sobre a Política Estadual de Desenvolvimento Sustentável da Pesca, regula as atividades pesqueiras e dá outras providências. Na prática, a mensagem prevê a proibição do abate e transporte de peixe nos rios de Mato Grosso pelo período de cinco anos.

Misael Galvão criticou o projeto e disse que é preciso pensar nos pescadores e empresários do ramo. “Estou participando ativamente dessa discussão por Cuiabá ser uma cidade com muitas comunidades ribeirinhas. Recentemente fizemos uma audiência pública na Câmara de Cuiabá e agora estamos apoiado as outras cidades como Santo Antônio e, em breve, Cáceres”, destacou Misael.

Em tramitação na Comissão de Agropecuária, Desenvolvimento Florestal e Agrário e de Regularização Fundiária da Assembleia Legislativa, o tema está sendo amplamente debatido antes da análise em Plenário.

O encontro com pescadores e representantes do segmento no município de Santo Antônio foi solicitado pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Dudu Moreira (PSB).

Objetivo foi discutir com a sociedade local e sanar qualquer divergência entre a classe, bem como avaliar os impactos econômico e ambiental da proposta, tendo em vista que a pesca é uma das principais atividades que movimentam a economia da região.

CUIABÁ – No último dia 14, o Legislativo Cuiabano também realizou uma audiência pública para debater o assunto. Para Misael, esse debate é extremamente salutar, tendo em vista a importância da matéria, principalmente para a baixada cuiabana.
Kamila Arruda | Câmara Municipal de Cuiabá

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana