conecte-se conosco


Política MT

Debate eleitoral da TV Mais neste domingo promete ser “acalorado”

Publicado

em

Debate entre os candidatos ao Governo de Mato Grosso promovido pela TV Mais (afiliada da TV Cultura) e GW100 acontecerá neste domingo (dia 16), com início às 20 horas. Com uma estrutura diferenciada, o encontro promete discussões inflamadas entre os postulantes ao comando do Estado.
Os cinco candidatos que disputam o Governo foram convidados. São eles: o governador Pedro Taques (PSDB), que busca a reeleição; Mauro Mendes (DEM); Wellington Fagundes (PR); Artur Nogueira (Rede); e Moisés Franz (PSOL).
Serão cinco blocos com perguntas entre os candidatos, todos eles com tema livre. A ordem foi determinada por sorteio. As regras do debate foram aprovadas pelas respectivas assessorias. A finalidade da estrutura adotada é de que as discussões fluam livremente entre os participantes, evitando assim o chamado “engessamento”.
Com transmissão ao vivo pelo canal 17.1 e redes sociais, o encontro será mediado pela cientista política e socióloga Christiany Fonseca. O evento acontecerá no auditório da FECOMÉRCIO, localizado na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, nº 3.501.
No primeiro bloco, haverá a apresentação prévia dos candidatos e iniciará a primeira rodada de perguntas. No último bloco, terá a mesma estrutura de perguntas, mais o tempo para que o candidato faça suas considerações finais e encerramento. O debate terá duração de até 2 horas e 50 minutos.
Ficou definido que cada candidato poderá levar 20 convidados. Durante o debate não será permitido manifestações por parte da plateia. Cada candidato terá direito ao acesso de um assessor durante os intervalos entre os blocos.
Em todos os blocos, os tempos de pergunta, de resposta, de réplica e de tréplica serão os mesmos. Os candidatos terão 1 minuto para elaboração da pergunta. O escolhido terá 2 minutos para a resposta. A réplica e a tréplica terão 45 segundos cada um.
Fonte: Bruno Garcia- Assessoria

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Vereadores protagonizam bate-boca e baixaria na Câmara Municipal de Nobres; veja vídeo

Publicado

em

Os vereadores Joarides Lojor Ribeiro-professor Magal (PR) e Rogério Frazão Sampaio (PSB),  se envolveram em uma confusão durante sessão realizada nesta sexta-feira (14), após pedido de vistas de um projeto apresentado por Lojor.

Insatisfeito com o pedido de vistas do colega, Magal literalmente começou ofender o colega com gritos.

Joarides é conhecido pelas polêmicas na cidade e por se envolver em confusões, ele já protagonizou “barraco’ com a vereadora Zaira Valandro (PSDB), logo no inicio do mandato. Outra vereadora que o acusa de agressões verbais é a vereadora Zilmai Ferreira de Jesus (DEM), que novamente se desentendeu com o colega.

O desentendimento em plenário após o final da sessão foi registrado pelo cinegrafista do legislativo André Godoy, que conseguiu gravar apenas o começo da confusão.

No vídeo, Magal grita com Rogério e tenta intimidá-lo acusando-o de não participar nas discussões dos projetos. Sem esboçar reação ou tentativa de defesa, Rogério apenas acena e não prolonga o bate boca.

Já a vereadora Zilmai, tenta “apaziguar a situação e diz que Magal faltou com o respeito com o parlamentar.

“Ele não respeita as pessoas, nós que somos colegas, eu sou vereadora de terceiro mandato e nunca houve estas baixarias aqui na Câmara, como está havendo neste mandato”, disse.

Já longe dos holofotes e das câmeras, a briga esquentou e por pouco não acabou em vias de fato.

O ex-presidente da Câmara Beto Valandro, esposo da vereadora Zaira Valandro, também interviu. Segundo as testemunhas o clima ficou tenso nos corredores, durante a saída dos vereadores.

Outro lado

O vereador Magal se defendeu e explicou que cobrou de Rogério, participação na análise e debate dos projeto apresentados. Questionado sobre uma possível agressão física, ele se defendeu e disse que o que ocorreu foi apenas discussão, que não houve nenhum, tipo de ataque à integridade física ou moral de ninguém. O que ocorreu, segundo, o parlamentar é que o colega  integra a Comissão de Constituição, Justiça e Redação e não esteve na Câmara para conferir a minuta da propositura.

 

O vereador usou sua página no facebook para se defender.

Confira o relato de Magal na rede social:

“Quero agradecer as críticas a mim direcionadas, pois quero informar a comunidade que estou fazendo o meu papel de vereador de elaborar projetos de lei em prol aos benefícios da cidade. Apesar de ser um pouco exaltado pois quem me conhece sabe que sou assim, mais tento mudar na maneira do possível. Respeito todos os vereadores, o que acontece é que falo alto, discussões, embates acontecem na política é só acompanharem tv senado, tv câmara. Na sessão do dia 14/06 elaborei um projeto sobre a criação do Programa LEITE MATERNO É VIDA em nosso município aonde de acordo com o projeto, relata as etapas e exigências a serem seguidas para desenvolver o tal projeto. Acontece que no decorrer da semana a comissão de Legislação precisam se reunir para discutir o projeto, se vai a aprovação ou se tem que fazer alguma emenda. O meu colega vereador Rogério é presidente dessa comissão e o mesmo não deu parecer no projeto para ir em votação. E na hora na votação ele pediu visto do projeto. Depois que terminou a reunião foi então que me dirigir até o mesmo e disse a ele (um pouco alterado no qual peço perdão) que ele não veio discutir o projeto durante a semana para dar o parecer favorável. Em nenhum momento eu dirigi a fala à qualquer outro vereador/vereadora e muito menos mandei ninguém calar a boca. Então deixo aqui o meu esclarecimento e continuarei lutando pela minha comunidade e peço para o pessoal da imprensa que procurem nos ajudar colocando as nossas ações como Legisladores e expliquem o teor da matéria, o porquê da discussão. Peço desculpa pelo transtorno e não quis magoar o vereador Rogério, simplesmente queria uma explicação.”

 

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana