conecte-se conosco



Cultura

Coral UFMT volta aos palcos da capital para novas apresentações do espetáculo “Claro Canto Cuiabá”

Publicado

em

Concerto de canto coral que celebra e homenageia a cuiabania da capital mato-grossense será realizado, nos dias 19 e 20 de julho, no Teatro da UFMT.
Assessoria de Comunicação | Coral UFMT
O espetáculo que celebra e homenageia músicas, artistas, autores e compositores mato-grossenses retorna aos palcos de Cuiabá para ganhar vida nas vozes do Coral UFMT. As apresentações acontecerão nos dias 19 e 20 de julho, às 20 horas no Teatro da UFMT. A entrada será 01 livro de literatura infantil ou infantojuvenil.
Para a diretora artística e maestrina do Coral UFMT, Dorit Kolling, a retomada do projeto se deve em virtude do grande apelo da comunidade cuiabana por outras oportunidades para assistir ao show.
“Por ser um espetáculo com elementos que mistura poesia, dança e música regional, o público cuiabano se identificou facilmente com a sua cultura, e os não cuiabanos que assistiram a apresentação, se encantaram por um pedacinho do que é Cuiabá”.
Inicialmente o espetáculo foi roteirizado e dirigido cenicamente pelo músico cuiabano, hoje residente em São Paulo, Maurício Detoni. Essas novas apresentações ganharam cenas e coreografias inéditas elaboradas por Danielle Batista e Watila Fernando. A direção geral está a cargo da maestrina Dorit Kolling.
O espetáculo
O espetáculo foi pensado para retratar os mais diversos grupos que constituíram, e ainda constituem, a cidade de Cuiabá.
Estão inseridos nesse cenário os índios, o rio Cuiabá, o luar, a fala típica cuiabana, a Cuiabá bucólica, religiosa e festeira, que será cantada nos versos e canções de autores como Guerra Peixe, Vera e Zuleica, Roberto Seror e Adriângelo, Estela Ceregatti, Jaime Ribeiro, Antônio P. de Figueiredo, Maurício Detoni, Tetê Espíndola e Carlos Rennó, Zelito e Zuto, entre outros.
As poesias e poemas da capital dos seus 300 anos estará presente nos versos de Lucinda Persona, Ivens Cuiabano Scaff, Manoel de Barros, Marilza Ribeiro e Sady Folch.
Os ingressos serão trocados por 01 livro de literatura e serão destinados ao Projeto Inclusão Literária. A troca ocorrerá dos dias 15 a 18 de julho, das 14 às 19h30 no Coral UFMT e nos dias dos espetáculos (19 e 20/07) na bilheteria do teatro, a partir das 18h.
O concerto é uma realização da UFMT/PROCEV, Agenda Tricentenária e Coral UFMT, com apoio cultural da Bellsom Iluminação e Sonorização.
Serviço
Coral UFMT apresenta “Claro Canto Cuiabá”
Quando: 19 e 20 de julho de 2019
Horário: 20h
Onde: Teatro UFMT
Entrada: 01 livro de literatura infantil ou infantojuvenil
Trocas dos ingressos: de 15 a 18/07 (segunda a quinta-feira), das 14h às 19h30 na sala do Coral UFMT (próximo ao Centro Cultural); dias 19 e 20/07, dias do espetáculo, a partir das 18h na bilheteria do Teatro UFMT.
Informações: (65) 3615-8307 e ou pela página Facebook (fb.com/coralufmt) e Instagram (instagram.com/coralufmt).
Fonte: Assessoria

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cultura

Prefeita Lucimar Sacre sanciona Lei que cria o dia do Mestre de Cultura em Várzea Grande

Publicado

em

Projeto de Lei de iniciativa do vereador Ícaro Reveles (PDT) foi sancionada pela prefeita Lucimar Sacre de Campos criando a Lei Raul Fortunato que institui em Várzea Grande o dia do Mestre de Cultura como forma de preservar a memória dos fazedores de cultura da cidade.

O dia do Mestre de Cultura será comemorado todo dia 12 de setembro

Quem se enquadra no título de Mestre?

Entende-se por “Mestre e Mestra da Cultura Popular” a pessoa física detentora de saberes da cultura popular que tenha notório conhecimento, longa permanência na atividade e que seja reconhecida, por sua própria comunidade, como referência na transmissão de saberes, celebrações e/ou formas de expressões da tradição popular.

São exemplos de áreas de atuação dos Mestres e Mestras: artes da cura; medicina popular; manejo, plantio e coleta de recursos naturais; culinária tradicional; jogos e brincadeiras; contação de histórias e outras narrativas orais; poesia e literatura popular; músicas, cantos e danças; rituais; festejos e celebrações; artes e artesanato; ofícios, saberes; técnicas ou “modos de fazer”.

 

 

Por  Gastão Marques Filho

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana