conecte-se conosco


Interior

Continua suspensa licitação para coleta de resíduos da saúde pública de Poconé

Publicado

em

Continua suspenso o Pregão Presencial nº 007/2018 da Prefeitura de Poconé, que tem por objeto a contratação de serviço especializado de operação e manutenção das atividades de coleta, transporte, armazenamento, tratamento e destinação final de resíduos das unidades de saúde pública do município. Na sessão plenária desta terça-feira (09/10), o Tribunal de Contas de Mato Grosso homologou medida cautelar concedida pelo conselheiro interino João Batista Camargo, em Representação de Natureza Externa proposta por uma das empresas participantes, em razão de supostas irregularidades no processo licitatório.

A RNE (Processo nº 187372/2018) foi proposta pela empresa Máxima Ambiental Serviços Gerais e Participações Ltda – EPP em desfavor do prefeito de Poconé, Atail Marques do Amaral, e do pregoeiro municipal, Erasmo Paulo de Lima, por possíveis irregularidades no Pregão Presencial nº 007/2018. Entre elas ausência do edital no site da Prefeitura, divergência de informações no edital e seus anexos, falta de exigência no edital de qualificações técnicas das empresas interessadas, ausência de exigência de demonstrações contábeis de 2017, falta de informações sobre subcontratação dos serviços licitados e, por fim, o pregoeiro deixou de apreciar pedido de impugnação de uma das concorrentes.

Apesar da homologação do certame, o conselheiro relator entendeu ser necessária a paralisação dos seus efeitos. “Isso porque os riscos da continuidade da contratação se apresentam mais relevantes do que a realização da licitação, uma vez que o edital demonstrou vícios e ilegalidades que podem ensejar prejuízos à Administração Pública e danos ao erário. Ademais, o pagamento pela execução do contrato derivado de licitação realizada com fortes indícios de mácula poderá ocorrer em breve, antes do término da apreciação da representação, o que indica a possibilidade de o ato causar danos de difícil reparação aos cofres públicos”, justificou o relator. O certame continuará suspenso até o julgamento do mérito da RNE.

Comentários Facebook

Interior

Vendaval derruba estrutura e cancela feira em Livramento

Publicado

em

A Prefeitura de Nossa Senhora do Livramento/MT, comunica o cancelamento da Feira É de Livramento marcada para acontecer hoje e amanhã (15 e 16/12), a partir das 18 horas, na Praça Portal do Pantanal, entrada da cidade de livramentense.

Um vendaval de grandes proporções mandou ao chão toda estrutura preparada para a realização do evento, como tendas e balcões, ficando apenas barras de ferro retorcidas. Até poste de iluminação pública terminou caindo. Felizmente, ninguém se feriu.

Desolado, o secretário municipal de Cultura e Turismo José Eugênio Maciel conta que, “o vendaval foi muito rápido e forte, e acabou derrubando e entortando a estrutura preparada, chegando a cair em cima de dois carros, e que a chuva também acabou molhando tudo, mas ninguém se machucou, graças a Deus”, salienta.

Eugênio conta que tudo estava na mais perfeita ordem, inclusive, como o laudo pericial do Corpo de Bombeiros aprovado. “Pela manhã o Corpo de Bombeiro esteve aqui e aprovou tudo. O céu estava limpo e com um sol de rachar até por volta das 15 horas quando aconteceu o vendaval e acabou com tudo”, acrescentou.

O prefeito da cidade Silmar de Souza esteve a pouco no local e disse lamentar pelo ocorrido, mas lembrou que por conta do fato ter ocorrido antes do inicio do evento, “certamente evitou danos maiores. Imagina como seria o pavor das pessoas se esse vendaval ocorresse durante a feira, ou mesmo durante os shows regionais que estavam marcados. Seria muito assustador, com toda certeza, e muitos poderiam sair feridos”, destacou Souza.

Fonte: Elizeu Silva-Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana