conecte-se conosco



Sem categoria

Com queda de torre de energia, rodovia no Ceará permanece interditada

Publicado

em

O Anel Rodoviário de Fortaleza permanece interditado por causa da queda de uma torre de transmissão de energia após ataque criminoso que explodiu uma bomba na base de apoio da estrutura, informou a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O trecho interditado, onde a fiação de alta tensão caiu sobre a pista, fica no quilômetro 423 da BR-020, perto da Cerbras, no município de Maracanaú, na região metropolitana de Fortaleza. Equipes da PRF estão no local.

A PRF orienta os motoristas a evitarem o trecho entre a BR-116 e a rotatória da Ceasa. Equipes de técnicos da Chesf e da Enel Distribuição Ceará ainda trabalham no local. Não há previsão para conclusão dos trabalhos, e, consequentemente, a liberação da rodovia.

prf_torre_derrubada_no_ceara_1
Rodovia é interditada no Ceará após queda de torre de energia alvo de ataque criminoso – PRF/Divulgação

A Polícia Militar do Ceará informou que os ataques a torre de transmissão de energia e a uma concessionária de veículos ocorreram na madrugada deste sábado (12). O estado entrou no 11º dia seguido de ataques atribuídos a facções criminosas.

De acordo com a PM, a torre de transmissão teve a base explodida na cidade de Maracanaú, região metropolitana de Fortaleza, e caiu. Em função do ataque, moradores relataram queda de energia nas regiões próximas. Na capital cearense, por volta das 5h, uma explosão atingiu o pátio de uma concessionária e danificou veículos que estavam expostos para venda.

Torre, Crimes, Fortaleza, Ceará
Torre de transmissão de energia cai no Ceará após ataque criminoso – Paulo Whitaker/Reuters/Direitos reservados

Segundo a Secretaria de Segurança do Ceará, 319 pessoas foram presas até o momento. Todas elas autuadas em flagrante por participação nos atos criminosos registrados no estado desde o dia 2 de janeiro.

Sem categoria

Polícia Civil cumpre cinco mandados e apura fraudes no abastecimento de veículos da prefeitura de Poconé

Publicado

em

Cinco  mandados de busca e apreensão são cumpridos na manhã desta quinta-feira (13), pela Polícia Civil, na operação denominada “Ouro Negro”, deflagrada pela em  investigações da Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz), que apuram fraudes no abastecimentos da frota de veículos da Prefeitura de Poconé (104 km ao Sul).

Quatro buscas são realizadas na Prefeitura de Poconé (104 km ao Sul), e 1 mandado na cidade de Uberlândia (MG), em uma empresa.

A ação, inserida no inquérito policial 098/2018, apura fraude, praticada entre os anos de 2017 e 2018,  no sistema de gerenciamento de abastecimento da frota municipal, com inserção de dados falsos, por meio de registros de abastecimentos fictícios dos veículos (não efetivamente realizados), em total desconformidade com a média de consumo (km rodado).

A investigação aponta que os veículos apresentavam quantidade superior a capacidade do tanque de combustível e até mesmo com combustível diferente do utilizado pelos carros oficiais.

Conforme o delegado da Defaz, Sylvio do Vale Ferreira Junior, a fraude tem a participação de funcionários públicos municipais, do proprietário e dos funcionários do posto de combustível credenciado e da empresa Trivale, responsável por gerenciar os abastecimentos da frota municipal de Poconé.

A operação busca apreender documentos e computadores que possam comprovar indícios de crimes contra a administração pública, peculato e organização criminosa contra a Prefeitura de Poconé.

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana