conecte-se conosco


Política MT

Com possível desistência de Botelho, Hazama, Zaeli,Curvo, Rodrigo e Fabinho surgem como alternativas ao Paço Couto Magalhães

Publicado

em

Com uma possível desistência do deputado Eduardo Botelho (DEM), em disputar a prefeitura de Várzea Grande para lançar candidatura em Cuiabá, as articulações para a sucessão da prefeita Lucimar Campos (DEM), foram intensificadas nos bastidores.

Três vereadores correm para ganhar auxilio da família Campos e garantir apoio na disputa pelo Paço Municipal.

Rodrigo Coelho (PTB), Fábio Tardin (DEM) e Chico Curvo, já iniciaram as costuras com grupos políticos, para emplacar uma candidatura majoritária e buscam apoio dos colegas.

Rodrigo já não esconde de ninguém sua empolgação e já traçou metas para desenvolver a estrutura de campanha.

Por outro lado, Chico Curvo que deve lançar o irmão Moacir Curvo, corre por fora para massificar seu nome e ganha musculatura eleitoral.

Já o presidente da Câmara Municipal, Fábio Tardin, o Fabinho consolida seu trabalho à frente do legislativo, contratou uma equipe para cuidar tanto de sua imagem, como da imagem da Câmara.

Nos bastidores comenta-se que Coelho já tem apoio de inúmeros empresários que endossaram o nome de Rodrigo, pelo perfil atuante do petebista.

Chico Curvo busca convencer os vereadores, que sua candidatura é a ideal e Fabinho já trabalha de forma diferenciada, tentando conquistar vários públicos, por meio de redes sociais, reuniões e forte atuação no parlamento.

Apenas o vice-prefeito, teria hoje o apoio de Lucimar e Jaime Campos, para disputar a prefeitura em 2020. Hazama tem autonomia como vice e atua diretamente no Grande Cristo Rei, ventila-se que ele seria o escolhido da prefeita e do esposo senador.

O secretário de Educação Silvio Fidelis, que fez uma verdadeira revolução da educação do município é isto confere confiança, credibilidade a sua carreira política.

 

Por fora, o ex-prefeito Tião da Zaeli estaria costurando reforço da classe empresarial, caso consiga reverter as pendências judiciais e o registro de candidatura, Tião pode ser o candidato do PSDB. Do ex-governador Pedro Taques.

Fonte: Elisângela Neponuceno-MT de Fato

1 comentário

1
Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Celia Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Celia
Visitante
Celia

Nossa e cada opcao! Misericordia.agora gostaria que o jrnal explicasse qual foi a revilucao de fidelis? Verbas federais, cerca de 80% das escolas caindo aos pedacos,pagam o pior salario da baixada.so pq Lulu inaugurou meia duzia de Cemeis quero vet manter a qulidade.

Política MT

Governo antecipa pagamento de julho e folha suplementar será paga na terça-feira (27)

Publicado

em

O Governo do Estado recebeu a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) nesta quarta-feira (21.08), no Palácio Paiaguás, para equalizar as questões referentes ao pagamento do ponto que havia sido cortado durante o período de paralisação dos servidores. Uma folha suplementar será paga na próxima terça-feira (27.08), com os valores dos meses de maio, junho e julho.

Inicialmente, o acordo para o encerramento da greve previa o pagamento dos pontos de maio e junho, no dia 20 de agosto, e dos meses de julho e agosto, no dia 10 de setembro. Com uma readequação, foi possível a quitação de todos os meses de ponto cortado já na última terça-feira (20.08).

No entanto, 138 escolas não cumpriram o prazo de envio – que era até o dia 12 de agosto – da documentação dos funcionários que retornaram da paralisação, assumindo o compromisso de reposição das aulas perdidas com a greve, e cerca de cinco mil servidores ficaram de fora do pagamento do dia 20.

“A Secretaria de Educação tomou conhecimento da questão e já deu início ao levantamento e diagnóstico daqueles que ficaram sem receber. Até quinta-feira (22.08) este levantamento estará finalizado e encaminhado para a elaboração da folha, que será quitada no dia 27”, explicou a secretária de Educação, Marioneide Kliemaschewsk.

“É muito importante frisar que nos adiantamos ao acordo e todos os dias de ponto cortado estão sendo quitados nesta folha suplementar, com 20 dias de antecipação. Os salários de agosto serão pagos dentro da folha, normalmente, no dia 10 de setembro”, completou a gestora.

Durante a reunião com o Sintep, o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, pontuou a necessidade de Governo e servidores unirem esforços em prol do Estado. De acordo com ele, somente com o engajamento de todos será possível fazer com que Mato Grosso volte a se desenvolver.

“Precisamos virar essa página e contamos com a ajuda de todos os servidores para reconstruir o Estado. Queremos uma educação melhor, assim como saúde, segurança pública e todos os serviços oferecidos à população. Não tem como um governo ter sucesso se não estiver junto com os servidores e acredito que, com o engajamento de todos, iremos fazer a diferença”, declarou Carvalho.

O presidente do Sintep, Valdeir Pereira, disse que a reunião foi positiva no sentido de aparar arestas e dirimir questionamentos a respeito dos pagamentos dos servidores da Educação.

“Viemos para checar as informações e peço que o Governo mantenha sempre o diálogo aberto com a categoria e com os servidores da forma como está fazendo”, afirmou Pereira, no que foi prontamente ratificado pelo chefe da Casa Civil.

Também participou da reunião o secretário de Planejamento e Gestão, Basílio Bezerra.

Fotos: Christiano Antonucci

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana