conecte-se conosco


Interior

Chapada recebe Festival de Blues no mês de novembro.

Publicado

em

Geodésica in Blues Festival 3ª Edição é uma semente que foi plantada no terreno fértil e etílico do Sítio monjolinho, localizado no Vale da Bêncão, município de Chapada dos Guimarães, centro geodésico da América do Sul.
Batizado com o homônimo da cachaça artesanal, orgânica, produzida dentro da propriedade, durante uma conversa entusiasmada sobre blues, eventos, amigos e alguns shots do néctar local, eis que a ideia começa a ser desenvolvida.

Inicialmente em pequena escala, para poucos apreciadores, começa a ser produzido ali, no mesmo local onde a Cachaça Geodésica é fabricada, um evento de blues, intimista, e com aquele sabor musical apurado, com todo o cuidado na produção, e com o resultado que não poderia ser outro: sabor de “mais uma dose”.

O evento então começa a sair além das porteiras do sítio, e oferece uma versão um pouco maior, para mais pessoas apreciarem e curtirem o que o blues tem a oferecer, e, na segunda edição o guitarrista Fábio Brum, já reconhecido no cenário do blues do centro-oeste e atuando em São Paulo com grandes nomes do blues, aceita o convite, vem até a Chapada, faz um show ao lado de outras atrações locais (Brand Blues e Alligators Blues Band). Mais uma vez a Cachaça Geodésica brindou com sabor e qualidade a todos os presentes com o melhor do blues, desta vez no centro da cidade no Espaço Pomodori.

Agora, a semente que foi plantada, começa a germinar, e pretende dar bons frutos. Sendo semeada com um pouco daquilo que temos de melhor no blues local, regional e nacional.
Uma versão totalmente aberta ao público, para que mais pessoas, cada vez mais possam apreciar e saborear o que o blues tem para oferecer em emoção e qualidade musical.

A 3ª edição traz os artistas Renato Mendes & Rick Bérgamo (MS), Décio Caetano (PR), que dispensam apresentações pelo tamanho de suas representatividades ao cenário do blues nacional. São mais de 20 anos de carreira, muita bagagem e muitos caminhos percorridos até chegarem ao nosso destino em Chapada dos Guimarães, pra trazer aquilo que sabem fazer de melhor pelo mundo a fora.
Somando ainda para enriquecer o festival, os nomes do blues local que já são conhecidos: Allan Regis & Mississipi Jr., Stone Flower Blues, e a grande revelação do blues cuiabano SilverGuy

Além disso, ainda haverá uma apresentação surpresa, que fará uma homenagem à um grande nome do blues nacional. Inciando assim nesta edição: o homenageado do evento, que terá seu nome lembrado durante toda a programação e cerimonial do Festival.

Assim, aquela semente que foi plantada no solo fértil da plantação de cana-de-açucar, onde é fabricado o néctar chamado Cachaça Geodésica, começa a dar resultado também no blues do Mato Grosso. Geodésica in Blues Festival, pretende fazer parte do calendário oficial de eventos do município de Chapada dos Guimarães, e, tem como objetivo maior entrar para o Circuito Nacional de Blues, assim quem sabe, se tornar um evento internacional.

Esta é a historia até o momento… vamos desfrutando deste sabor, apreciando esta emoção.

Comentários Facebook

Interior

Vendaval derruba estrutura e cancela feira em Livramento

Publicado

em

A Prefeitura de Nossa Senhora do Livramento/MT, comunica o cancelamento da Feira É de Livramento marcada para acontecer hoje e amanhã (15 e 16/12), a partir das 18 horas, na Praça Portal do Pantanal, entrada da cidade de livramentense.

Um vendaval de grandes proporções mandou ao chão toda estrutura preparada para a realização do evento, como tendas e balcões, ficando apenas barras de ferro retorcidas. Até poste de iluminação pública terminou caindo. Felizmente, ninguém se feriu.

Desolado, o secretário municipal de Cultura e Turismo José Eugênio Maciel conta que, “o vendaval foi muito rápido e forte, e acabou derrubando e entortando a estrutura preparada, chegando a cair em cima de dois carros, e que a chuva também acabou molhando tudo, mas ninguém se machucou, graças a Deus”, salienta.

Eugênio conta que tudo estava na mais perfeita ordem, inclusive, como o laudo pericial do Corpo de Bombeiros aprovado. “Pela manhã o Corpo de Bombeiro esteve aqui e aprovou tudo. O céu estava limpo e com um sol de rachar até por volta das 15 horas quando aconteceu o vendaval e acabou com tudo”, acrescentou.

O prefeito da cidade Silmar de Souza esteve a pouco no local e disse lamentar pelo ocorrido, mas lembrou que por conta do fato ter ocorrido antes do inicio do evento, “certamente evitou danos maiores. Imagina como seria o pavor das pessoas se esse vendaval ocorresse durante a feira, ou mesmo durante os shows regionais que estavam marcados. Seria muito assustador, com toda certeza, e muitos poderiam sair feridos”, destacou Souza.

Fonte: Elizeu Silva-Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana