conecte-se conosco



Interior

Chapada recebe Festival de Blues no mês de novembro.

Publicado

em

Geodésica in Blues Festival 3ª Edição é uma semente que foi plantada no terreno fértil e etílico do Sítio monjolinho, localizado no Vale da Bêncão, município de Chapada dos Guimarães, centro geodésico da América do Sul.
Batizado com o homônimo da cachaça artesanal, orgânica, produzida dentro da propriedade, durante uma conversa entusiasmada sobre blues, eventos, amigos e alguns shots do néctar local, eis que a ideia começa a ser desenvolvida.

Inicialmente em pequena escala, para poucos apreciadores, começa a ser produzido ali, no mesmo local onde a Cachaça Geodésica é fabricada, um evento de blues, intimista, e com aquele sabor musical apurado, com todo o cuidado na produção, e com o resultado que não poderia ser outro: sabor de “mais uma dose”.

O evento então começa a sair além das porteiras do sítio, e oferece uma versão um pouco maior, para mais pessoas apreciarem e curtirem o que o blues tem a oferecer, e, na segunda edição o guitarrista Fábio Brum, já reconhecido no cenário do blues do centro-oeste e atuando em São Paulo com grandes nomes do blues, aceita o convite, vem até a Chapada, faz um show ao lado de outras atrações locais (Brand Blues e Alligators Blues Band). Mais uma vez a Cachaça Geodésica brindou com sabor e qualidade a todos os presentes com o melhor do blues, desta vez no centro da cidade no Espaço Pomodori.

Agora, a semente que foi plantada, começa a germinar, e pretende dar bons frutos. Sendo semeada com um pouco daquilo que temos de melhor no blues local, regional e nacional.
Uma versão totalmente aberta ao público, para que mais pessoas, cada vez mais possam apreciar e saborear o que o blues tem para oferecer em emoção e qualidade musical.

A 3ª edição traz os artistas Renato Mendes & Rick Bérgamo (MS), Décio Caetano (PR), que dispensam apresentações pelo tamanho de suas representatividades ao cenário do blues nacional. São mais de 20 anos de carreira, muita bagagem e muitos caminhos percorridos até chegarem ao nosso destino em Chapada dos Guimarães, pra trazer aquilo que sabem fazer de melhor pelo mundo a fora.
Somando ainda para enriquecer o festival, os nomes do blues local que já são conhecidos: Allan Regis & Mississipi Jr., Stone Flower Blues, e a grande revelação do blues cuiabano SilverGuy

Além disso, ainda haverá uma apresentação surpresa, que fará uma homenagem à um grande nome do blues nacional. Inciando assim nesta edição: o homenageado do evento, que terá seu nome lembrado durante toda a programação e cerimonial do Festival.

Assim, aquela semente que foi plantada no solo fértil da plantação de cana-de-açucar, onde é fabricado o néctar chamado Cachaça Geodésica, começa a dar resultado também no blues do Mato Grosso. Geodésica in Blues Festival, pretende fazer parte do calendário oficial de eventos do município de Chapada dos Guimarães, e, tem como objetivo maior entrar para o Circuito Nacional de Blues, assim quem sabe, se tornar um evento internacional.

Esta é a historia até o momento… vamos desfrutando deste sabor, apreciando esta emoção.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Interior

Vereadores vão a Brasília em busca de 600 casas populares para Sorriso

Publicado

em

Com o intuito de suprir a demanda habitacional do município de Sorriso, os vereadores Damiani na TV (PSC) e Mauricio Gomes (PSB), cumprem agenda na tarde desta terça-feira (25.06), em Brasília, junto à Secretaria Nacional de Habitação, no Ministério de Desenvolvimento Regional.

A intenção dos parlamentares é conseguir a liberação de 600 unidades habitacionais, do Programa Minha Casa Minha Vida, para Sorriso. Ambos são autores do Requerimento nº165/2019 que solicita a destinação.

De acordo com Damiani, no município de Sorriso há diversas famílias de baixíssima e baixa renda, em situação de vulnerabilidade social, que não foram contempladas com o Projeto Minha Casa Minha Vida e não possuem condições para adquirir a casa própria, nem tampouco para arcar com pagamento de aluguel.

“Queremos que essas famílias também sejam beneficiadas com moradia digna, pois a falta de um lugar para morar e as precárias condições de moradia exigem que o Estado desenvolva ações para solucionar este problema. O município de Sorriso possui atualmente a infraestrutura necessária para ser contemplado com a destinação dessa quantidade de moradias requeridas. Essa condição é imprescindível para que os convênios sejam firmados com o governo federal e é isso que vamos levar ao secretário nacional de habitação”, finaliza o parlamentar.

Também assinam o requerimento que pede a construção de casas populares os vereadores Claudio Oliveira (PR), Professora Silvana (PTB), Bruno Delgado (PMB), Fábio Gavasso (PSB), Elisa Abrahão (PRP), Nereu Bresolin (DEM), Dirceu Zanatta (MDB), Toco Baggio (PSDB).

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana