conecte-se conosco



Polícia

Casal é preso suspeito de dar cheques sem fundo na compra de gado

Publicado

em

Um casal foi preso nesta quinta-feira (7) em Guarantã do Norte, a 721 km de Cuiabá, suspeito de aplicar golpes na compra de gado. Evandro Teodoro de Andrade Filho de 52 anos e Marcela Cristina Santana de 38 anos são suspeitos de comprar cerca de 500 bovinos e fazer o pagamento de mais de R$ 2 milhões e usar cheques sem fundo

De acordo com a Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (Derf), as investigações apontaram que Evandro ganhava a confiança dos produtores da região e após negociava a compra de gado. O suspeito chegou a comprar cerca de 500 cabeças de gado em diversas propriedades da região do Araguaia, incluindo municípios de Goiás.
Evandro pagava os produtores com cheques pré-datados para 30 e 60 dias, que eram emitidos por Marcela. Os animais já eram entregues no ato do negócio. O produtor rural já emitia os documentos e a nota fiscal e entregava ao suspeito.

No documento era registrado que os bovinos seriam transportados para propriedades rurais arrendadas pelos suspeitos. As propriedades eram localizadas nos municípios de General Carneiro, Pontal do Araguaia, Torixoréu, no estado e também em Baliza e Piranhas no estado de Goiás

Por G1

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

Operação cumpre 16 mandados suspeitos de roubos a propriedades agrícolas

Publicado

em

Uma operação da Polícia Judiciária Civil, com apoio do Ministério Público Estadual e forças de segurança do estado, foi deflagrada nesta segunda-feira (11.11) para cumprimento de mandados de prisões e de buscas e apreensões contra suspeitos envolvidos em roubos a propriedades rurais, com foco especial na subtração de veículos e insumos agrícolas, em cidades de Mato Grosso. A operação Camuflagem II, coordenada pela Polícia Civil de Sorriso, teve mandados cumpridos nos municípios de Sorriso, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, São José do Rio Claro, Sinop, Paranatinga e Cuiabá.

A operação é resultado da atuação integrada do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) de Sorriso, Polícia Militar, Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCCO) da Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Ciopaer.

Nove pessoas tiveram mandados de prisão preventiva cumpridos, deferidos pela Comarca da Justiça de Sorriso.

Foram apreendidos materiais utilizados pelo grupo criminoso, como armamento, munições, roupas camufladas semelhantes às usadas pelas forças armadas e equipamentos de vigilância para praticar roubos a propriedades agrícolas. Também foram apreendidos defensivos agrícolas, computadores e diversas anotações.

De acordo com o delegado André Eduardo Ribeiro, que coordena a operação, foram cumpridos 16 mandados de prisões e de buscas, sendo a maioria deles em Sorriso. “O grupo criminoso utilizava-se desses equipamentos apreendidos, roupas camufladas, para facilitar a movimentação e praticar os roubos nas fazendas, especialmente de camionetes e defensivos agrícolas”.

O material apreendido ainda será contabilizado pela Polícia Civil.

Todos os presos na operação serão encaminhados à audiência de custódia e permanecerão à disposição da justiça.

Redação

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana