conecte-se conosco


Política MT

Botelho e Janaína de olho na presidência

Publicado

em

Passado o processo eleitoral, os deputados estaduais eleitos já passam a se articular para a disputa da Mesa Diretora que ocorre em fevereiro do ano que vem, logo após a posse.

Enquanto o atual presidente, Eduardo Botelho (DEM) e o primeiro-secretário Guilherme Maluf (PSDB) lutam para manter a mesma composição para os próximos dois anos da nova legislatura, a deputada estadual Janaína Riva (MDB), parlamentar mais votada no pleito deste ano, corre por fora para tentar viabilizar o seu nome para a disputa.

Outra via que também não pode ser descartada é o surgimento de uma chapa formada pelos parlamentares novatos. Dos 24 deputados estaduais eleitos, 14 tomarão posse para exercer o seu primeiro mandato de parlamentar estadual em 1º de fevereiro de 2019.

A fim de evitar que os novatos se unam e encabecem um projeto independente, os veteranos interessados na Mesa já tentam buscar o apoio deles.

A intenção de Botelho e Maluf é garantir que a atual Mesa seja reeleita com a mesma formação. Nesta semana, os parlamentares já se encontraram com alguns novatos para tratar do assunto.

Além deles ainda fazem parte da diretoria os deputados estaduais Max Russi (PSB), Gilmar Fabris (PSD) e Ondanir Bortolini (PSD), o Nininho.

Destes o único que ainda não garantiu a sua vaga na próxima legislatura é Fabris, tendo em vista que seus votos estão congelados por conta do processo envolvendo o registro de sua candidatura.

Botelho reconhece que poderá enfrentar dificuldades em emplacar o seu projeto, mas afirma que se sente credenciado para permanecer à frente do Parlamento Estadual.

“Credenciado eu me sinto, mas não sei ainda. Preciso ver essa avaliação junto aos que reelegeram e depois com os novos, que estão do lado de fora com a visão que ele tem do presidente da AL”, disse.

Dos 20 deputados que disputaram a reeleição, apenas 10 conseguiram garantir a sua permanência na Casa de Leis. Além dos já citados, também foram reeleitos Sebastião Rezende (PSC), Dilmar Dal Bosco (DEM), Allan Kardec (PDT), Valdir Barranco (PT) e Wilson Santos (PSDB).

Já os novatos são Delegado Claudinei (PSL), Lúdio Cabral (PT), Elizeu Nascimento (DC), Valmir Moretto (PRB), Faissal (PV), Thiago Silva (MDB), Dr. João (MDB), Ulysses Moraes (DC), Dr. Eugênio (PSB), Dr. Gimenez (PV), Silvio Favero (PSL), Paulo Araújo (PP), João Batista do Sindispen (PROS) e Xuxu Dal Molin (PSC).

“Vamos discutir. Mas estou começando a conversar. Vários deputados que ganharam, eu não conhecia. É uma conversa muito longa. A eleição da mesa ainda está muito longe. Precisa ter muita calma, muito chazinho, muita conversa. O negócio é uma corrida de longa duração”, avaliou Botelho.

A deputada Janaína também acredita que esta credenciada para a disputa, tendo em vista que foi a parlamentar mais votada com 51.546 votos. Ela afirma que não descarta a possibilidade, mas garante que irá tratar sobre isso com muita cautela.

“É natural que como deputada mais votada do estado eu pense sim na Mesa Diretora, em ser presidente ou primeira-secretaria. Seria uma experiência

Passado o processo eleitoral, os deputados estaduais eleitos já passam a se articular para a disputa da Mesa Diretora que ocorre em fevereiro do ano que vem, logo após a posse.

Enquanto o atual presidente, Eduardo Botelho (DEM) e o primeiro-secretário Guilherme Maluf (PSDB) lutam para manter a mesma composição para os próximos dois anos da nova legislatura, a deputada estadual Janaína Riva (MDB), parlamentar mais votada no pleito deste ano, corre por fora para tentar viabilizar o seu nome para a disputa.

Outra via que também não pode ser descartada é o surgimento de uma chapa formada pelos parlamentares novatos. Dos 24 deputados estaduais eleitos, 14 tomarão posse para exercer o seu primeiro mandato de parlamentar estadual em 1º de fevereiro de 2019.

A fim de evitar que os novatos se unam e encabecem um projeto independente, os veteranos interessados na Mesa já tentam buscar o apoio deles.

A intenção de Botelho e Maluf é garantir que a atual Mesa seja reeleita com a mesma formação. Nesta semana, os parlamentares já se encontraram com alguns novatos para tratar do assunto.

Além deles ainda fazem parte da diretoria os deputados estaduais Max Russi (PSB), Gilmar Fabris (PSD) e Ondanir Bortolini (PSD), o Nininho.

Destes o único que ainda não garantiu a sua vaga na próxima legislatura é Fabris, tendo em vista que seus votos estão congelados por conta do processo envolvendo o registro de sua candidatura.

Botelho reconhece que poderá enfrentar dificuldades em emplacar o seu projeto, mas afirma que se sente credenciado para permanecer à frente do Parlamento Estadual.

“Credenciado eu me sinto, mas não sei ainda. Preciso ver essa avaliação junto aos que reelegeram e depois com os novos, que estão do lado de fora com a visão que ele tem do presidente da AL”, disse.

Dos 20 deputados que disputaram a reeleição, apenas 10 conseguiram garantir a sua permanência na Casa de Leis. Além dos já citados, também foram reeleitos Sebastião Rezende (PSC), Dilmar Dal Bosco (DEM), Allan Kardec (PDT), Valdir Barranco (PT) e Wilson Santos (PSDB).

Já os novatos são Delegado Claudinei (PSL), Lúdio Cabral (PT), Elizeu Nascimento (DC), Valmir Moretto (PRB), Faissal (PV), Thiago Silva (MDB), Dr. João (MDB), Ulysses Moraes (DC), Dr. Eugênio (PSB), Dr. Gimenez (PV), Silvio Favero (PSL), Paulo Araújo (PP), João Batista do Sindispen (PROS) e Xuxu Dal Molin (PSC).

“Vamos discutir. Mas estou começando a conversar. Vários deputados que ganharam, eu não conhecia. É uma conversa muito longa. A eleição da mesa ainda está muito longe. Precisa ter muita calma, muito chazinho, muita conversa. O negócio é uma corrida de longa duração”, avaliou Botelho.

A deputada Janaína também acredita que esta credenciada para a disputa, tendo em vista que foi a parlamentar mais votada com 51.546 votos. Ela afirma que não descarta a possibilidade, mas garante que irá tratar sobre isso com muita cautela.

“É natural que como deputada mais votada do estado eu pense sim na Mesa Diretora, em ser presidente ou primeira-secretaria. Seria uma experiência nova. Agora com mais experiência, integrante do partido que fez a maior bancada da Assembleia, o MDB que elegeu três deputados estaduais, unindo com outros deputados que já caminharam comigo na legislatura passada, acho que me credencia sim para a disputa, mas com muita cautela. Acho que isso parte muito mais do grupo do que de mim, não tem como ser candidata de si mesma”, finalizou.

Fonte: Diário de Cuiabá

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Vereador critica opositores e apresenta projetos realizados em apenas dois anos de mandato

Publicado

em

O vereador Gidalti Ferreira de Jesus, o Gida (PP), usou a tribuna da Câmara Municipal de Nobres, durante a sessão ordinária desta sexta-feira (15), para fazer um balanço de sua ações ao longo dos dois primeiros anos de mandato e mandou um recado direto aos críticos e opositores de plantão.

Com inúmeros serviços realizados durante os dois anos do mandato, o vereador disse que inicia  terceiro ano do primeiro mandato, agradecendo a Deus por ter concedido o privilégio de chegar até onde está. Utilizando um versículo bíblico, ele parafraseou o profeta Samuel e repetiu : “Até aqui o senhor me sustentou”.

Ferreira agradeceu a família, pelo apoio, aos amigos e parceiros e ao prefeito Leocir Hanel, que segundo ele, tem lutado arduamente para melhorar a qualidade de vida da população.

“Chego aqui, neste momento, mas não chego de mãos vazias, e isto muito me orgulha, tive ao longo dos dois primeiros anos, um grande amigo, companheiro, o ex-deputado federal Ezequiel Fonseca, que não mediu esforços para destinar emendas para nossa cidade”.

Lembrou da infância e dos avanços tanto na cidade, como na zona rural.

“Nasci e cresci na comunidade sela dourada, na zona rural do município,  e nunca uma autoridade havia olhado para aquele local com carinho, em dois anos, conseguimos garantir patrulha mecanizada, água tratada, com a estação de tratamento, temos na associação hoje, curso de línguas, com uma professora de inglês do IFMT”, relatou.

Sem vender “ilusões” e promessas para um futuro que há de vir,  Gida apresentou projetos concretos que já foram executados nos dois anos de seu mandato.

Ele reforçou que  ao lado do prefeito, com respaldo incondicional do secretário de turismo Daniel Martins, a comunidade em breve terá mais 16 novos atrativos abertos que fomentarão a geração de emprego e renda, todos regularizados, devidamente registrados, com a excelente consultoria do Sebrae.

“Isto sim é mudança, isto sim é realização e me sinto realizado, como cidadão e muito mais como vereador. Não esquecemos de comunidades como o assentamento Bonanza, onde também conseguimos implantar  a Salta z , que abastece as casas com água tratada, um sonho antigo dos moradores. Na saúde trouxemos, junto de Ezequiel recursos para reforma do centro de reabilitação, reformas de unidades e custeio. 50 Kits de irrigação e recursos para reforma do Centro de Referência e Assistência Social, já foram garantidos pelo parlamentar.  Sou entusiasta das atividades esportivas e com intuito de ofertar praticas esportivas e competições sadias, lançamos a copa Sela Dourada, que já é um sucesso.

 

Rebatendo criticas de ex-vereadores, ele disse que tem uma metodologia diferenciada de trabalhar, e desafia os antigos legisladores a apontar mais projetos dos que o que ele conquistou com dois anos.

“Penso que um mandato legislativo deve ser utilizado em favor do povo, por isto visito minhas bases, converso com eleitores, reúno com todos que me procuram, entendo que indicar ao executivo é salutar e uma de nossas atribuições, mas decidi desde o inicio agir diferente e correr atrás de recursos para ajudar a administração municipal, que não consegue realizar, obras, ações e projetos sem apoio e verba. Minha postura é diferenciada, vocês nunca me verão expondo obras do executivo, como minhas, jamais me verão por ai me lamuriando, meu objetivo é buscar o máximo de parcerias que puder, para solucionar as demandas, que não são poucas e trazem preocupação ao prefeito.

Ferreira encerrou destacando que vai continuar nestes dois anos, fazendo o que sempre fez, atendendo o povo, colaborando com a gestão para que melhore cada dia mais e reivindicando com as autoridades estaduais e federais aquilo que for necessário em todos os setores, para minimizar os problemas enfrentados pela sociedade  nobrense.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana