conecte-se conosco


Política MT

Botelho e Janaína de olho na presidência

Publicado

em

Passado o processo eleitoral, os deputados estaduais eleitos já passam a se articular para a disputa da Mesa Diretora que ocorre em fevereiro do ano que vem, logo após a posse.

Enquanto o atual presidente, Eduardo Botelho (DEM) e o primeiro-secretário Guilherme Maluf (PSDB) lutam para manter a mesma composição para os próximos dois anos da nova legislatura, a deputada estadual Janaína Riva (MDB), parlamentar mais votada no pleito deste ano, corre por fora para tentar viabilizar o seu nome para a disputa.

Outra via que também não pode ser descartada é o surgimento de uma chapa formada pelos parlamentares novatos. Dos 24 deputados estaduais eleitos, 14 tomarão posse para exercer o seu primeiro mandato de parlamentar estadual em 1º de fevereiro de 2019.

A fim de evitar que os novatos se unam e encabecem um projeto independente, os veteranos interessados na Mesa já tentam buscar o apoio deles.

A intenção de Botelho e Maluf é garantir que a atual Mesa seja reeleita com a mesma formação. Nesta semana, os parlamentares já se encontraram com alguns novatos para tratar do assunto.

Além deles ainda fazem parte da diretoria os deputados estaduais Max Russi (PSB), Gilmar Fabris (PSD) e Ondanir Bortolini (PSD), o Nininho.

Destes o único que ainda não garantiu a sua vaga na próxima legislatura é Fabris, tendo em vista que seus votos estão congelados por conta do processo envolvendo o registro de sua candidatura.

Botelho reconhece que poderá enfrentar dificuldades em emplacar o seu projeto, mas afirma que se sente credenciado para permanecer à frente do Parlamento Estadual.

“Credenciado eu me sinto, mas não sei ainda. Preciso ver essa avaliação junto aos que reelegeram e depois com os novos, que estão do lado de fora com a visão que ele tem do presidente da AL”, disse.

Dos 20 deputados que disputaram a reeleição, apenas 10 conseguiram garantir a sua permanência na Casa de Leis. Além dos já citados, também foram reeleitos Sebastião Rezende (PSC), Dilmar Dal Bosco (DEM), Allan Kardec (PDT), Valdir Barranco (PT) e Wilson Santos (PSDB).

Já os novatos são Delegado Claudinei (PSL), Lúdio Cabral (PT), Elizeu Nascimento (DC), Valmir Moretto (PRB), Faissal (PV), Thiago Silva (MDB), Dr. João (MDB), Ulysses Moraes (DC), Dr. Eugênio (PSB), Dr. Gimenez (PV), Silvio Favero (PSL), Paulo Araújo (PP), João Batista do Sindispen (PROS) e Xuxu Dal Molin (PSC).

“Vamos discutir. Mas estou começando a conversar. Vários deputados que ganharam, eu não conhecia. É uma conversa muito longa. A eleição da mesa ainda está muito longe. Precisa ter muita calma, muito chazinho, muita conversa. O negócio é uma corrida de longa duração”, avaliou Botelho.

A deputada Janaína também acredita que esta credenciada para a disputa, tendo em vista que foi a parlamentar mais votada com 51.546 votos. Ela afirma que não descarta a possibilidade, mas garante que irá tratar sobre isso com muita cautela.

“É natural que como deputada mais votada do estado eu pense sim na Mesa Diretora, em ser presidente ou primeira-secretaria. Seria uma experiência

Passado o processo eleitoral, os deputados estaduais eleitos já passam a se articular para a disputa da Mesa Diretora que ocorre em fevereiro do ano que vem, logo após a posse.

Enquanto o atual presidente, Eduardo Botelho (DEM) e o primeiro-secretário Guilherme Maluf (PSDB) lutam para manter a mesma composição para os próximos dois anos da nova legislatura, a deputada estadual Janaína Riva (MDB), parlamentar mais votada no pleito deste ano, corre por fora para tentar viabilizar o seu nome para a disputa.

Outra via que também não pode ser descartada é o surgimento de uma chapa formada pelos parlamentares novatos. Dos 24 deputados estaduais eleitos, 14 tomarão posse para exercer o seu primeiro mandato de parlamentar estadual em 1º de fevereiro de 2019.

A fim de evitar que os novatos se unam e encabecem um projeto independente, os veteranos interessados na Mesa já tentam buscar o apoio deles.

A intenção de Botelho e Maluf é garantir que a atual Mesa seja reeleita com a mesma formação. Nesta semana, os parlamentares já se encontraram com alguns novatos para tratar do assunto.

Além deles ainda fazem parte da diretoria os deputados estaduais Max Russi (PSB), Gilmar Fabris (PSD) e Ondanir Bortolini (PSD), o Nininho.

Destes o único que ainda não garantiu a sua vaga na próxima legislatura é Fabris, tendo em vista que seus votos estão congelados por conta do processo envolvendo o registro de sua candidatura.

Botelho reconhece que poderá enfrentar dificuldades em emplacar o seu projeto, mas afirma que se sente credenciado para permanecer à frente do Parlamento Estadual.

“Credenciado eu me sinto, mas não sei ainda. Preciso ver essa avaliação junto aos que reelegeram e depois com os novos, que estão do lado de fora com a visão que ele tem do presidente da AL”, disse.

Dos 20 deputados que disputaram a reeleição, apenas 10 conseguiram garantir a sua permanência na Casa de Leis. Além dos já citados, também foram reeleitos Sebastião Rezende (PSC), Dilmar Dal Bosco (DEM), Allan Kardec (PDT), Valdir Barranco (PT) e Wilson Santos (PSDB).

Já os novatos são Delegado Claudinei (PSL), Lúdio Cabral (PT), Elizeu Nascimento (DC), Valmir Moretto (PRB), Faissal (PV), Thiago Silva (MDB), Dr. João (MDB), Ulysses Moraes (DC), Dr. Eugênio (PSB), Dr. Gimenez (PV), Silvio Favero (PSL), Paulo Araújo (PP), João Batista do Sindispen (PROS) e Xuxu Dal Molin (PSC).

“Vamos discutir. Mas estou começando a conversar. Vários deputados que ganharam, eu não conhecia. É uma conversa muito longa. A eleição da mesa ainda está muito longe. Precisa ter muita calma, muito chazinho, muita conversa. O negócio é uma corrida de longa duração”, avaliou Botelho.

A deputada Janaína também acredita que esta credenciada para a disputa, tendo em vista que foi a parlamentar mais votada com 51.546 votos. Ela afirma que não descarta a possibilidade, mas garante que irá tratar sobre isso com muita cautela.

“É natural que como deputada mais votada do estado eu pense sim na Mesa Diretora, em ser presidente ou primeira-secretaria. Seria uma experiência nova. Agora com mais experiência, integrante do partido que fez a maior bancada da Assembleia, o MDB que elegeu três deputados estaduais, unindo com outros deputados que já caminharam comigo na legislatura passada, acho que me credencia sim para a disputa, mas com muita cautela. Acho que isso parte muito mais do grupo do que de mim, não tem como ser candidata de si mesma”, finalizou.

Fonte: Diário de Cuiabá

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Deputados recebem comitiva da Marinha do Brasil

Publicado

em

Acompanhado do deputado Wilson Santos (PSDB), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), recebeu nesta quinta-feira (18.10), o diretor Geral de Navegação, almirante de Esquadra Leonardo Puntel, do Rio de Janeiro e o contra-almirante do 6º Distrito Naval, Carlos Eduardo Horta Arentz, de Ladário. Eles participam da “Reunião Funcional do Grupo Hidrovias”, na Delegacia Fluvial de Cuiabá, nesta quinta e sexta-feira (18 e 19), e visitam os chefes dos Poderes Constituídos de Mato Grosso.

Também esteve presente o delegado Fluvial de Cuiabá, Thiago Cristiano Muniz; o capitão-tenente Raulino Luiz Jesus de Oliveira; o tenente Edmare Cardoso Falcão e o 1º sargento E. F. Lucimar Gonçalves Couto. A visita cordial foi pautada pela importância de ações necessárias para fomentar as exportações e importações através das hidrovias.

“A Diretoria Geral de Navegação, juntamente com a Diretoria de Portos e Costa do Rio de Janeiro e todas as capitanias das regiões das hidrovias do Brasil estão aqui em Cuiabá para debater a segurança da navegação nas hidrovias, que são muito importantes para o escoamento da nossa carga, da produção do nosso agronegócio”, esclareceu o almirante Puntel.

Para ele, a aproximação entre as instituições é importante para a consolidação de avanços no setor, com a aprovação de leis estaduais que permitam o fomento para o uso das hidrovias, o transporte comercial da carga produzida em Mato Grosso.

O deputado Eduardo Botelho reafirmou o compromisso da Casa à aprovação de leis que contribuam com o desenvolvimento do estado. “Agradecemos a visita dos almirantes e estamos de portas abertas para o debate de projetos que ajudem no desenvolvimento das hidrovias”, disse Botelho.
Da mesma forma, o deputado Wilson Santos disse que a Marinha do Brasil é a mais antiga das Forças Armadas, tem relevantes serviços prestados para Mato Grosso, e citou o expoente mato-grossense almirante Augusto Leverger, o Barão de Melgaço.

“É sempre importante que o parlamento estadual mantenha as portas abertas, qualifique a sua relação com as instituições definitivas do pais. O presidente Botelho nos convidou para participar dessa reunião com o almirante Puntel que é um conhecedor exímio da história da navegação de Mato Grosso. Ele nos trouxe boas notícias sobre o avanço logístico da Marinha no Araguaia, instalando uma delegacia em São Félix e a pretensão de instalar também uma capitania em Sinop. Estão muito atentos com os programas de hidrovias no estado. Foi um encontro importante entre uma instituição de 183 anos que é a Assembleia Legislativa e a Marinha do Brasil, com mais de 300 anos. São instituições que precisam estar de mãos dadas para o desenvolvimento do estado de Mato Grosso e do Brasil de uma forma geral”, concluiu o parlamentar

 

 

Por Itimara Figueiredo

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana