conecte-se conosco


Política MT

Audiência pública debaterá igualdade salarial entre mulheres e homens nesta segunda (27)

Publicado

em

A Assembleia Legislativa realiza, na próxima segunda-feira (27), audiência pública para debater políticas públicas visando a igualdade das mulheres e homens no mercado de trabalho, com o tema “Trabalho Igual Sálário Igual”.

A iniciativa é do deputado Max Russi (PSB) e vai reunir mulheres de diversos segmentos da classe empresarial de Cuiabá. Para o parlamentar, a audiência será fundamental para buscar propostas que garanta a igualdade salarial entre homens e mulheres.

“Esse é um problema do país, onde as mulheres ganham em torno de 20% a menos que os homens, ocupando as mesmas funções e cargas horárias nos mesmos serviços”, afirmou o deputado.

“Temos que fazer essa discussão. A ideia da audiência pública é chamar a sociedade para debater essa questão, fazendo debates com outras classes de mulheres de negócios para buscarmos soluções com encaminhamentos para cada vez mais diminuir essa diferença”, explicou ele.

Mas a desigualdade salarial entre os gêneros persiste no Brasil. O país ocupa o 132º lugar no ranking do Fórum Econômico Mundial, de uma lista de 149 nações, sobre equidade salarial para trabalho similar, formulado em 2018. Um ano antes, ocupava a 119º posição

“Através de pesquisas, podemos observar que as mulheres ganham até 20% a menos que os homens, em média ocupando as mesmas funções. Defendemos sempre a igualde de condições entre homens e mulheres e oportunidades. Também temos que ver essa questão salarial”, disse Russi.

De acordo com o deputado, “assim, entre essas pessoas, deve existir uma remuneração padrão, sendo certo que todos os funcionários de uma determinada empresa que exerçam a mesma função devem receber o mesmo salário”, complementou ele.

A audiência pública acontece às 19h, no auditório Milton Figueiredo, na Assembleia Legislativa.

 

Fonte: Assessoria

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Governo antecipa pagamento de julho e folha suplementar será paga na terça-feira (27)

Publicado

em

O Governo do Estado recebeu a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) nesta quarta-feira (21.08), no Palácio Paiaguás, para equalizar as questões referentes ao pagamento do ponto que havia sido cortado durante o período de paralisação dos servidores. Uma folha suplementar será paga na próxima terça-feira (27.08), com os valores dos meses de maio, junho e julho.

Inicialmente, o acordo para o encerramento da greve previa o pagamento dos pontos de maio e junho, no dia 20 de agosto, e dos meses de julho e agosto, no dia 10 de setembro. Com uma readequação, foi possível a quitação de todos os meses de ponto cortado já na última terça-feira (20.08).

No entanto, 138 escolas não cumpriram o prazo de envio – que era até o dia 12 de agosto – da documentação dos funcionários que retornaram da paralisação, assumindo o compromisso de reposição das aulas perdidas com a greve, e cerca de cinco mil servidores ficaram de fora do pagamento do dia 20.

“A Secretaria de Educação tomou conhecimento da questão e já deu início ao levantamento e diagnóstico daqueles que ficaram sem receber. Até quinta-feira (22.08) este levantamento estará finalizado e encaminhado para a elaboração da folha, que será quitada no dia 27”, explicou a secretária de Educação, Marioneide Kliemaschewsk.

“É muito importante frisar que nos adiantamos ao acordo e todos os dias de ponto cortado estão sendo quitados nesta folha suplementar, com 20 dias de antecipação. Os salários de agosto serão pagos dentro da folha, normalmente, no dia 10 de setembro”, completou a gestora.

Durante a reunião com o Sintep, o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, pontuou a necessidade de Governo e servidores unirem esforços em prol do Estado. De acordo com ele, somente com o engajamento de todos será possível fazer com que Mato Grosso volte a se desenvolver.

“Precisamos virar essa página e contamos com a ajuda de todos os servidores para reconstruir o Estado. Queremos uma educação melhor, assim como saúde, segurança pública e todos os serviços oferecidos à população. Não tem como um governo ter sucesso se não estiver junto com os servidores e acredito que, com o engajamento de todos, iremos fazer a diferença”, declarou Carvalho.

O presidente do Sintep, Valdeir Pereira, disse que a reunião foi positiva no sentido de aparar arestas e dirimir questionamentos a respeito dos pagamentos dos servidores da Educação.

“Viemos para checar as informações e peço que o Governo mantenha sempre o diálogo aberto com a categoria e com os servidores da forma como está fazendo”, afirmou Pereira, no que foi prontamente ratificado pelo chefe da Casa Civil.

Também participou da reunião o secretário de Planejamento e Gestão, Basílio Bezerra.

Fotos: Christiano Antonucci

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana