conecte-se conosco


Cultura

Artistas mato-grossenses aderem à Campanha Moçambique Vive

Publicado

em

Em março deste ano, Moçambique foi atingido pelo ciclone Idai que devastou o país, matando cerca de 600 pessoas e deixando 900 mil na mais absoluta miséria. Com o objetivo de ajudar na reconstrução do país, um grupo de artistas de Mato Grosso se reúne em um show no próximo dia 25 de maio, no Cine Teatro Cuiabá, para arrecadar fundos para a Campanha “Moçambique Vive”.

Os recursos arrecadados deverão ser empregados na compra de mantimentos e medicamentos, muito importantes diante do quadro em que se encontra Moçambique. Isso porque, com a destruição de uma parte considerável da infraestrutura do país, a água está contaminada e há a proliferação de várias doenças, como o cólera.

A ideia é dar visibilidade ao fato e sensibilizar as pessoas a ajudarem as vítimas da tragédia. O show é uma forma de angariar fundos para as famílias atingidas pelo ciclone e contará com artistas entre músicos, dançarinos, humoristas, intervenções teatrais, recitação de poesia e maestro.

A apresentação do evento fica por conta do jornalista Elias Neto e da personagem Penélope, interpretada pelo ator Eduardo Butakka com a presença do grupo Flor Ribeirinha, maestro Fabrício Carvalho, Totó Bodega, Nico e Lau, Henrique Maluf, Billy Espíndola, Juliane Grisólia e da companhia de teatro Cena Onze. Todos os artistas participantes doarão seus cachês.

Outras informações sobre como doar e a respeito da situação moçambicana podem ser acessadas no hotsite www.moçambiquevive.com.br, criado especificamente para a campanha.

Os ingressos custam R$20,00 (R$10,00 meia) e podem ser adquiridos na bilheteria do Cine Teatro Cuiabá.

Serviço

Show Moçambique Vive

Data: 25 de maio, sábado

Horário: a partir das 19h

Onde: Cine Teatro Cuiabá

 

Fonte: YOD

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cultura

Galeria Lava Pés recebe nova exposição coletiva que segue em cartaz até outubro

Publicado

em

Com obras de Vitória Basaia, Gonçalo Arruda, Junne Fontenelle, Marcelo Velasco e Miguel Penha, a exposição coletiva Sen[s]ação está em cartaz na Galeria Lava Pés, de segunda-feira à sexta-feira, sempre das 08h às 18h, com entrada franca e livre para todas as idades.

Entre pinturas, esculturas e instalações, os cinco artistas exibem seus trabalhos mais recentes, organizados num projeto de expografia que promete mexer com as sensações do público. A nova exposição da Galeria Lava Pés tem curadoria de Marcelo Velasco e segue em cartaz até o dia 15 de outubro.

“Sensação é um termo bastante utilizado por vários filósofos que tratam da arte. Nesta exposição trazemos uma reunião de cinco artistas que têm produções díspares. E como combinar trabalhos tão diferentes? Na galeria, todas juntas e organizadas, as obras se relacionam. Assim, queremos proporcionar para cada visitante uma sensação diferente. Nosso objetivo é provocar. A provocação, além de gerar sensações, leva a ações. O jogo de palavras, ‘Sen-ação’, vai gerar a reflexão. A arte serve para isso, para dar essa cutucada nas pessoas”, explica Marcelo Velasco.

Para o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Allan Kardec, a Temporada 2019 da Galeria de Arte Lava Pés está sendo das mais produtivas. Até agora já foram duas exposições coletivas, que juntas reuniram mais de uma dezena de artistas de Mato Grosso, além de uma exposição internacional.

“A Galeria Lava Pés foi reinaugurada em fevereiro deste ano e já está na sua terceira exposição. Hoje, estamos em festa porque reunimos o que temos de melhor para apresentar para a comunidade. Este é um espaço aberto à comunidade e todos ganham com isso, os apreciadores da cultura, da arte, produtores, artistas e população. É a cultura a disposição de todos”, ressalta Kardec.

Na nova exposição, vale destacar a presença de Vitória Basaia, uma das mais inquietas e festejadas artistas de Mato Grosso. Quando indagada sobre o significado de sua obra, a artista, que trabalha com material reciclado, responde sem titubear.

“Ocupar os museus é obrigação do artista. Espero que seja sempre com qualidade, com uma boa curadoria e uma boa montagem. Já a leitura da obra de arte é função do espectador. Não adianta eu trazer definições. Trabalho com material de reciclagem, misturado com fogo e terra, é o que eu posso dizer. Já o significado, está no olhar de quem a recebe”, conclui Basaia.

Serviço

Tema: Exposição Sen[s]ação em cartaz

Quando: De segunda-feira à sexta-feira, em cartaz até dia 15 de outubro

Horário: sempre das 8h às 18h

Onde: A Galeria de Artes Lava Pés está localizada no piso térreo da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), na Avenida José Monteiro de Figueiredo (Lava Pés) nº 510, bairro Duque de Caxias, em Cuiabá

Informações: (65) 3613-0232

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana