conecte-se conosco


Política MT

ALMT nega autorização para Executivo contrair empréstimo de R$ 800 milhões

Publicado

em

Sob a presidência do deputado Wilson Santos (PSDB) e com a presença de seus pares Adalto de Freitas (Patri), Silvano Amaral (MDB) e Wagner Ramos (PSD), esteve reunida nesta quarta-feira (31) a Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária (CFAEO).

A pauta foi iniciada pela apreciação de mensagem enviada à Assembleia Legislativa pelo governador Pedro Taques (PSDB), na qual solicitou autorização para que o Executivo contraísse crédito com a Caixa Econômica Federal (CEF), no montante de R$ 800 milhões, para a conclusão das obras e operacionalização do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), projeto que consumiu somas astronômicas desde a administração passada e não avançou um metro sequer na atual gestão – inobstante significativa soma que foi gasta em “consultoria” por Taques.

Relator da solicitação governamental, o deputado Adalto de Freitas manifestou parecer contrário à autorização para o empréstimo, tendo em vista que o atual governo encontra-se no fim de seu mandato.

“Não é correto autorizar a contratação de tamanho crédito em final de governo, considerando que a conta ficará para ser paga pelos futuros administradores do Estado”, assinalou o parlamentar.

Wilson Santos fez coro. “É até uma questão de coerência, até mesmo porque o governador eleito, Mauro Mendes, já pediu à sociedade o prazo de um ano para avaliar a viabilidade e os meios necessários para a conclusão do VLT”, disse o parlamentar.

Adalto de Freitas ainda reiterou a confiança no futuro mandatário. “A inconclusão desse projeto, tão dispendioso financeiramente, quanto importante para a mobilidade urbana na grande Cuiabá, tornou-se um vexame nacional para Mato Grosso. Temos a certeza de que é possível concluir o VLT, com custos menores e acredito que o governador eleito assumirá esse compromisso e o fará”, afiançou o parlamentar.

CONTAS DO GOVERNO

A prestação de contas do Executivo, referente ao exercício fiscal de 2017, também foi posta em pauta – o relator, deputado Wagner Ramos, manifestou parecer favorável à aprovação, com ressalvas, conforme orientação do Ministério Público de Contas.

Ramos recomendou a constituição de uma equipe de acompanhamento, composta por técnicos da Casa e do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE/MT), a fim de fiscalizar a execução das correções e adequações apontadas ao governo estadual.

Contudo, após a leitura do parecer, o deputado Silvano Amaral pediu vista do processo por 48 horas, a fim de melhor analisar a prestação financeira do Executivo.

Diante disso, o presidente da CFAEO, depois de conceder a solicitação do parlamentar, resolveu pela realização de reunião extraordinária da comissão, prevista para as 16h da próxima terça-feira (06/11).

A reunião ordinária antes prevista para a quarta-feira (07/11), foi transferida para a tarde de terça (08), às 16h.

Política MT

Vereador critica opositores e apresenta projetos realizados em apenas dois anos de mandato

Publicado

em

O vereador Gidalti Ferreira de Jesus, o Gida (PP), usou a tribuna da Câmara Municipal de Nobres, durante a sessão ordinária desta sexta-feira (15), para fazer um balanço de sua ações ao longo dos dois primeiros anos de mandato e mandou um recado direto aos críticos e opositores de plantão.

Com inúmeros serviços realizados durante os dois anos do mandato, o vereador disse que inicia  terceiro ano do primeiro mandato, agradecendo a Deus por ter concedido o privilégio de chegar até onde está. Utilizando um versículo bíblico, ele parafraseou o profeta Samuel e repetiu : “Até aqui o senhor me sustentou”.

Ferreira agradeceu a família, pelo apoio, aos amigos e parceiros e ao prefeito Leocir Hanel, que segundo ele, tem lutado arduamente para melhorar a qualidade de vida da população.

“Chego aqui, neste momento, mas não chego de mãos vazias, e isto muito me orgulha, tive ao longo dos dois primeiros anos, um grande amigo, companheiro, o ex-deputado federal Ezequiel Fonseca, que não mediu esforços para destinar emendas para nossa cidade”.

Lembrou da infância e dos avanços tanto na cidade, como na zona rural.

“Nasci e cresci na comunidade sela dourada, na zona rural do município,  e nunca uma autoridade havia olhado para aquele local com carinho, em dois anos, conseguimos garantir patrulha mecanizada, água tratada, com a estação de tratamento, temos na associação hoje, curso de línguas, com uma professora de inglês do IFMT”, relatou.

Sem vender “ilusões” e promessas para um futuro que há de vir,  Gida apresentou projetos concretos que já foram executados nos dois anos de seu mandato.

Ele reforçou que  ao lado do prefeito, com respaldo incondicional do secretário de turismo Daniel Martins, a comunidade em breve terá mais 16 novos atrativos abertos que fomentarão a geração de emprego e renda, todos regularizados, devidamente registrados, com a excelente consultoria do Sebrae.

“Isto sim é mudança, isto sim é realização e me sinto realizado, como cidadão e muito mais como vereador. Não esquecemos de comunidades como o assentamento Bonanza, onde também conseguimos implantar  a Salta z , que abastece as casas com água tratada, um sonho antigo dos moradores. Na saúde trouxemos, junto de Ezequiel recursos para reforma do centro de reabilitação, reformas de unidades e custeio. 50 Kits de irrigação e recursos para reforma do Centro de Referência e Assistência Social, já foram garantidos pelo parlamentar.  Sou entusiasta das atividades esportivas e com intuito de ofertar praticas esportivas e competições sadias, lançamos a copa Sela Dourada, que já é um sucesso.

 

Rebatendo criticas de ex-vereadores, ele disse que tem uma metodologia diferenciada de trabalhar, e desafia os antigos legisladores a apontar mais projetos dos que o que ele conquistou com dois anos.

“Penso que um mandato legislativo deve ser utilizado em favor do povo, por isto visito minhas bases, converso com eleitores, reúno com todos que me procuram, entendo que indicar ao executivo é salutar e uma de nossas atribuições, mas decidi desde o inicio agir diferente e correr atrás de recursos para ajudar a administração municipal, que não consegue realizar, obras, ações e projetos sem apoio e verba. Minha postura é diferenciada, vocês nunca me verão expondo obras do executivo, como minhas, jamais me verão por ai me lamuriando, meu objetivo é buscar o máximo de parcerias que puder, para solucionar as demandas, que não são poucas e trazem preocupação ao prefeito.

Ferreira encerrou destacando que vai continuar nestes dois anos, fazendo o que sempre fez, atendendo o povo, colaborando com a gestão para que melhore cada dia mais e reivindicando com as autoridades estaduais e federais aquilo que for necessário em todos os setores, para minimizar os problemas enfrentados pela sociedade  nobrense.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana