conecte-se conosco



Interior

Acidente entre caminhão dos correios e outro carregado com lenha BR 163

Publicado

em

O Corpo de Bombeiros de Colíder foi acionado ontem para atender a uma vítima de um acidente envolvendo um VW amarelo, dos Correios e um outro caminhão que estava carregado com lenha.

O acidente aconteceu próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal, na BR 163, entre os municípios de Nova Santa Helena e Itaúba.

Uma carreta bi-trem, semi-reboque, carregada de madeira, bateu na lateral do caminhão. Parte da carga acabou caindo sobre o caminhão dos correios. O condutor morreu no local e ficou preso nas ferragens.

Os bombeiros foram chamados para realizar o procedimento. De acordo com o sargento Claudemir, todo o procedimento de desencarceramento da vítima, J.S.M., 43 anos, natural de Terra Roxa (PR), levou mais de duas horas.

A princípio o tráfego ocorreu em meia pista, depois foi preciso fazer a retirada da madeira espalhada na BR, com o auxílio de uma máquina Pá Carregadeira e foi preciso fechar totalmente por algumas horas.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) fez o encaminhamento do corpo ao Instituto Médico Legal para exame de necropsia.

A carreta envolvida tinha placa de Colíder-MT,  o condutor não sofreu ferimentos. Ainda não há informações sobre como ocorreu o acidente.

Interior

Câmara de Nobres descumpre Lei de transparência; portal está desatualizado há mais de um ano

Publicado

em

Acompanhar a gestão financeira da administração municipal pela internet é um direito que moradores de todas as cidades brasileiras têm, desde 2011, com a lei de responsabilidade fiscal.

O princípio constitucional da publicidade e da  transparência, lei n. 12527/2011, que  determina que o poder público deve dar publicidade de seus atos, facilitando o acesso à informação aos cidadãos, com publicações de algumas informações por meio eletrônico e demais meios, está sendo desrespeitada pela Câmara Municipal, que não atualiza o portal do legislativo há mais de um ano.

Sob justificativa de que necessita de uma nova empresa para administrar o site, o atual presidente, André Avelino Bezerra já levou praticamente um semestre inteiro e não conseguiu finalizar a nova formatação.

A Câmara até contratou a mesma empresa que presta serviço para a prefeitura de Nobres para atualizar o portal transparência e enviar dados ao sistema Aplic do Tribunal de Contas, mas os atos, projetos, leis e indicações dos vereadores, continuarão sem divulgação.

O Tribunal de Contas está multando a maioria dos gestores que não empregam o que preconiza a lei de transparência e não será diferente com a Câmara de Nobres.

Na contramão, os parlamentares se arvoram em divulgar seus feitos e ações em suas próprias redes sociais o que acaba sendo ainda mais trágico, pois confundem o serviço do vereador, postando obras do executivo, como feitos deles próprios, usam fotos inadequadas e o pior de tudo é aguentar a “VERBORRAGIA”, utilizada.

Com os  erros crassos de português, que chegam a ser um verdadeiro desserviço ao leitor, principalmente aos adolescentes que estão no Ensino Fundamental que necessitam de textos concisos para aprender o bom e correto português, pagam o maior MICO, achando que estão prestando um serviço de comunicação, na verdade estão dando vexame publico.

A conotação social da trágica atitude do legislativo nobrense é que a maior parte dos vereadores não trabalha, pois não existe divulgação dos serviços realizados, isto pode implicar na reeleição de muitos, como aconteceu na última eleição, onde a população rejeitou a grande maioria reelegendo apenas dois vereadores, Adelian Messias e Zilmai Ferreira.

O que temos é uma página ultrapassada que apresenta links com erro, falta de informações e dados desatualizados. A lei determina que as páginas devem ser de fácil acesso e disponibilizar receitas e despesas em tempo real, informando inclusive o nome dos fornecedores. “Ao cidadão não pode ser negado o que está na lei.

“Ao cidadão cabe  ao Ministério Público ou associações que protegem o direito de acesso à informação.

 

 

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana