conecte-se conosco



Polícia

Academia é alvo de fiscalização em Cuiabá

Publicado

em

A Polícia Judiciária Civil, através da Delegacia Especializada do Consumidor (Decon), em parceria com o Conselho Regional de Educação Física da 17ª Região (CREF17) realizou na manhã desta terça-feira (19.11), mais uma ação em academia da Capital, com objetivo de combater o exercício ilegal da profissão de educador físico.

A ação teve como alvo uma academia no bairro Bosque da Saúde em Cuiabá, em que houve denúncias de que havia instrutores e personal trainers atuando sem o devido registro.

Durante a fiscalização no estabelecimento, as equipes da Decon e do CREF17 constataram que os profissionais de educação física, atuantes na unidade, estavam todos com o devido registro no Conselho Regional.

No decorrer dos trabalhos, foi verificado que a academia estava incorrendo apenas em uma infração administrativa, estando com o certificado de credenciamento vencido, estando em desacordo com a resolução do CREF17, 08/2015.

De acordo com o delegado da Decon, Antonio Carlos de Araujo, a fiscalização na academia aconteceu com base em denúncias recebidas pela delegacia e pelo Conselho de Educação Física, porém todos os profissionais encontrados no estabelecimento estavam devidamente habilitados para exercer da função.

No caso de serem encontrados instrutores não habilitados na academia, eles poderiam responder pela conduta criminal previsto na lei nº 3688/41, mais especificamente no art. 47, exercer profissão ou atividade econômica ou anunciar que a exerce, sem preencher as condições a que por lei está subordinado o seu exercício, dessa maneira configurando o ilícito penal.

“A ação é importante uma vez que demonstra que os órgãos competentes estão averiguando as denúncias e fiscalizando os estabelecimentos evitando assim o prejuízo ao consumidor”, destacou o delegado.

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

Bandido de alta periculosidade é morto durante confronto com a PM em Rosário Oeste

Publicado

em

O criminoso Jelso Bazzo Júnior, 38 anos, conhecido como “Sabugão” morreu durante uma troca de tiros com policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), na manhã deste sábado (14), em uma fazenda localizada na cidade de Rosário Oeste (130 km de Cuiabá). O bandido, segundo informações, era conhecido das forças policiais por já ter participado de diversos roubos a banco na modalidade “Novo Cangaço”, em Mato Grosso.

Os policiais informaram que Sabugão tinha um mandado de prisão em aberto e que na manhã deste sábado foram até a residência do criminoso para cumprir a decisão judicial.

No entanto, os militares disseram que o ladrão já tinha tentado matar outros PMs da cidade e diante disso, os policiais chamaram os agentes do Bope.

Quando os PMs entraram na fazenda, visualizaram o suspeito e ordenaram que ele se entregasse. No entanto, Jelso atirou diversas na direção da equipe.

Diante da ação criminosa, os militares do Bope revidaram e balearam Sabugão. Após ser atingido, o criminoso caiu e rapidamente foi encaminhado, pelos próprios policiais, ao Hospital Amparo.

No entanto, o criminoso não resistiu e morreu pouco tempo depois de dar entrada na unidade de saúde. Os militares não informaram quantos tiros Jelso foi atingido.

Os PMs disseram que Sabugão estava com uma pistola com três munições intactas e uma motocicleta XRE-300.

O corpo do criminoso foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para ser realizado exame de necropsia.

O caso será investigado pela Polícia Civil.

 

Por Hiper Noticias

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana