conecte-se conosco



Polícia

Polícia Civil autua falso arquiteto por exercício ilegal da profissão

Publicado

em

Um homem que atuava como arquiteto sem a devida formação para a função teve a atuação ilegal descoberta em trabalho integrada do Delegacia Especializada do Consumidor (Decon) e do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado de Mato Grosso.

O suspeito, C.S.S., de 36 anos, prestou esclarecimentos na Decon, na terça-feira (03.12), e responderá a Termo Circunstanciado de Ocorrência, por exercício ilegal da profissão, previsto no artigo 47 da Lei de Contravenções Penais.

O falso arquiteto passou a ser investigado após o Conselho de Arquitetura e Urbanismo receber várias denúncias de que o suspeito oferecia cursos online, em que ensinava pessoas a fazerem o projetos de arquitetura sem a necessidade de um profissional especializado na área.

Segundo as apurações, o investigado possuía um canal o Youtube e um site, onde oferecia os cursos do programa “Revit” pelo valor de R$ 99, afirmando que qualquer pessoa estava apta para montar um projeto. Nos vídeos, o investigado ensinava passo a passo de como mexer no programa.

Interrogado pelo delegado, Antonio Carlos de Araujo, o suspeito confessou que curso 6 semestres de arquitetura, porém não concluiu o curso na faculdade.

Ele afirmou que é professor de BIM (Modelagem da Informação da Construção) software programado para desenhos arquitetônicos, possuindo curso ofertado pela empresa fabricante do software.

Ficando evidenciada a atuação irregular, o falso arquiteto responderá a Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por exercício ilegal de profissão ou atividade (conforme Lei das Contravenções Penais – 3.688/41 – relativas à organização do trabalho).

Redação

Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia

PM prende homem que atraiu menina para dentro de carro oferecendo dinheiro

Publicado

em

Em uma ação rápida, policiais do 4º Batalhão de Várzea Grande identificaram e prenderam, no final da manhã de hoje(13), o homem que por duas vezes consecutivas tentou obrigar uma menina de 7 anos a entrar em seu carro.

A prisão ocorreu no bairro Figueirinha, região do bairro Vila Artur, onde ocorreu o fato, depois da denuncia da avó da vítima. A menina contou que quando se dirigia para o supermercado vizinho da casa de sua família o suspeito se aproximou e lhe ofereceu R$ 50. Ele queria pagar para que ela entrasse no veículo, um Kia Soul. A criança recusou e voltou para casa. A avó relatou que saiu na porta e chegou a ver o carro deixando o local.

Minutos depois, quando estava indo a padaria, também próxima de onde mora, o mesmo homem, no mesmo carro, novamente a importunou com a mesma proposta e ainda sugeriu que entrasse rápido no carro para que a avó não pudesse ver. Dessa vez ele fugiu ao perceber que algumas pessoas que estavam na panificadora saíram na rua para verificar o que estava acontecendo.

Ao ser localizado pelos policiais militares, F.M.C.(35), negou que tivesse abordado a criança. Todavia, reconhecido pela menina acabou confessando a oferta de dinheiro, mas argumentou “não fiz nada”.

O homem foi conduzido à Central de Flagrantes de Várzea Grande. O carro dele acabou sendo apreendido porque estava com o licenciamento(CRLV) vencido.

Continue lendo

Artigos

Polícia

Política MT

Várzea Grande

Cuiabá

Mais Lidas da Semana